Música contemporâneaMúsica de câmaraProgramaçãoSão Paulo

Peça para clarinete solo

Com figurino especial, Paula Pires apresenta a peça de Stockhausen no Instituto CPFL.

 

O público do programa Música Contemporânea tem uma rara oportunidade de assistir à interpretação completa da peça para clarinete solo Harlekin, composta em 1975 por Karlheinz Stockhausen, no sábado, 19 de maio, às 20h, no Instituto CPFL, em Campinas. A clarinetista Paula Pires segue à risca as detalhadas instruções do compositor, com um figurino especial (que ele mesmo desenhou originalmente), movimentações pelo palco e até a iluminação.

Na peça, o compositor alemão transformou em um clarinetista o célebre personagem da Commedia dell’Arte, forma de teatro popular na Itália dos séculos 15 e 16. O misto de músico, ator, clown e dançarino desce das alturas numa grande espiral, na expressão do compositor em suas detalhadas instruções para o intérprete.

Primeiro, ele encarna a figura do mensageiro de sonhos; em seguida, atua como um brincalhão construtor de formas, criando uma melodia nota a nota; assume-se como um lírico enamorado, transformando tudo, até o que é feio, em beleza pura. Melodia inteiramente construída, ele se transforma num pedante professor (quando erra, irrita-se muito); encarna a figura do dançarino apaixonado (aqui o intérprete dança ainda mais do que nos trechos anteriores).

Aos poucos, ele reduz a melodia ao mínimo, e de repente transforma-se num espírito que dança e toca em espiral: depois de entoar 12 vezes cantos de pássaros transforma-se numa ave e sobe finalmente às alturas de onde veio.

De acordo com Stockhausen, a peça foi concebida e deve ser interpretada sem interrupção. “Somente depois de tê-la escrito, eu descrevi as sete partes”, disse ele.

O recital é parte da série Toda a forma de amor vale a pena, que tem a curadoria do jornalista e crítico musical João Marcos Coelho e da pianista Thais Nicolau.

O projeto Música Contemporânea é um dos mais tradicionais programas regulares do país dedicados à música do nosso tempo. Há 15 anos promove apresentações gratuitas ao público de Campinas, com diversas estreias mundiais. Os concertos são gravados, disponibilizados no site e transmitidos na rádio Cultura aos domingos.

Paula Pires destaca a importância do projeto: “Não podemos seguir adiante sem que façamos a música do nosso tempo, e o programa Música Contemporânea do Instituto CPFL é fundamental tanto para nos aproximar do público quanto para criar um espaço para que esse laboratório aconteça”.

 

SERVIÇO:

 

Paula Pires (clarinete) interpreta “Harlekin”, de K. Stockhausen

 

19 de maio, sábado, às 20h

Instituto CPFL (R. Jorge de Figueiredo Corrêa, 1.632, Chácara Primavera – Campinas. Tel.: 19 3756-8000)

 

Entrada gratuita

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.