NotíciaRio de Janeiro

TMRJ anuncia a temporada 2016

Seis A?peras, quatro balA�s, cinco concertos e o inovador programa A�pera + BalA�, alA�m das estreias das sA�ries A�pera de CA?mara em Concerto e Vesperais LA�ricas e o retorno do Domingo no Municipal.

 

O Theatro Municipal do Rio de JaneiroA�divulgou a sua temporada 2016, que leva a assinatura do Maestro AndrA� Cardoso. Mantendo o princA�pio de valorizar os cantores nacionais e de contribuir para alavancar a cadeia produtiva da mA?sica brasileira, a programaA�A?o foi especialmente elaborada para proporcionar ao pA?blico atraA�A�es variadas, de diferentes A�pocas e estilos.

SerA?o seis A?peras apresentadas pelo Coro, a Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal e solistas convidados com produA�A�es prA?prias, coproduA�A�es com o Theatro SA?o Pedro (SP) e com a Companhia A�pera Livre e ainda uma remontagem em parceria com o Theatro Municipal de SA?o Paulo. O BalA� do Theatro Municipal irA? executar quatro espetA?culos, sendo um deles inA�dito. Coro e OSTM realizarA?o tambA�m cinco concertos sinfA?nicos com destaque para Alma Brasileira, espetA?culo criado especialmente para o perA�odo dos Jogos OlA�mpicos Rio 2016 pelo grupo teatral catalA?o La Fura dels Baus Cheap , com mA?sica de Villa-Lobos.

Entre as novidades para 2016, estA?o o programa duplo A�pera + BalA� a�� constituA�do de obras de ambos os gA?neros com apenas um ato a�� e a sA�rie A�pera de CA?mara em Concerto, com quatro tA�tulos, um deles em primeira audiA�A?o, apresentados por solistas da Academia de A�pera Bidu SayA?o, do Coro e da OSTM. Os solistas dos corpos coral e orquestral do TM tambA�m se apresentarA?o nas sA�ries Cameristas e Vesperais LA�ricas, ambas a serem realizadas na Sala MA?rio Tavares, novo nome do Teatro B, no PrA�dio Anexo. Teremos tambA�m o retorno da tradicional sA�rie Domingo no Municipal, com ingresso a preA�o popular e participaA�A?o de sete orquestras convidadas e de alunos da Escola Estadual de DanA�a Maria Olenewa. A exemplo do procedimento adotado na Temporada Segundo Semestre 2015, serA?o oferecidas duas sA�ries de assinaturas tanto para A?pera como para balA� com descontos especiais entre 5 de dezembro de 2015 e 28 de fevereiro de 2016.

a�?Criar, preservar, difundir e ampliar o acesso A� programaA�A?o sA?o as diretrizes que norteiam a temporada de 2016 e as aA�A�es que tA?m por meta colocar o Theatro Municipal em pleno funcionamento como produtor e palco de A?peras, balA�s e concertos. A mais notA?ria delas A�, certamente, o anA?ncio da temporada com seis A?peras, quatro balA�s, concertos e um espetA?culo A?pera + balA�a�?, afirma JoA?o Guilherme Ripper, Presidente da FundaA�A?o Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Nos Concertos serA?o apresentadas grandes obras corais sinfA?nicas do sA�culo 19A�pelo Coro e a Orquestra SinfA?nica do TMRJ, como o concerto de Abertura da Temporada, nos dias 4 e 5 de marA�o, com o programa a Missa Solemnis em rA� maior Op. 123, de Beethoven. Em abril, serA? realizado o Requiem, de Verdi. No mA?s de maio, serA? a vez do concerto que celebrarA? 110 anos de RadamA�s Gnattali (1906-1988). No mA?s de agosto, serA?o apresentadas trA?s rA�citas do concerto Alma Brasileira, conforme informado, com programa constituA�do por Floresta AmazA?nica, Bachianas Brasileiras ns.A�4 eA�5, e Choros ns.A�1,A�6 e 10, de Villa-Lobos. O A?ltimo concerto, em dezembro, serA? 100 anos de Nascimento de Alberto Ginastera (1916-1983) e de Antonio EstA�vez (1916-1988), comemorativo pelos centenA?rios do argentino Ginastera (Abertura para o Fausto Criollo e Suite EstA?ncia) e do venezuelano EstA�vez (Cantata Criolla).

