LateralMúsica sinfônicaProgramaçãoRio Grande do Sul

OSPA homenageia famílias de doadores de órgãos

Anna Markova, uma das mais renomadas violinistas da atualidade, retorna a Porto Alegre a convite da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA).

Nascida no Cazaquistão, estreou nos palcos aos 13 anos pela Orquestra de Câmara Estatal da República da Bielorrússia. No próximo sábado, 28 de setembro, às 17h, ela se apresenta como solista em um concerto regido pelo maestro Manfredo Schmiedt, que conduz a orquestra e o Coro Sinfônico da OSPA.

A Casa da OSPA recebe o evento, que tem no programa obras de Khachaturian (1903-1978), Brahms (1833-1897) e Bruckner (1824-1896). A edição, em conjunto com a Secretaria Estadual da Saúde, presta uma homenagem às famílias de doadores de órgãos e tecidos. Os ingressos estão disponíveis por valores entre R$ 10 e 40 através do site da Uhuu, na bilheteria do Teatro do Bourbon Country ou no local, no dia do evento, das 14h às 17h.

Detentora de diversos prêmios internacionais, Anna Markova inicia o programa junto à OSPA para interpretar solo de ‘‘Concerto para violino e orquestra’’, do armênio Aram Khachaturian (1903-1978). Reconhecido como um dos maiores compositores do século XX pela Unesco, ao longo da carreira dedicou-se à criação de peças musicais para teatro, cinema e orquestra. No último modelo, revela-se a grande genialidade do músico, cuja obra é aclamada pelo público e interpretada pela OSPA.

O Coro Sinfônico da OSPA junta-se à orquestra para a segunda parte do programa. A espiritualidade de ‘‘Schicksalslied’’ é revivida pelos músicos. A obra de Johannes Brahms (1833-1897) retrata o amadurecimento do compositor e reforça a questão da desconexão da humanidade com Deus. Com instrumentos de sopro e cordas, a peça destaca contrastes simbólicos, desenrolando-se como um hino.

A temática religiosa tem sequência no desfecho do programa, com ‘‘Salmo 150’’, de Anton Bruckner (1824-1896). Composta no fim da vida, a peça foi encomendada no formato de um hino. Ao aliar orquestra e coro, o texto destaca elementos de percussão, vento e cordas.

 

PROGRAMA

Aram Khachaturian
Concerto para violino e orquestra

Johannes Brahms
chicksalslied

Anton Bruckner
Salmo 150

 

SERVIÇO

 

OSPA presta homenagem a famílias de doadores de órgãos

 

Dia 28 de setembro, sábado, às 17h

Casa da OSPA (Centro Adminstrativo Fernando Ferrari (CAFF) (Av. Borges de Medeiros, 1501 – Cidade Baixa – P. Alegre)


Ingressos:

Valores: Valores: R$ 40 (camarote), R$ 40 (plateia) e R$ 30 (mezaninos e balcões) e R$ 10 (para estudantes, exceto camarote) mais taxa de conveniência. Desconto de 50% para seniores, sócios do Clube do Assinante ZH, doadores de sangue e pessoas com deficiência e 20% de desconto para titulares do cartão Zaffari Bourbon, Panvel e para clientes do Banrisul. 

Venda online: no site da Uhuu em http://bit.ly/ospa_pablokomlos13 (Inclui taxa de conveniência).

Venda física: na Casa da OSPA, no dia do evento, das 14 às 17h; ou na bilheteria do Teatro do Bourbon Country. Sujeito à disponibilidade de ingressos.

Bilheteria: Dinheiro, Banricompras, Visa, Master, Diners, Hiper, Elo, Vale Cultura Ticket e American.

Mais informações em www.ospa.org.br ou pelo telefone (51)32227387.

 

 

Manfredo Schmiedt  (regente – Brasil)

É diretor artístico da Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul (OSUCS) e maestro do Coro Sinfônico da OSPA. Mestre em Regência pela Universidade da Geórgia (EUA) e graduado na mesma área pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Participou de cursos na Alemanha, Holanda, Argentina, Estados Unidos e Brasil. Em virtude do destacado currículo, recebeu as condecorações Pi Kappa Lambda Music Honor Society e Director’s Excellence Award. Atuou, durante quatro anos, como regente assistente do maestro Isaac Karabtchevsky na OSPA.

Como convidado, esteve à frente de sinfônicas no mundo todo, entre elas, a Filarmônica de Belgrado e a Sinfônica da Radio e Televisão Sérvia; no Canadá, na Orquestra Sinfônica da University of British Columbia – Vancouver; nos Estados Unidos, na Albany Symphony Orchestra, Weber State Univeristy Orchestra e Northern Iowa Symphony Orchestra; e, no Brasil, na Petrobrás Sinfônica e Orquestra da USP.

 

Anna Markova (violino – Rússia)

Natural do Cazaquistão, começou a aprender violino aos quatro anos de idade com Vladimir Kovalenko. Aos 13 anos, estreou como solista pela Orquestra de Câmara Estatal da República da Bielorrússia. De 1996 a 2004, estudou com Lev Kuleshov e, posteriormente, com Eduard Kuchinky na Academia Estatal de Música da Bielorrússia. Ainda se pós-graduou em violino barroco com T. Albert e violino moderno com K. Scholz. É detentora de diversos prêmios e já se apresentou em mais de 15 países.

 

Coro Sinfônico da OSPA

É formado por, aproximadamente, 80 cantores voluntários que se dedicam a interpretar grandes obras. Além de participações marcantes na programação da OSPA, inclusive em montagens operísticas encenadas, o grupo também realiza concertos “a capela”, em diferentes cidades do Estado, e com outras orquestras ou grupos instrumentais. Em seu repertório estão obras de Beethoven, Mahler, Gounod, Brahms, Bach, Händel, Haydn, Vivaldi, Verdi, Puccini, Bizet, Orff, Rachmaninoff, Stravinsky, Rimsky-Korsakov, Tchaikovsky, Mussorgsky, Borodin, entre outros.

 

A OSPA é uma das fundações vinculadas à Secretaria da Cultura do Governo do Rio Grande do Sul (Sedac/RS). Os concertos da temporada 2019 são patrocinados, via Lei Federal de Incentivo à Cultura (LIC), por Panvel, CMPC, Banrisul, Fraport e Grupo Zaffari. Apoio: Ipiranga, Dufrio, Audio Porto, Grupo Renner e Thyssenkrup. A realização é de OSPA, Fundação Cultural Pablo Komlós e Sedac.

 

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.