LateralNotícia

Prêmio Ernani de Almeida Machado de 2019

Trompetista Erick Venditte dos Santos é o grande vencedor do Prêmio Ernani de Almeida Machado de 2019.

 

Com apenas 16 anos, Erick Venditte dos Santos, é o grande vencedor da oitava edição do Prêmio Ernani de Almeida Machado, concedido anualmente pela Santa Marcelina Cultura e Machado Meyer Advogados. Integrante da Orquestra Jovem do Estado desde 2016, o trompetista recebeu uma bolsa de R$ 100 mil para aperfeiçoar os estudos no exterior.

O anúncio foi feito no último domingo, dia 8, antes do concerto que encerrou a temporada comemorativa de 40 anos do grupo ligado à EMESP Tom Jobim – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo gerida pela organização social Santa Marcelina Cultura – e que contou com a regência de Cláudio Cruz. Outros quatro instrumentistas da Orquestra Jovem do Estado receberam R$ 22 mil cada para aperfeiçoamento musical ou aquisição de instrumentos.

Aluno da EMESP Tom Jobim desde 2015, Erick Venditte, antes de ingressar na Orquestra Jovem do Estado, integrou a Banda Jovem do Estado de São Paulo. O jovem de apenas 16 anos já coleciona uma série de premiações: foi o vencedor do II Concurso Latino-Americano de Trompete – Eric Aubier, na categoria juvenil, recebeu no 49º Festival de Inverno de Campos do Jordão o prêmio Eleazar de Carvalho, obteve o primeiro lugar no Ictus International Trumpet Competition (categoria 14-18 anos) e foi o vencedor da temporada 2018 do Programa Prelúdio da TV Cultura.

 

Bolsistas vencedores do prêmio Ernani de Almeida Machado.

Além do trompetista, outros quatro músicos integrantes da Orquestra foram contemplados com R$ 22 mil cada, são eles: Thiago Sandoval, 20 anos (clarinete), Guilherme Marques Caldas, 19 anos (viola), Guilherme Peres, 19 anos (violino) e Lucas Martins Pedro, 25 anos (flauta). As bolsas devem ser destinadas para estudos ou aquisição de instrumentos.

Erick Venditte pretende utilizar o prêmio que conquistou para realizar a graduação sob a orientação de um dos mais renomados trompetistas em atuação, Giuliano Sommerhalder, na Hochschule Der Künste Bern (HKB), em Berna, na Suíça.

Natural de Guarulhos, São Paulo, Erick Venditte iniciou os estudos de trompete aos cinco anos de idade com seu pai Albert Santos, que é professor de música. Foi aluno de Marcos Motta, Adenilson Telles, Edilson Nery e Edmilson Bosco. Em 2016, aos treze anos, foi aprovado como bolsista da Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo, e em outubro do mesmo ano, passou a integrar o naipe de trompetes da Orquestra Jovem do Estado.

 

Prêmio Ernani de Almeida Machado

Com patrocínio do Machado Meyer Advogados, a premiação contempla uma bolsa de R$ 100 mil para o aperfeiçoamento dos estudos no exterior e outras quatro no valor de R$ 22 mil cada visando aprimoramento, ou a aquisição de instrumentos.

A iniciativa é um importante estímulo para os bolsistas poderem aspirar novos horizontes em suas carreiras e ao mesmo tempo abre portas para seu desenvolvimento musical. O nome do prêmio é uma homenagem a um dos sócios fundadores do Machado Meyer, Ernani de Almeida Machado, falecido em 2009 e grande apreciador da música clássica.

Desde 2012, ano em que a Santa Marcelina Cultura e o escritório de advocacia Machado Meyer anunciaram a parceria para instituição da premiação, já foram contemplados 40 jovens. São vários os exemplos de bolsistas que conseguiram ingressar nos melhores centros de formação musical do mundo.

Os vencedores foram aprovados em conservatórios como o Conservatório Nacional Superior de Música e Dança de Paris, Conservatório de Amsterdã, o Mozarteum de Salzburgo, na Áustria, Conservatório de Colônia, na Alemanha, entre outros. O vencedor da primeira edição, por exemplo, foi o primeiro percussionista brasileiro aceito para o mestrado no Conservatório de Paris e já concluiu sua especialização.

 

Fotos: Heloísa Bortz.

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.