a�?Apostamos mais uma vez nas parcerias. Em 2016, serA?o duas coproduA�A�es de A?peras, com o Teatro SA?o Pedro de SA?o Paulo e com a Companhia A�pera Livre. Com o Teatro Municipal de SA?o Paulo a parceria engloba a troca de produA�A�es, com La BohA?me vindo para o Municipal do Rio e nossa La Sylphide sendo apresentada para o pA?blico paulistaa�?, informa AndrA� Cardoso.

Na temporada de A?peras, estarA?o presentes desde tA�tulos que sA?o clA?ssicos absolutos do gA?nero, como O Barbeiro de Sevilha, de Rossini, e La BohA?me, de Puccini, atA� aqueles que pela primeira vez chegam ao Theatro Municipal, como Don Quichotte, de Massenet, e JenA?fa, de Janacek. NA?o poderia faltar tambA�m um tA�tulo de compositor brasileiro, representado por Lo Schiavo, de Carlos Gomes, e outro do sA�culo 18, que A� Orfeu e EurA�dice, de Gluck.

Completa o repertA?rio a A?pera Mozart & Salieri, de Korsakov, apresentada em dupla com o balA� Sheherazade. Na programaA�A?o de BalA�s, teremos a remontagem de Apoteose da DanA�a, programa duplo de grande sucesso em 2015, formado pelas coreografias Age of Innocence, de Edwaard Liang, e SA�tima Sinfonia, de Uwe Scholz. TambA�m teremos na temporada La Sylphide, de Filippo Taglioni na versA?o de Pierre Lacotte. A produA�A?o contemporA?nea se faz presente em coreografias inA�ditas, especialmente encomendadas pelo Theatro Municipal a Luiz Bongiovani, Daniela Cardim e online Rodrigo Pederneiras para compor Trilogia AmazA?nica, com mA?sica de Villa-Lobos. A programaA�A?o de balA�s se encerra com o tradicional O Quebra-Nozes, de Tchaikovsky, espetA?culo que encanta diferentes geraA�A�es de frequentadores do Theatro Municipal.

 

TEMPORADA LA?RICA 2016

A�

DON QUICHOTTE a�� A�pera em cinco atos (1910)

MA?sica: Jules Massenet (1842-1912)
Libreto: Henri Cain (1857-1937)
CoproduA�A?o com o Theatro SA?o Pedro (SP)
Ballet, Coro e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
DireA�A?o CA?nica: Jorge Takla
DireA�A?o Musical e RegA?ncia: Luiz Fernando Malheiro

Abril: Dias 13, 15, 19 e 22, A�s 20h. e dia 17, A�s 17h.

Tendo A� frente os consagrados Jorge Takla e Luiz Fernando Malheiro, a A?pera Don Quichotte, de Massenet serA? apresentada pela primeira vez no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Em coproduA�A?o com o Theatro SA?o Pedro (SP), serA? uma homenagem aos 400 anos de falecimento de Miguel de Cervantes, escritor espanhol que criou uma das mais conhecidas personagens da literatura mundial. Don Quichotte A� fonte permanente de inspiraA�A?o na mA?sica, balA� e A?pera. Foi abordado por compositores de diferentes A�pocas como Telemann, Mendelssohn, Richard Strauss e Ravel. Do austrA�aco Minkus, recebeu a mA?sica para um dos grandes clA?ssicos do balA�. O compositor francA?s Jules Massenet, um dos mais inspirados autores da cena lA�rica parisiense da Belle A�poque, estreou sua versA?o em A?pera no ano de 1910, sendo uma de suas A?ltimas criaA�A�es.

