BahiaLateralMúsica de câmaraProgramação

Três séculos de canções alemãs

A Sala de Concertos da sede do NEOJIBA (http://www.neojiba.org/) no Parque do Queimado, em Salvador, recebe neste domingo (3), às 11h, um recital de canções alemãs para voz e piano que percorrem três séculos da música ocidental.

No palco, a interpretação da soprano e maestrina francesa Lucie Barluet e do pianista e maestro baiano Eduardo Torres. ‘Intermezzo Op. 118 No. 2 em Lá maior’ de Brahms, uma peça para piano solo, complementa o programa.

Optamos por mostrar referências do ‘Lied’ alemão, desde Mozart, do período clássico, passando por Schubert e Brahms do romantismo, até Kurt Weill, um compositor que enveredou pelas canções teatrais e de cabaret”, explica Torres que responde pela direção Musical do NEOJIBA. A palavra ‘Lied’, no plural ‘Lieder’, se refere à musicalização para voz e piano de poemas. Presentes desde o século XV, o Lied teve no período clássico Mozart como expoente máximo, e no período Romântico, compositores como Schubert, Schumann, Brahms, Mahler e outros.

 

PROGRAMA

Brahms (1833-1897)
Wiegenlied (canção de ninar) Op. 49 nº4
Wir Wandelten Op.96 nº2

Mozart (1756-1791)
Abendempfindung K.523
An Chloe K.524

Schubert (1797-1828)
Ganymed D.544
Nachtstück D.672
Ständchen (serenata) D.957

Kurt Weill (1900-1950)
Es regnet

Brahms (1833-1897)
Intermezzo Op. 118 No. 2 em Lá maior

 

SERVIÇO

 

Três séculos de canções alemãs

Dia 03 de novembro, domingo, às 11h

Neojiba (Parque do Queimado – Salvador)

Ingresso: Nada foi informado

 

 

Lucie Barluet

Com 27 anos e nasceu em Lyon, na região centro-leste da França. Com nove anos entrou na Ópera Nacional de Lyon, onde cantou até os 18 (coro e solista). Participou de concertos e óperas sob a regência dos maestros Jeremy Rhorer, Emmanuel Krivine e Kirill Petrenko. Continuou no conservatório com Jean Christophe Henry e integrou o Jeune Choeur Symphonique dirigido por Nicole Corti, simultaneamente estudando Direção de Coro na Escola Nacional de Música de Villeurbanne.

De 2014 a 2017 fez a Escola Superior de Música de Lausanne, onde concluiu o bacharelado em Canto Lírico. É coordenadora do Núcleo Coral do NEOJIBA no Teatro Castro Alves.

 

Eduardo Torres

É mestre em Regência Orquestral e pianista graduado pela Escola de Música/UFBA, e músico da Orquestra Sinfônica da Bahia. Fez cursos de aperfeiçoamento na Alemanha, França e Argentina. Estudou piano com Esther Cardoso e regência com Erick Vasconcelos, Eleazar de Carvalho, Ernst Widmer, Wayne Toews, Dante Anzolini, Guilhermo Scarabino, Louis Lane e Roberto Tibiriçá. É detentor do Prêmio Copene de Cultura e Arte e do Prêmio Rumos do Instituto Itaú Cultural.”

 

NEOJIBA 

É um programa do Governo do Estado da Bahia, vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social e gerido pelo Instituto de Ação Social Pela Música. Tem por objetivo promover o desenvolvimento e a integração social de crianças, adolescentes e jovens, prioritariamente em situações de vulnerabilidade, através do ensino e da prática musical coletivos.

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.