LateralMinas GeraisMusicalNotíciaTecnologia

“Unimed BH em casa” – Cauby, uma paixão

Após reunir uma plateia de mais de 240 mil pessoas em suas transmissões on-line e pela TV, o projeto retorna no mês de setembro com mais uma série de lives, diretamente dos Teatros Claro Rio e SP, GRATUITAS e ao vivo pelos canais no Youtube do Sesc em Minas (SescemMinasGerais) e do Teatro Claro Rio (TeatroClaroRio) ou do Teatro Claro SP (TeatroClaroSP) e pelo Canal 500 da Claro TV.

O primeiro espetáculo será o monólogo  “Cauby, uma Paixão”, uma adaptação de Flávio Marinho do grande musicalCauby, Cauby”, comDiogo Vilela. A apresentação será no dia 24 de setembro (quinta-feira), às 20h30.

O “Palco Instituto Unimed-BH em Casa” segue com a proposta de manter vivos o hábito e a potência do teatro. Após uma programação de sucesso nos meses de junho e julho, que reuniu mais de 240 mil pessoas pela internet e pela TV para assistirem a três excelentes produções do teatro brasileiro (“Os vilões de Shakespeare”, com Marcelo Serrado, “E foram quase felizes para sempre”, com Heloísa Périssé, e  “Não sou feliz, mas tenho marido”, com Zezé Polessa), o projeto retorna para as apresentações de outras cinco montagens, a partir do mês de setembro.

A estreia da segunda temporada será no dia 24 de setembro (quinta-feira), às 20h30, com Diogo Vilela apresentando, pela primeira vez, “Cauby, uma Paixão”, uma adaptação de Flávio Marinho do grande musical “Cauby, Cauby” para o teatro on-line. “Cauby, uma Paixão surgiu recentemente em nossos corações e imaginário, durante a pandemia, com o intuito de espalhar alegrias e amor ao público, que anda necessitado de ternura em tempos difíceis, e de realizar um trabalho com qualidade artística, mesmo durante este período”, diz o ator Diogo Vilela.

A transmissão será GRATUITA e simultânea pelos canais Youtube do Sesc em Minas (SescemMinasGerais) e do Teatro Claro Rio (TeatroClaroRio) e pelo Canal 500 da Claro TV. Os espetáculos contarão com tradução de libras e áudio descrição para garantir o acesso das pessoas com deficiências auditivas e visuais.

Com os mesmos rigores técnicos aplicados nas apresentações presenciais, em um palco especialmente preparado com sistemas especiais de vídeo, iluminação e sonorização, o “Palco Instituto Unimed-BH em Casa” assegura ao público a melhor experiência que a plateia e o teatro merecem.

Para Marisa Machado Coelho, diretora da produtora mineira Pólobh, idealizadora do projeto, a dedicação e investimentos foram os ingredientes do sucesso da primeira temporada, que cumpriu a sua proposta. “Lançamos o “Palco Instituto Unimed-BH em Casa” para criar alternativas para que tanto os artistas tivessem oportunidades de seguir promovendo a sua arte, quanto para o público, de manter-se conectado com a promoção de espetáculos teatrais.

Os resultados da primeira temporada superaram nossas expectativas. Agora, seguimos com a segunda temporada, trazendo cinco belíssimas montagens, para que os artistas e a plateia do Brasil inteiro possam continuar se (re)encontrando”, comemora Marisa Machado Coelho.

Durante as apresentações da primeira temporada do “Palco Instituto Unimed-BH em Casa” o público pode fazer doações para o Mesa Brasil Sesc, programa de combate à fome e ao desperdício de alimentos promovido pelo Sesc. No total, foram arrecadados R$ 33.740,00, convertidos em cestas básicas que beneficiaram mais de 400 famílias. A segunda temporada também possibilitará ao público realizar as doações para o Mesa Brasil Sesc (por meio de QR Codes).