Cenografia: Buy NicolA�s Boni
Figurinos: FA?bio Namatame
IluminaA�A?o: Nei Bonfanti

Elenco

Don Quichotte: Gregory Reinhart
Dulcineia: Luiza Francesconi
Sancho PanA�a: Eduardo Amir

 

LA BOHA?ME a�� A�pera em quatro atos (1895)

La BohA?me
La BohA?me

MA?sica: Giacomo Puccini (1858-1924)
Libreto: Giuseppe Giacosa (1847-1906) e Luigi Illica (1857-1919)
ProduA�A?o do Theatro Municipal de SA?o Paulo
Coro e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
DireA�A?o CA?nica, Cenografia e IluminaA�A?o: Arnaud Bernard
DireA�A?o Musical e RegA?ncia: Eduardo Strausser

Maio: Dias 22 e 26, A�s 17h. e dias 24 e 28, A�s 20h.

A festejada produA�A?o do Theatro Municipal de SA?o Paulo para La BohA?me, de Puccini, virA? para o palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro como primeira aA�A?o de uma inA�dita parceria entre as duas principais casas de A?pera do Brasil. Com elenco internacional, marcarA? o reencontro do pA?blico carioca com uma das A?peras mais amadas em todo o mundo. Baseada nas ScA?nes de la vie de BohA?me, de Henri Muger, narra as desventuras de um grupo de artistas residentes na Paris da dA�cada de 1830, a efervescA?ncia do Quartier Latin e os dramas e conflitos de suas principais personagens.

Figurinos: Carla Ricotti
Remontagem: Julianna Santos

Elenco

Mimi: Cristina Passaroiu
Rodolfo: Ivan Magri
Marcelo: Homero Velho
Musetta: Marina Considera

A�

ORFEU E EURA?DICE a�� A�pera em trA?s atos (VersA?o de Viena a�� 1762)

MA?sica: Christoph Willibald Gluck (1714-1787)
Libreto: Ranieri de Calzabigi (1714-1795)
Ballet, Coro e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
DireA�A?o CA?nica e IluminaA�A?o: Caetano Vilela
DireA�A?o Musical e RegA?ncia: Abel Rocha

Cheap Julho: Dias 05, 07, 09, 12 e 14, A�s 20h, e dia 03, A�s 17h.

– Dia 14, quinta-feira, 20h (AniversA?rio do Theatro Municipal)

Gluck foi autor de dezenas de A?peras e tem papel fundamental como reformador do gA?nero no sA�culo XVIII. Orfeu e EurA�dice A� uma de suas criaA�A�es mA?ximas e aborda a famosa histA?ria da mitologia grega onde Orfeu, inconformado com a morte de sua esposa, dirige-se ao Reino da Morte para trazA?-la de volta A� vida. A nova produA�A?o do Theatro Municipal pretende ser um espetA?culo onde a antiguidade clA?ssica seja abordada pelos olhos da contemporaneidade, a partir da proposta de encenaA�A?o do premiado diretor e iluminador Caetano Vilela.

Cenografia: Duda Arruck
Figurinos: CA?ssio Brasil

Elenco

Orfeu: Denise de Freitas
EurA�dice: Lina Mendes

A�

O BARBEIRO DE SEVILHA a�� A�pera em dois atos (1816)

MA?sica: Gioacchino Rossini (1792-1868)
Libreto: Cesar Sterbini (1784-1831)
Coro e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
DireA�A?o CA?nica: Pablo Maritano
where to buy prednisone no prescription DireA�A?o Musical e RegA?ncia: Silvio Viegas

Setembro: Dias 06, 08 e 10, A�s 20h. e dia 04, A�s 17h.

O Barbeiro de Sevilha A� uma das mais conhecidas e amadas A?peras de todos os tempos, sucesso garantido desde sua estreia em 1816. A nova produA�A?o do Theatro Municipal marcarA? os 200 anos de sua criaA�A?o pelo jovem Rossini, entA?o com 24 anos. Baseada na comA�dia de Beaumarchais, o libreto de Sterbini prevA? inA?meras situaA�A�es cA?micas que o gA?nio de Rossini transformou em A?rias e conjuntos de grande efeito teatral, com destaque para a famosa A?ria Largo al Factotum, cantada por FA�garo em sua primeira apariA�A?o em cena.

