LateralMúsica de câmaraNotíciaRio Grande do SulTecnologia

OSPA live tem repertório eclético

No próximo sábado (24), o programa da 26ª edição do projeto apresenta obras de compositores brasileiro, tcheco e alemão e celebra os 53 anos da Acergs.

Um repertório eclético, que transita da Era Romântica à obra do maior compositor brasileiro moderno, é destaque na 26ª edição do OSPA Live. No próximo sábado (24), às 17h, músicos da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA) e uma convidada executam Noneto nº 2, do tcheco  Bohuslav Martinu (1890-1959), Bachianas nº 6, de Heitor Villa-Lobos (1887-1959), e Till Eulenspiegel (Einmal Anders), de Richard Strauss (1864-1949).

A apresentação fica a cargo de Ange Paola Bazzani (fagote) e Henrique Amado (flauta) – que também atuarão como duo e solistas –, Luiz Guilherme Nóbrega (violino), Carol Argenta (viola), Tácio César Vieira (violoncelo), Rafael Figueredo (contrabaixo), Érico Marques (oboé), Diego Grendene de Souza (clarinete) e Nadabe Tomás (trompa).

O espetáculo é transmitido ao vivo, pelo canal do YouTube da Orquestra, diretamente da Casa da OSPA, e celebra os 53 anos da Acergs (Associação de Cegos do Rio Grande do Sul). A direção artística é do maestro Evandro Matté.

 

Sobre o Repertório

Compositor eclético, o tcheco Bohuslav Martinů compôs mais de 400 peças para os mais variados gêneros da música de concerto. A obra Noneto, disposta para formação de câmara, foi escrita em seu último ano de vida e reflete uma perspectiva melancólica – por vezes associada à recordação do país em que nasceu, imerso na guerra.

Expoente máximo da música moderna no Brasil, Villa-Lobos elaborou as Bachianas Brasileiras entre 1930 e 1945, em um momento histórico hostil nacional e internacionalmente, com o autoritarismo da Era Vargas e com as Duas Guerras Mundiais. Com a institucionalização política, o compositor transcende o vanguardismo que o consagrou na Semana da Arte Moderna, em 1922. Assume-se, assim, uma postura singular, cuja obra busca referências tanto no folclore da música popular quanto no repertório barroco de Bach.

Richard Strauss foi um dos principais nomes do período romântico tardio e início da era moderna, influenciando profundamente os compositores de sua geração. O poema sinfônico “As alegres travessuras de Till Eulenspiegel”, finalizado em 1895, conta de forma crítica a história de um personagem folclórico da Alemanha medieval.

 

PROGRAMA

Bohuslav Martinu (1890-1959)
Noneto nº 2
I. Poco Allegro
II. Andante
III. Allegretto

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)
Bachianas nº 6
I. Ária (Choro)

II. Fantasia

Richard Strauss (1864-1949)
Till Eulenspiegel (Einmal Anders) 

FICHA TÉCNICA

Luiz Guilherme Nóbrega (violino)
Carol Argenta (viola)
Tácio César Vieira (violoncelo)
Rafael Figueredo (contrabaixo)
Érico Marques (oboé)
Henrique Amado (flauta)
Diego Grendene de Souza (clarinete)
Ange Paola Bazzani (fagote)
Nadabe Tomás (trompa)

Evandro Matté (direção artística)

 

SERVIÇO


OSPA LIVE

Dia  24 de outubro, sábado,  às 17h

Onde: Ao vivo, pelo canal do YouTube da OSPA

Acesso em bit.ly/ospalive26

OSPA Live 

Projeto online da OSPA, busca conciliar isolamento social com cultura durante a pandemia do novo coronavírus. Aos sábados, às 17h, músicos da orquestra e/ou convidados realizam recitais, em grupos de câmara, diretamente da Sala Sinfônica, na Casa da OSPA. Os espetáculos são transmitidas ao vivo, através do canal do YouTube da Orquestra, sem a presença física do público. Com direção artística de Evandro Matté, os eventos seguem criteriosamente todas as medidas de prevenção contra a Covid-19 adotadas pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

 

OSPA

A OSPA é uma das fundações vinculadas à Secretaria de Estado da Cultura (Sedac). Os concertos da Temporada 2020 são patrocinados, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, por Banrisul, Alibem e Fraport Brasil. Os apoiadores da Temporada Artística são Sulgás e Sheraton Porto Alegre Hotel. A realização é da Fundação OSPA e Fundação Cultural Pablo Komlós.

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.