 

Cauby, uma Paixão

O roteiro de “Cauby, uma Paixão” está baseado no espetáculo musical “Cauby, Cauby” e acrescido de novas canções que foram gravadas por Cauby e que habitam o imaginário coletivo até hoje. Com roteiro de Flávio Marinho, o show-teatro-musical percorre a carreira do cantor, pontuada por músicas como “Conceição”, “A Perola e o Rubi”, “Molambo”, “Samba do Avião”, “Eu e a Brisa”, entre tantos sucessos gravados pelo artista que, até hoje, tem um público cativo, que o ama e o faz inesquecível para nossa cultura.

Para Flávio Marinho, “o espetáculo parte da seguinte premissa: se vivo estivesse, como Cauby reagiria ao fazer um espetáculo nos dias de hoje, em condições tão especiais? No final do espetáculo, veremos que ele está mais vivo que nunca em nossos corações e na nossa lembrança”.

O ator Diogo Vilela estará acompanhado em cena pela diretora musical Liliane Secco e pelo saxofonista Fernando Trocado, com figurinos de Ronald Teixeira, luz de Daniela Sanchez, produção executiva de Marco Aurélio Monteiro e direção de produção de Marília Milanez.

 

FICHA TÉCNICA

Ator – Diogo Vilela
Roteiro – Flávio Marinho
Diretora musical e pianista – Liliane Secco
Saxofonista – Fernando Trocado
Direção de arte – Ronald Teixeira
Designer de luz – Daniela Sanches
Produção Executiva – Marco Aurélio Monteiro
Direção de Produção – Marília Milanez.

CLASSIFICAÇÃO: livre

DURAÇÃO: 60 minutos.

 

“PALCO INSTITUTO UNIMED-BH EM CASA”

O projeto é uma iniciativa da Pólobh, produtora sediada em Belo Horizonte, MG, tem patrocínio do Instituto Unimed-BH e do Programa Sociocultural Unimed-BH, viabilizado por mais de 5,1 mil médicos cooperados e colaboradores, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Tem realização do Ministério do Turismo e Governo Federal, patrocínio da Pottencial Seguradora e apoio cultural do Sesc em Minas e MIP Engenharia, promoção exclusiva da Rádio Alvorada e apoio da Coreto Cultural, Culturadoria, Fredizak, HBA, Jornal O Tempo, Rádio Super Notícia e SouBH.

 

Cuidado rigoroso

A produção dos espetáculos seguirá todos os protocolos e recomendações relacionados à prevenção da Covid-19 tais como a restrição do número de profissionais a trabalho nas montagens, o rigor no controle de circulação nas dependências do teatro (apenas pessoas a trabalho) e a medição da temperatura de todos os profissionais antes do acesso.

Além disto, as áreas ocupadas serão frequentemente higienizadas, e haverá a disponibilização de álcool gel em diferentes setores, além da distribuição de máscaras para todos os envolvidos. Outras ações são a higienização do material antes de entrar no teatro (cenários, figurinos etc.), e o impedimento do consumo de alimentos e bebidas no local. Haverá, ainda, a presença de um bombeiro brigadista durante as atividades, para assegurar que todas as medidas serão cumpridas.

 

Instituto Unimed-BH

Associação sem fins lucrativos, o Instituto Unimed-BH, desde 2003, desenvolve projetos visando ampliar o acesso à cultura, estimular o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas, valorizar espaços públicos e o meio ambiente. Ao longo de sua história, o Instituto destinou R$120 milhões ao setor cultural, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e da Lei Federal de Incentivo à Cultura, viabilizado pelo patrocínio de mais de 5.100 médicos cooperados e colaboradores. No último ano, mais de 850 mil pessoas foram alcançadas por meio de projetos de cinco linhas de atuação: Comunidade, Voluntariado, Meio Ambiente, Adoção de Espaços Públicos e Cultura.

Saiba mais em www.institutounimedbh.com.br.

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.