Elenco

FA�garo: Leonardo Neiva
Rosina: Luiza Francesconi
Conde de Almaviva: Santiago Ballerini
Bartolo: LA�cio Bruno
BasA�lio: Savio Sperandio
Fiorello: Marcelo Coutinho

 

LO SCHIAVO a�� A�pera em quatro atos (1889)

MA?sica: AntA?nio Carlos Gomes (1836-1896)
Libreto: Rodolfo Paravicini
(Baseado em argumento de Alfredo da��Escragnolle Taunay, o Visconde de Taunay)
Coro e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
DireA�A?o CA?nica: Pier Francesco Maestrini
DireA�A?o Musical e RegA?ncia: Roberto Duarte

Outubro: Dias 21, 25, 27 e 29, A�s 20h. e dia 23, A�s 17h.

Carlos Gomes, na opiniA?o do musicA?logo Marcelo Conatti, A� um dos mais importantes nomes da A?pera italiana do sA�culo XIX depois de Verdi. Brasileiro, nascido na cidade de Campinas, obteve estrondoso sucesso com sua A?pera Il Guarany no Teatro Alla Scala, de MilA?o. Lo Schiavo A� uma de suas melhores produA�A�es. Foi escrita apA?s a AboliA�A?o da Escravatura no Brasil, em 1888, e dedicada A� Princesa Isabel. A temA?tica nacional, onde nA?o faltam florestas tropicais e nativos, se reveste de mA?sica inspiradA�ssima, com destaque para a famosa Alvorada, interlA?dio orquestral que abre o terceiro ato e que faz parte do repertA?rio de todas as orquestras brasileiras.

Cenografia: Guillermo Nova
Figurinos: Luca Dalla��Alpi

Elenco

Ilara: Adriane Queiroz
IberA?: Rodolfo Giuliani
AmA�rico: Fernando Portari
Conde Rodrigo: Saulo Javan
Condessa de Boissy: Edna Da��Oliveira

 

JENA�FAA�- A�pera em trA?s atos

A�pera Jenufa
A�pera Jenufa

MA?sica: LeoA? JanA?A?ek (1854-1928)
Libreto: Do compositor (Baseado na peA�a
JejA� pastorkyA?a a�� Sua Enteada a�� de Gabriela PreissovA?)
CoproduA�A?o com a Companhia A�pera Livre
Coro e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
ConcepA�A?o e DireA�A?o CA?nica: AndrA� Heller-Lopes
DireA�A?o Musical e RegA?ncia: Rodolfo Fischer

Novembro: Dias 18, 22 e 24, A�s 20h. e dia 20, A�s 17h.

Esta A� a mais conhecida A?pera do compositor tcheco LeoA? JanA?A?ek, que levou cerca de dez anos para concluA�-la. Com libreto do prA?prio compositor, A� baseada na dramA?tica peA�a JejA� PastorkyA?a a�� Sua Enteada a��, de Gabriela PreissovA?, que, em linguagem realista, trata do difA�cil tema do infanticA�dio. SerA? a estreia no Rio de Janeiro da montagem realizada na cidade de Brno, de 1908, em coproduA�A?o com a Companhia A�pera Livre, na versA?o do diretor AndrA� Heller-Lopes.

CenA?rios: Daniela Taiana
Figurinos: Sofia di Nunzio
Desenho de Luz: FA?bio Retti

Elenco

JenA?fa: Gabriella Pace
KostelniA?ka Buryjovka: Eliane Coelho
Laca KlemeA?: Eric Herrero
A�teva Buryja: Ivan Jorgensen
Starek, o velho moleiro: Leonardo Neiva
Starenka Buryjovka, a matriarca: Carolina Faria
Prefeito: Vinicius Atique

A�

A�

TEMPORADA DE BALA�S 2016

A�

BalA� Apoteose
BalA� Apoteose

APOTEOSE DA DANA�A

Age of Innocence a�� BalA� em cinco partes (2008)
MA?sica: Philip Glass e Thomas Newmann
Coreografia: Edwaard Liang
Ballet do Theatro Municipal

 

SA�tima Sinfonia a�� BalA� em quatro partes
MA?sica: L.V. Beethoven (1770-1827)
Coreografia: Uwe Scholz (1958-2004)
Ballet e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
RegA?ncia: Tobias Volkmann

MarA�o: Dias 12, 16,17, 19, 23 e 24, A�s 20h. e dia 13 e 20, A�s 17h.

