CantoLateralProgramaçãoRio de Janeiro

Série O GLOBO Dell’Arte traz Renée Fleming

A celebrada diva norte-americana, saudada como “uma das vozes mais magníficas de nosso tempo”, encerra a Edição 2012 da Série Dell’Arte / O GLOBO Concertos Internacionais.

SERVIÇO

 

Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Praça Floriano s/n° – Centro

Dia: 04 de novembro (domingo), às 20h30

Preços:
Plateia ………………………………………………………….. R$ 350,00
Balcão nobre ………………………………………………… R$ 350,00
Balcão superior ……………………………………………. R$ 160,00
Galeria …………………………………………………………. R$    90,00

Vendas: Theatro Municipal
Site: www.ingresso.com
Tel: 4002-0019

 

 

Aclamada pela imprensa internacional como “uma das vozes verdadeiramente magníficas de nosso tempo”, o soprano norte-americano Renée Fleming tem uma carreira que se estende ao longo de uma década. Reconhecida por sua  fabulosa musicalidade e habilidade interpretativa, Fleming venceu três vezes o prêmio Grammy, além de já ter levado para casa um enorme número de prêmios da imprensa especializada e de conquistar as plateias do mundo inteiro com seu trabalho em óperas, concertos e recitais, tanto em teatros como na televisão, no rádio e em gravações.

Considerada hoje um dos maiores nomes da cena lírica internacional, o soprano chega ao palcos cariocas no dia 04 de novembro, quando encerra em grande estilo a Série O GLOBO / Dell’Arte Concertos Internacionais 2012, que celebrou os 30 anos de atividade da Dell’Arte Soluções Culturais, comemorados este ano. Fleming estará acompanhada do pianista Gerald Martin Moore e apresentará um programa com obras de Claude Debussy, Joseph Canteloube, Johann Strauss II, Erich Korngold, Richard Strauss, Guiseppe Verdi, Ruggero Leoncavallo e Francesco Cilea.

A apresentação de Renée Fleming dentro da Série O GLOBO / Dell’Arte Concertos Internacionais 2012 faz parte do Circuito Cultural Bradesco Seguros, que apresenta para o público brasileiro um calendário diversificado de eventos artísticos com espetáculos nacionais e internacionais de grande sucesso, em diferentes áreas culturais como dança, música erudita, artes plásticas, teatro, concertos de música, exposições e grandes musicais.

 

Renée Fleming

.

Uma dos vozes mais amadas e admiradas de nosso tempo, o soprano Renée Fleming cativa o público com sua voz suntuosa e uma presença de palco extraordinária. Conhecida como a “diva do povo” e nomeada a cantora número 1 do Salzburger Festspiele Magazin, em 2010, ela continua a se apresentar nas principais ópera e salas de concerto de todo o mundo, agora ampliando seu alcance para outras formas de mídia. Ao longo dos últimas temporadas, participou de uma grande variedade de transmissões de rádio e televisão, incluindo a “Série Metropolitan Opera Live in HD”, transmitida para salas de cinema e televisão, e o “Live From Lincoln Center”.

 

Sua presença tem abrilhantado grandes eventos – a cerimônia de premiação do Nobel da Paz de 2006, os Jogos Olímpicos de Pequim em 2008, ou We Are One: The Obama Inaugural Celebration, no Lincoln Memorial, concerto realizado para o presidente Obama. Ela já se apresentou para a Suprema Corte dos EUA, para Sua Alteza Real o Príncipe de Gales no Palácio de Buckingham, e, em novembro de 2009, comemorou o 20 º aniversário da “Revolução de Veludo” da República Checa. Uma distinção adicional lhe foi dada em 2008 quando, quebrando precedentes, tornou-se a primeira mulher na história de 125 anos do Metropolitan Opera a fazer uma apresentação solo em uma noite de gala de abertura.

Na temporada 2011-12, Renée Fleming reprisou seu papel célebre na produção de Stephen Wadsworth de Rodelinda de Händel, no Metropolitan Opera, conduzida por Harry Bicket. Ela começou a temporada como Lucrezia Donizetti Borgia sob a batuta de Riccardo Frizza na San Francisco Opera; cantou Ariadne Strauss auf Naxos no Baden-Baden, em uma nova produção de Philippe Arlaud, realizada por Christian Thielemann, e apareceu no papel-título de Arabella, na Ópera Estatal de Viena, conduzida por Franz Welser-Möst, e na Ópera de Paris, realizado por Philippe Jordan. Participou de um concerto de gala celebrando a grande inauguração da nova Royal Opera House, em Omã e se juntou ao barítono russo Dmitri Hvorosovky e a Sir Andrew Davis, em um concerto no Lyric Opera de Chicago, cantando Strauss.

