LateralMúsica de câmaraNotíciaRio de JaneiroTecnologia

#Saladigital: Gabriela Queiroz e Aleyson Scopel

A série #SalaDigital da Sala Cecília Meireles, espaço da FUNARJ, transmite ao vivo a abertura do Ciclo Integral das Sonatas para violino e piano de Ludwig van Beethoven (1770-1827),  no dia 12 de setembro, sábado, às 19 horas, através do canal YouTube da Sala Cecília Meireles. A série #SalaDigital tem o patrocínio da PETROBRAS.

O primeiro concerto traz Gabriela Queiroz (violino) e Aleyson Scopel (piano) interpretando as Sonatas para violino e piano nº 4, nº 5 e nº 10.

Ciclo Integral das Sonatas para violino e piano de Ludwig van Beethoven (1770-1827) continua nos dias 19 e 26 de setembro com os duos Priscila Rato (violino) e Erika Ribeiro (piano), e Emanuelle Baldini (violino) e Lucas Thomazinho (piano).

Ao longo de toda a transmissão serão arrecadadas doações para o Sindicato de Artistas e Técnicos em Espetáculos do Rio de Janeiro SATED-RJ, que auxilia profissionais de teatro e música duramente atingidos pela interrupção de concertos, óperas e peças de teatros por causa da pandemia de Covid-19.

A Sala Cecília Meireles segue o Protocolo de Segurança Sanitária da FUNARJ e o palco foi preparado para que os músicos se apresentem com segurança.

Após a transmissão, o vídeo ficará disponível para o público no YouTube da Sala Cecília Meireles e no da FUNARJ. O link para o YouTube da Sala é https://www.youtube.com/c/salaceciliameireles.

 


PROGRAMA

Ludwig van Beethoven (1770-1827)
Sonata para violino e piano nº 4 em lá menor, op. 23 (1801) 
– Presto
– Andante scherzoso, più allegretto
– Allegro molto

Datada de 1801, esta sonata foi composta um ano depois da sua primeira sinfonia, e dedicada ao Conde Mortiz von Fries, um de seus patronos à época e a quem dedicaria outras obras. Ao contrário do ocorrido com as três sonatas anteriores, a Sonata nº 4  foi recebida com elogios pelos críticos.

Ludwig van Beethoven (1770-1827)
Sonata para violino e piano em Fá maior nº 5, op. 24, (1803) 
– Allegro
– Adagio molto espressivo
– Scherzo: Allegro molto
– Rondo: Allegro ma non troppo

Também conhecida como “Primavera”, a Sonata nº5 é uma obra na qual é evidente que Beethoven encontrou a sua própria voz, estando já distante do classicismo puro e entrando em pleno romantismo.

Ludwig van Beethoven (1770-1827)
Sonata para violino e piano em sol maior nº 10, op. 96, (1812) 
– Allegro moderato
– Adagio espressivo
– Scherzo: Allegro – Trio
– Poco allegretto

Composta em 1812, a Sonata nº 10 é considerada por alguns críticos como a mais encantadora de todas as sonatas, “de uma beleza serena e etérea”, com um nível de exigência que é uma prova de talento para seus intérpretes.

 

SERVIÇO

 

#Saladigital: Gabriela Queiroz e Aleyson Scopel tocam Beethoven

Dia 12 de setembro, sábado, às 19 horas

Através do canal YouTube da Sala Cecília Meireles

www.salaceciliameireles.rj.gov.br

https://www.facebook.com/salaceciliameireles/

Twitter: @SalaCeMeireles

Instagram: @salaceciliameireles

Podcast da Sala Cecília Meireles: https://spoti.fi/2SuTfrg

 

 

Gabriela Queiroz

Iniciou seus estudos aos quatro anos, em João Pessoa- PB, com o professor Ademar Rocha. Aos dezessete, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde concluiu seu Bacharelado no Conservatório Brasileiro de Música, em 2007. Em 2014, concluiu seu Mestrado em Práticas Interpretativas na UFRJ, sob a orientação do professor André Cardoso. Fizeram parte de sua formação os professores Marcello Guerchfeld, Patinka Kopec e Shmuel Ashkenasi.

Gabriela participou de inúmeros festivais no Brasil e no exterior, destacando-se o Keshet Eilon Violin Mastercourse 2010 e 2013 em Israel, onde frequentou aulas e Master Classes ministrados por renomados músicos da atualidade como Ivry Gitlis, Shlomo Mintz, Hagai Shaham, Chaim Taub e Ida Haendel.

Vencedora de concursos como o “Jovens Instrumentistas de Piracicaba” e o “Concurso Nélson Freire”, Gabriela vem se apresentando como solista, recitalista e camerista em todo o Brasil e no exterior, com importantes orquestras e renomados músicos como Alex Klein, Ori Kam, Shmuel Ashkenasi entre outros. Atualmente é Professora Assistente da Escola de Música da UFRJ, e atua como Spalla da Orquestra Camerata SESI.

 

Aleyson Scopel

Um dos talentos musicais mais brilhantes da nova geração, Aleyson é conhecido por seu lirismo e sobriedade interpretativa. Presença constante nas mais importantes salas de concerto do Brasil, quer como concertista ou recitalista, o pianista tem feito apresentações nos Estados Unidos, Europa, Austrália e Ásia.

Detentor dos prêmios Nélson Freire e Magda Tagliaferro, foi laureado em diversos concursos internacionais, tais como William Kapell e Villa-Lobos. Além das obras-primas do repertório, Aleyson é um divulgador assíduo de peças contemporâneas. Almeida Prado dedicou-lhe o XV volume da sua série de Cartas Celestes, que Aleyson está gravando atualmente para o selo Grand Piano, da Naxos.

Formou-se com a mais alta distinção no New England Conservatory of Music de Boston. No Brasil, recebeu orientação de Celia Ottoni e Myrian Dauelsberg.

 

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.