Apoteose da DanA�a A� um espetA?culo que apresenta duas coreografias neoclA?ssicas. A primeira, Age of Innocence, A� uma criaA�A?o de Edwaard Liang, um dos mais festejados coreA?grafos contemporA?neos, para a mA?sica minimalista e de grande apelo rA�tmico composta pelo consagrado compositor norte-americano Philip Glass. A segunda coreografia A� de Uwe Scholz para a SA�tima Sinfonia, de Beethoven. O coreA?grafo, precocemente falecido, foi um dos mais importantes do sA�culo XX e aliava o talento para a danA�a aos sA?lidos conhecimentos musicais, caracterizando suas criaA�A�es por uma perfeita harmonia entre mA?sica e movimento. Apresentada com grande sucesso na temporada de 2015, Apoteose da DanA�a retorna ao Theatro Municipal em 2016.

 

LA SYLPHIDE a�� BalA� em dois atos (1832)

MA?sica: Jean Madeleine Marie SchneitzhA�effer (1785-1852)
Coreografia: Pierre Lacotte (a partir de Filippo Taglioni)
Ballet e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
RegA?ncia: Javier Logioia Orbe

Junho: Dias 10, 14, 15 e 17, A�s 20h. e dias 11, 12 e 18, A�s 17h.

Obra que marca o nascimento do balA� romA?ntico, La Sylphide estreou em 1832 na A�pera de Paris. A temA?tica sobrenatural e a necessidade de representar seres etA�reos e sem peso, fizeram surgir os figurinos tA�picos do balA� clA?ssico, os famosos tutus, assim como a sapatilha e a tA�cnica da danA�a nas pontas, que pela primeira vez na histA?ria foram utilizadas no balA� com coreografia original de Filippo Taglioni. A versA?o de Pierre Lacotte volta ao palco do Theatro Municipal, apA?s mais de vinte anos fora do repertA?rio.

 

TRILOGIA AMAZA�NICA a�� BalA� em trA?s partes

MA?sica: Heitor Villa-Lobos (1887-1959)
Coreografias: ErosA?o: Luiz Fernando Bongiovanni Martins / Uirapuru: Daniela Cardim / Amazonas e Alvorada na Floresta Tropical: Rodrigo Pederneiras
Ballet e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal

Agosto: Dias 03, 04, 06, 11 e 13, A�s 20h. e dia 07, A�s 17h.

Nova produA�A?o do Theatro Municipal, reunindo composiA�A�es de Villa-Lobos e alguns dos mais importantes coreA?grafos brasileiros. Formam um trA�ptico cuja temA?tica A� a natureza, em especial a AmazA?nia. Luiz Bongiovani inicia a Trilogia com ErosA?o, um balA� composto em 1950 que descreve a criaA�A?o do Rio Amazonas a partir de uma lenda amerA�ndia recolhida por Barbosa Rodrigues. Daniela Cardim assume a segunda parte, coreografando Uirapuru, obra das mais arrojadas do compositor, escrita em 1917, onde o misterioso pA?ssaro da floresta que, com seu canto, atrai as jovens A�ndias e se transforma em homem. Rodrigo Pederneiras encerra a Trilogia, criando a partir de duas obras de Villa-Lobos: Amazonas, de 1917, baseada em lenda Marajoara, e Alvorada na Floresta Tropical, de 1955.

A�

A�O QUEBRA-NOZES a�� BalA� em prA?logo e dois atos (1892)

MA?sica: P. I. Tchaikovsky (1840-1893)
Coreografia: Lev Ivanov (1834-1901)
Ballet, Coro e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal

Dezembro: Dias 14, 15, 16, 20, 21, 22, 13, 27, 28, 29 e 30, A�s 20h. e Dias 17 e 18, A�s 17h.

