Minas GeraisMúsica de câmaraMúsica sinfônicaProgramaçãoSão Paulo

Pianista e compositora em BH e SP

Pianista venezuelana Gabriela Montero apresenta-se com Filarmônica de Minas Gerais e Sinfônica de São Paulo.

 

A pianista venezuelana Gabriela Montero, artista de destaque na música latino-americana atual, vem ao Brasil para concertos com duas importantes orquestras: a Filarmônica de Minas Gerais e a Sinfônica do Estado de São Paulo. Montero apresenta obra de sua composição em Belo Horizonte e, em São Paulo, participa de masterclass.

Nos dias 5 e 6 de abril, às 20h30, na Sala Minas Gerais, em Belo Horizonte, a artista se apresenta com a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, sob a regência de Fabio Mechetti. Músicos e solista interpretam o Concerto Latino, composto pela convidada em 2016, e duas obras essenciais de Alberto Nepomuceno (1864-1920): Sinfonia em sol menor e Série brasileira. Ambas integram as gravações que a Filarmônica fará em parceria com o Itamaraty para divulgação internacional de compositores eruditos brasileiros.

Na série de palestras sobre obras, compositores e solistas, promovidas pela Filarmônica antes das apresentações, entre 19h30 e 20h, o público poderá assistir aos comentários da pianista Heloísa Feichas Female Cialis order , professora da Escola de Música da UFMG. As palestras são gravadas em áudio e ficam disponíveis no site da Orquestra.

 

Na semana seguinte, a artista venezuelana faz três concertos (de 12 a 14 de abril) na Sala São Paulo, na capital paulista, com a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), sob a regência do maestro britânico Alexander Shelley. Gabriela Montero também ministra uma masterclass gratuita no dia 9 e apresenta um recital solo no dia 10, no qual toca obras de Schumann, Shostakovich e Chick Corea, além das suas já tradicionais e conhecidas improvisações sobre temas diversos (às vezes propostos pelo público, às vezes pela própria artista).

Nas apresentações com a Osesp, Montero é a solista no Concerto n. 14 para piano em mi bemol maior, KV 449, de Mozart. O repertório destes concertos se completa com duas obras que fazem parte das séries especiais da temporada 2018: O Barbeiro de Sevilha: Abertura, do italiano Gioacchino Rossini, que faz parte da homenagem aos 150 anos de morte do compositor; e a Sinfonia n. 4 Viagra Sublingual buy , de Beethoven, parte do projeto As Nove Sinfonias, que apresentará, ao longo da temporada, todas as sinfonias do compositor alemão.

 

Gabriela Montero (1970-) e o Concerto Latino Female Cialis

Com suas interpretações visionárias e dom único para a improvisação, a pianista venezuelana Gabriela Montero é celebrada em todo o mundo. Nascida na Venezuela, formou-se pela Royal Academy of Music, em Londres, na qual foi aluna de Hamish Milne. Já se apresentou com muitas orquestras de renome internacional, como as Filarmônicas de Los Angeles e Nova York; as sinfônicas de Viena, Sydney e Chicago; a Gewandhaus, de Leipzig; e as orquestras de Cleveland e Philharmonia. Colaborou com os maestros Claudio Abbado, sir Roger Norrington, Andrés Orozco-Estrada, Yannick Nézet-Séguin, Vassily Petrenko, entre outros.

Com uma carreira de intérprete consagrada, estreou na composição em 2011. É vencedora do Grammy Latino e, com o álbum Bach and Beyond, esteve em primeiro lugar na Billboard Classical por vários meses e foi nomeada ao Grammy 2008. Firme defensora dos direitos humanos, Gabriela foi recentemente nomeada cônsul honorária pela Anistia Internacional.

Conhecida principalmente por sua brilhante carreira como intérprete e por reinserir e promover a prática da improvisação no ambiente da música de concerto, Gabriela entende ser esta prática uma forma única de se conectar com seu público e de permitir que ele também se conecte com ela. Para ela, a improvisação é “a mais pura forma de criatividade musical”, mas a artista tem consciência de que a interpretação e a composição também são elementos inseparáveis de seu fazer musical. Gabriela oficializou sua carreira como compositora em 2011, quando estreou Ex Patria, poema sinfônico para piano e orquestra em que expressa seu desconforto diante da então situação política de seu país natal. Já seu Concerto Latino foi estreado em 20 de março de 2016, na Gewandhaus, pela Orquestra Sinfônica MDR, regida por Kristjan Järvi, tendo a compositora como solista.

A obra é uma homenagem ao espírito latino-americano e, em especial, às singularidades musicais caribenhas. O Concerto apresenta um exuberante primeiro movimento que explora elementos de conga e de son, um estilo de canto e dança originário de Cuba. Seu segundo movimento dá vazão a livre associações entre o repertório musical europeu e elementos líricos da cultura popular latino-americana. O movimento final faz ouvir com energia elementos tradicionais do Red Viagra cheap joropo, gênero musical e de dança característico da cultura llanera que floresceu na bacia do rio Orinoco.

 

Alexander Shelley

O maestro londrino Alexander Shelley estudou violoncelo e regência na Alemanha e foi regente titular da Sinfônica de Nuremberg, com a qual esteve na Itália, Bélgica e China. Em 2015, assumiu a regência principal na Royal Philharmonic, de Londres, e regularmente está à frente das Orquestras de Gewandhaus de Leipzig e as Filarmônicas de Estocolmo, Hong Kong e Melbourne. Em 2016, foi consagrado com o prêmio Echo, pela gravação de Pedro e o Lobo.

 

Foto de Gabriela Montero: Shelley Mosman

 

SERVIÇO:

 

Orquestra Filarmônica de Minas Gerais

Gabriela Montero, piano

Fabio Mechetti, regência

 

5 e 6 de abril, quinta e sexta-feira, às 20h30

Sala Minas Gerais (R. Tenente Brito Melo, 1.090, Barro Preto – Belo Horizonte. Tel.: 31 3219-9000)

 

Ingressos: R$ 116 (balcão principal), R$ 92 (plateia central), R$ 68 (balcão lateral), R$ 50 (balcão palco e mezanino) e R$ 44 (coro – comercializados somente após a venda dos demais setores), com meia-entrada para estudantes, pessoas com mais de 60 anos, jovens de baixa renda e pessoas com deficiência, de acordo com a legislação

 

Masterclass

9 de abril, segunda-feira, das 11h às 13h prozac online cheap prozac

 

Inscrições gratuitas abertas para executantes e ouvintes pelo e-mail academia@osesp.art.br

 

Recital de piano solo

10 de abril, terça-feira, às 20h30

 

Ingressos: de R$ 50 a R$ 122

 

Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo

Gabriela Montero, piano

Alexander Shelley, regência

 

Ensaio aberto

12 de abril, quinta-feira, às 10h

 

Ingressos: R$ 12

 

Concertos

12, 13 e 14 de abril, quinta e sexta-feira, às 20h30; e sábado, às 16h30

 

Ingressos: de R$ 50 a R$ 122

 

Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes, 16 – São Paulo. Tel.: 11 3223-3966)

 

Sugestão etária: 7 anos

 

Estacionamento: R$ 28 (noturno e sábado à tarde) e R$ 16 (sábado e domingo de manhã) | 611 vagas, sendo 20 para portadores de necessidades especiais e 33 para pessoas com mais de 60 anos

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.