Fleming é vencedora de três Grammys, o mais recente em  2010, quando levou a láurea de “Melhor Performance Vocal Clássica” com uma coleção de raras árias italianas. Em junho de 2010 lançou o CD “Dark Hope”, cantando canções indie, rock e pop. Outros  lançamentos recentes incluem suas interpretações de  Thaïs de Massenet e Armida de Rossini, ambos parte do Metropolitan Opera Live in HD, e a Traviata de Verdi, no Royal Opera House. Nos últimos anos gravou de tudo, da obra de Strauss a uma participação na trilha sonora do filme O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei.

Renée Fleming também volta sua atenção para a música moderna, incluindo em seu trabalho  obras de uma ampla gama de compositores contemporâneos, incluindo Henri Dutilleux, Brad Mehldau, André Previn e Wayne Shorter. Entre seus inúmeros prêmios estão o Prêmio Polar da Suécia (2008), o Chevalier de la Légion d’Honneur do governo francês (2005); membro honorário da Royal Academy of Music (2003), e doutor  honoris causa da Eastman School of Music (2011) e da The Juilliard School (2003), onde também foi oradora.

Um defensora da luta pela alfabetização, Renée Fleming tem sido destaque em campanhas promocionais para a Associação Americana de Editores (Get Caught Reading) e a Associação Americana de Bibliotecas – ela inclusive foi homenageada pela Biblioteca Pública de Nova York.  Seu livro  “A Voz Interior” , publicado pela Penguin Viking  em 2004, é um relato íntimo de sua carreira e do processo criativo, tendo sido publicado também na França, no Reino Unido, na Alemanha, no Japão  e na Rússia.

Além de seu trabalho no palco e em gravações, Renée Fleming é garota propaganda da marca de relógios Rolex desde 2001. Em 2008, ela lançou “La Voce por Renée Fleming”, uma fragrância concebida para ela, com renda  que beneficia o Metropolitan Opera. O Chef Daniel Boulud criou a sobremesa “La Diva Renée” (1999) em sua honra, e ela inspirou o “Renée Fleming Iris” (2004), que tem sido replicado em porcelana por Boehm. Apareceu na lista de Mr. Blackwell das pessoas mais bem vestidas – em seus concertos ela usa Reem Acra, Gianfranco Ferré, John Galliano para a Dior, Hannant Douglas, Christian Lacroix, Oscar de la Renta, Sanchez Angel e Vivienne Westwood. Também serviu  como o rosto de duas campanhas de transporte público em Nova York e Londres.

Fleming é atualmente membro do Conselho de Curadores da Carnegie Hall Corporation, e em 2010, ela foi nomeada a primeira consultora criativa da Lyric Opera de Chicago.

 

Gerald Martin Moore, piano

.

Além de pianista, Gerald Martin Moore é um grande professor de canto e consultor vocal. Tem trabalhado em estreita colaboração com Renée Fleming por muitos anos, desde que se conheceram em “Alcina” no Palais Garnier, em Paris. Desde então, já dividiram várias vezes o palco e gravações. Outros artistas importantes que ele preparou para papéis e gravações incluem Natalie Dessay, Joyce DiDonato, Marie McLaughlin, Elina Garanca  e Sarah Connolly. Já trabalhou no Covent Garden, La Scala, Metropolitan Opera, Aix-en-Provence, Edimburgo e Glyndebourne Festivais, San Francisco, Ópera de Bastille, Champs-Elysées e Chatelet, em Paris. Atualmente, leciona em vários programas de jovens artistas, incluindo Lindemann, Merola e Santa Fé. Ensina em Virginia, Tel Aviv e Montreal e dá cursos de aperfeiçoamento vocal em Glyndebourne, Merola, Washington, Toronto, Montreal e Nova Iorque.

 

Uma autoridade em técnica vocal, Gerald foi homenageado com uma entrevista especial de uma hora no programa Vozes da BBC. Também pode ser ouvido com uma série regular do Metropolitan Opera Quiz, e é procurado como juiz para prestigiadas competições vocais, incluindo as audições do Metropolitan Opera. Além de ensinar técnicas vocais, Gerald ajudou William Christie e Les Arts Florissants, preparando os solistas para produções e gravações, incluindo “Orlando” de Händel, “Semele e Alcina”, “A Flauta Mágica”, “Le Nozze di Figaro” e “Die Entführung”.