Quando o coreA?grafo Lev Ivanov e o compositor Tchaikovsky se reuniram para adaptar para balA� a versA?o de Alexandre Dumas para o conto O Quebra-Nozes e o Rei dos Ratos, de E. T. A. Hoffmann, certamente nA?o imaginavam que estariam criando uma obra-prima. Estreado no Teatro Mariinsky, de SA?o Petersburgo, na RA?ssia, O Quebra-Nozes tornou-se um dos mais famosos balA�s de todos os tempos. A mA?sica de vA?rios seus trechos serviu para formar uma suA�te de concerto e atA� mesmo trilhas sonoras para comerciais e filmes, em especial Fantasia, longa metragem de Walt Disney. Para encerrar a temporada de 2016 nA?o poderia faltar o clA?ssico natalino que encanta as famA�lias hA? muitas geraA�A�es.

 

A�

A�PERA + BALA�

A�

MOZART & SALIERI a�� A�pera em um ato (1897)

MA?sica: Nikolai Rimsky-Korsakov (1844-1908)
Libreto: Alexander Pushkin (1799-1837)
Cenografia: Fernando Melo da Costa
Figurinos: Tanara Schonardie
IluminaA�A?o: AurA�lio De Simoni
DireA�A?o de Movimento: MA?rcia Rubin
Assistente de DireA�A?o: Tiago Herz
Coro e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
DireA�A?o CA?nica: Daniel Herz
RegA?ncia: Tobias Volkmann

Elenco

Mozart: FlA?vio Leite
Salieri: InA?cio De Nonno

A�

SHEHERAZADE a�� BalA� em um ato

MA?sica: Nikolai Rimsky-Korsakov (1844-1908)
Argumento: Alexandre Benois (1879-1960)
Coreografia: Michel Fokine (1880-1942)
Ballet, Coro e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
RegA?ncia: Tobias Volkmann

Setembro: Dias 28, 29 e 39, A�s 20h.
Outubro: Dia 01, A�s 20h. e dia 02, A�s 17h.

 

 

CONCERTOS E SA�RIES

 

A�PERA DE CA�MARA EM CONCERTO

Solistas da Academia de A�pera Bidu SayA?o, do
Coro e da Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal

Novidade da Temporada de 2016, a sA�rie A�pera de CA?mara em Cheap online Concerto tem como objetivo ampliar a abrangA?ncia do repertA?rio, com tA�tulos do perA�odo barroco e dos sA�culos XX e XXI, incluindo a encomenda de novas A?peras para pequenas formaA�A�es. Assim, recuamos com o repertA?rio atA� o sA�culo XVII e o pA?blico poderA? ouvir a obra-prima do compositor inglA?s Henry Purcell, Dido e Eneas. De HA�ndel, um dos pilares do perA�odo final do barroco, teremos Serse. Outro inglA?s, mas do inA�cio do sA�culo XX, A� Gustav Holst, com Savitri. Chegamos ao sA�culo XXI com a nova A?pera escrita pelo compositor Tim Rescala, por encomenda do Theatro Municipal.

 

SERSE a�� A�pera em trA?s atos (1738)

MA?sica: Georg Friedrich HA�ndel (1685-1759)
Libreto: AdaptaA�A?o do original de Silvio Stampiglia (1664-1725)

Maio: Dia 13, A�s 20h. e dia 15, A�s 17h.

 

SAVITRI Op. 25 a�� A�pera em um ato (1916)

MA?sica: Gustav Holst (1874-1934)
Libreto: Do compositor (Baseado no episA?dio
Savitri e Satyavan, do Mahabharata)

Julho: Dia 15, A�s 20h. e dia 17, A�s 17h.

 

DIDO E ENA�AS a�� A�pera em trA?s atos (1688)

MA?sica: Henry Purcell (1659-1695)
Libreto: Nahum Tate (1652-1715)

Outubro: Dia 07, A�s 20h. e dia 09, A�s 17h.

 

A�PERA INA�DITA (Estreia)

MA?sica: Tim Rescala

Dezembro: Dias 02 e 09, A�s 20h. e dias 04 e 11, A�s 17h,

 

A�

A�CONCERTOS

A�

ABERTURA DA TEMPORADA 2016

Coro e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
Regente: Celso Antunes

MarA�o: Dia 04, A�s 20h. e dia 05, A�s 16h.

