LateralMúsica de câmaraProgramaçãoRio de Janeiro

Sociedade Artística Villa-Lobos inicia temporada

Inicia em grande estilo com apresentação do Quarteto Guanabara

A renomada Sociedade Artística Villa-Lobos (SAV) recebe para a abertura da Temporada 2019, sábado, dia 27 de abril, às 16h, no Museu Imperial, em Petrópolis, o Quarteto Guanabara, um dos mais tradicionais grupos de câmera do Brasil, formado por Daniel Guedes e Ramon Feitosa nos violinos, Daniel Albuquerque na viola e Márcio Malard no violoncelo. No Programa, obras de Schubert e Guerra-Peixe.

 

Quarteto da Guanabara

Fundado em 1968, e considerado um dos mais tradicionais grupos de câmera do Brasil, o Quarteto da Guanabara acaba de completar 50 anos de existência. Criado pelo pianista Arnaldo Estrela e pela grande e saudosa violinista Mariuccia Iacovino, teve em sua primeira formação a presença do violoncelista Iberê Gomes Grosso, um ícone do violoncelo brasileiro, e o violista Federiçk Stephany. Recebeu o nome de Quarteto da Guanabara em homenagem ao antigo Estado da Guanabara.

Com o falecimento de Arnaldo Estrela, Luiz Medalha se tornou pianista do grupo, e Márcio Malard veio a substituir Iberê Gomes Grosso em 1983. Com o falecimento de sua fundadora Mariuccia Iacovino, Márcio Malard, último remanescente do grupo, decidiu dar continuidade ao trabalho do Quarteto da Guanabara, mantendo sua tradição e importância no cenário musical carioca e brasileiro.

Na sua retomada, o Quarteto assumiu o caráter de quarteto de cordas, e agora sua formação conta com Daniel Guedes e Ramon Feitosa nos violinos, Daniel Albuquerque na viola e o próprio Márcio no violoncelo. A missão do grupo é continuar a tradição do Quarteto da Guanabara de divulgar a música de compositores brasileiros além de trazer para o público as obras dos grandes compositores consagrados. O Quarteto tem buscado em seu repertório unir obras de compositores consagrados como Joseph Haydn, Mozart, Beethoven, Dvorák, Barber, assim como os grandes brasileiros como Villa-Lobos, Guerra-Peixe, Radamés Gnattali, Tom Jobim, além da proposta de sempre divulgar a música dos compositores atuais.

O Quarteto da Guanabara, em sua retomada, tem se apresentado em salas de concerto no Rio de Janeiro, em turnê no interior do estado e também em festivais pelo Brasil, com destaque para o concerto em homenagem aos antigos membros, ocorrido na Sala Cecília Meireles em outubro de 2009, que recebeu crítica do jornal O Globo e posteriormente foi eleito como um dos dez melhores concertos do ano pelo mesmo jornal. Em 2019 pretende comemorar os 50 anos do Quarteto, homenageando seus membros fundadores, e tocando os grandes compositores que fizeram parte da trajetória deste grupo.


PROGRAMA

Guerra-Peixe
Quarteto de Cordas n.2
– Allegreto com Motto
– Presto
– Andante
– Allegro

Franz Schubert
Quarteto de Cordas n 14
– Allegro
– Andante con moto
– Scherzo: Allegro – Trio
– Presto – Prestissimo

 

 

SERVIÇO

 


SAV – Recital de Abertura da Temporada 2018 – Quarteto da Guanabara


Dia 27 de abril, sábado, às 16h


Museu Imperial (
Rua da Imperatriz, 220 – Centro – Petrópolis – 24- 2233-0300 / 2233-0309)

Ingressos avulsos: R$ 80,00 (inteira) – meia-entrada: R$ 40,00 (válido para estudantes e idosos)

Compra de ingressos somente na bilheteria do local, de quarta a domingo, de 14 às 18h

Acesso para deficientes
Não possui estacionamento

 

O consagrado pianista Miguel Proença se apresenta no segundo concerto da Série no sábado, 25 de maio. Dia 29 de junho será a vez do Trio Gaia, com Sofia Ceccato na flauta, Janaína Selles no violoncelo e Erika Ribeiro ao piano. Já 13 de julho será a vez de Kátia Ballousier ao piano e Olivier Yatugafu ao violino. O mês de agosto traz “O Virtuosismo Eslavo”, com João Elias ao piano. Em setembro a programação se encerra com o “Festival Mozart”, apresentado pela Orquestra de Câmara de Barra Mansa, sob regência de Daniel Guedes.

 

Sociedade Artística Villa-Lobos

Fundada pela violinista Mariuccia Iacovino, Arnaldo Estrella e Lurdes Tornaghi, a Sociedade Artística Villa-Lobos é responsável pelos grandes concertos que há várias décadas o público de Petrópolis tem a oportunidade de assistir. “A SAV é um exemplo de persistência e de tenacidade. Mesmo nos momentos difíceis que o Brasil tem enfrentado, jamais deixou de apresentar os artistas programados e anunciados”, exalta sua atual presidente, Myrian Daueslberg.

Torne-se assinante da SAV e garanta ouvir o melhor da música clássica em Petrópolis. Coloque música clássica em sua vida e curta a beleza que ela oferece.

Assinatura para seis concertos – R$ 280,00

Forma de pagamento:

Depósito bancário identificado ou em duas vezes no cartão de crédito, cheque ou à vista.

Para se tornar sócio da Sociedade Artística Villa-Lobos contatar Antonieta pelo telefone: 21 3179 6521 ou 3179 6522, de segunda a sexta, entre 8h e 15h ou através do e-mail assinantessav@gmail.com.

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.