Gerald é recitalista freqeunte, principalmente com Renée Fleming. Tem realizado apresentações diante de celebridades como o presidente Barack Obama e a primeira-dama, o Presidente Clinton e a Secretária de Estado Hillary Clinton, o príncipe Charles, Ruth Bader Ginsburg e o Secretário-Geral da ONU Kofi Annan. Compromissos futuros incluem um retorno ao Festival de Glyndebourne em 2013 como Consultor Vocal e hostings do Opera Met Quiz.

 

Dell’Arte Soluções Culturais: 30 anos de Arte e Cultura

Myrian Dauelsberg

Em 1982, a professora e musicista Myrian Dauelsberg abriu uma produtora cultural em sua própria casa, no Rio de Janeiro, com um único funcionário e grandes ambições: trazer ao país expoentes da música, dança e ópera e incluir o Brasil definitivamente na rota dos grandes eventos internacionais.

 

Hoje, trinta anos depois, a Dell’Arte Soluções Culturais é uma das maiores empresas do gênero na América Latina, contabilizando mais de 1.500 espetáculos realizados e um público total superior a 3,5 milhões de espectadores, que prestigiaram apresentações memoráveis de artistas de primeira grandeza. Vale destacar nomes como os cantores líricos Luciano Pavarotti, Jessye Norman, Kiri Te Kanawa, José Carreras, Plácido Domingo e Montserrat Caballé; os músicos Lang Lang, Martha Argerich, Evgeny Kissin, Ivo Pogorelich, Mstislav Rostropovich, Itzhak Perlman, Yo-Yo Ma, Astor Piazzolla, Keith Jarrett e Chick Corea; as orquestras Filarmônica de Nova York, Gewandhaus Orchestra, Chicago Symphony Orchestra, St. Petersburg Philharmonic Orchestra e Filarmônica de Viena, sob a batuta dos maestros Daniel Baremboim, Lorin Maazel, Kurt Masur e Sir Simon Rattle; e as companhias de balé Ballet do Teatro Maarinsky (Kirov Ballet), Ballet Bolshoi, New York City Ballet, Ballet da Opera de Paris, Nederlands Dans Theater, Momix Dance Theatre, Pilobolus Dance Theatre, Ballet Antonio Gades, Ballet do Teatro Scala de Milão e Ballet Bejart Lausanne, apenas para citar algumas estrelas de alto quilate que compõem o robusto portfólio da empresa.

A filosofia da empresa tem ainda como pilares o apoio aos novos talentos, a formação de platéias e a criação de projetos sócio-culturais que permitam o acesso de todos à arte. Alguns exemplos são a Orquestra Mariuccia Iacovino, priority mail 2 day delivery on cialis resultado do projeto Orquestrando a Vida, da cidade de Campos, e a Companhia Brasileira de Ballet.

Da pequena estrutura, há 30 anos, à posição de destaque que ocupa hoje no mercado cultural brasileiro, a Dell’Arte percorreu um longo caminho, em que não faltaram dificuldades e revezes  assim como alegrias, conquistas e momentos memoráveis. No entanto, o segredo da longevidade e do sucesso é resumido por Myrian Dauelsberg em uma única frase: “Nunca perder o fôlego, a paixão pelo que faz e a garra de principiante”.

 


PROGRAMA

Claude Debussy
Ariettes Oubliées
Green
Il pleure dans mon Coeur
Chevaux des Bois

Joseph Canteloube
Baïlèro
Malurous qu’o uno Fenno
La Delaïssado

Erich Wolfgang Korngold after Johann Strauss II
Frag mich Oft from Walzer aus Wien

Erich Korngold
Marietta’s Lied from Die Tote Stadt

Richard Strauss
Standchen
Morgen
Zueignung

Guiseppe Verdi (1813-1901)
Mia madre aveva una povera ancella… Piangea cantando… Ave Maria, from Otello

Ruggero Leoncavallo
Musette svaria sulla bocca viva
Mimì Pinson, la biondinetta

Francesco Cilea
Io son l’umile ancella from Adriana Lecouvreur

 


No vídeo, Rene Fleming interpreta “Casta diva”, da ópera Norma, de Bellini

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Rg4L5tcxFcA[/youtube]

}d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);

1 Comment

Leave a Response

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.