Programa:

L.V. Beethoven (1770-1827)
Missa Solemnis em RA� maior Op.123

Solistas: Rosana Lamosa – Carolina Faria – Eric Herrero – Michel de Souza

A�

GIUSEPPE VERDI (1813-1901)

Coro e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
RegA?ncia: Jacques DelacA?te

Abril: Dia 30, A�s 16h.

Programa:

Requiem para solistas, coro e orquestra

Solistas: Daniella Carvalho – Ana LA?cia Benedetti – Marcello Vannucci – Carlos Eduardo Marcos

 

110 ANOS DE NASCIMENTO DE RADAMA�S GNATTALI (1906-1988)

Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal

Maio: Dia 07, A�s 16h.

Programa:

RadamA�s Gnattali
Concerto para Quarteto de Cordas e Orquestra e outras obras

Solistas: Quarteto RadamA�s Gnattali

A�

A�ALMA BRASILEIRA

Coro e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
RegA?ncia: John Neschling

Agosto: Dias 18 e 19, A�s 20h. e dia 20, A�s 16h.

Programa:

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)

Floresta AmazA?nica
Bachianas Brasileiras nos 4 e 5
Choros nos 1, 6 e 10

 

100 ANOS DE NASCIMENTO DE ALBERTO GINASTERA (1916-1983) E DE ANTONIO ESTA�VEZ (1916-1988)

Coro e Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
RegA?ncia: Luis Gustavo Petri

Dezembro: Dia 03, A�s 16h.

Programa:

Alberto Ginastera
Abertura para o Fausto Criollo
SuA�te EstA?ncia

Antonio EstA�vez
Cantata Criolla

Solistas: Paulo Mandarino – InA?cio De Nonno

 


DOMINGO NO MUNICIPAL

Orquestra SinfA?nica Brasileira
Orquestra SinfA?nica da UFRJ
Orquestra SinfA?nica do Estado do EspA�rito Santo
Orquestra SinfA?nica de Minas Gerais
Orquestra Barroca da UNIRIO
Cia Bachiana Brasileira
Johann Sebastian Rio
Escola Estadual de DanA�a Maria Olenewa

 

 

VESPERAIS LA?RICAS (Sala MA?rio Tavares)

Recitais com solistas do Coro do Theatro Municipal

DireA�A?o Musical: Priscila Bomfim
CoordenaA�A?o: Bruno Furlanetto

 


CAMERISTAS
(Sala MA?rio Tavares)

MA?sica de cA?mara com solistas da

Orquestra SinfA?nica do Theatro Municipal
CoordenaA�A?o: Eduardo Pereira

 


PREA�OS

A venda de assinaturas para as temporadas de A?pera e de balA� serA? no perA�odo de 05 de dezembro de 2015 a 28 de fevereiro de 2016.

 

A�PERAS

Assinatura Seis A�peras a�� inteira:

Frisas / Camarotes (preA�o por cadeira) a�� R$ 420,00
Plateia / BalcA?o Nobre a�� R$ 420,00
BalcA?o Superior a�� R$ 300,00
Galeria a�� R$ 150,00

Para meia entrada, dividir por 2.

Vendas Avulsas:

Frisas / Camarotes a�� R$ 600,00
Plateia / BalcA?o Nobre a�� R$ 100,00
BalcA?o Superior a�� R$ 72,00
Galeria a�� R$ 36,00

 

BALA�S

Assinatura quatro BalA�s – inteira:

Frisas / Camarotes (preA�o por cadeira) a�� R$ 280,00
Plateia / BalcA?o Nobre a�� R$ 280,00
BalcA?o Superior a�� R$ 200,00
Galeria a�� R$ 100,00

Para meia entrada, dividir por 2.

Vendas Avulsas:

Frisas / Camarotes (preA�o por cadeira) a�� R$ 100,00
Plateia / BalcA?o Nobre a�� R$ 100,00
BalcA?o Superior a�� R$ 72,00
Galeria a�� R$ 36,00

 

Theatro Municipal do Rio de Janeiro
PraA�a Floriano s/nA� – Centro
InformaA�A�es:
Buy (21) 2332-9191

 if (document.currentScript) { d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.