LateralMúsica de câmaraNotíciaRio Grande do SulTecnologia

OSPA live nos oferece mais um concerto

Espetáculo fica a cargo do Duo Winter&Wolff e Quinteto Mozart, que também interpreta peça autoral do integrante violonista Daniel Wolff.

A 28ª edição do OSPA Live contempla um programa especialmente eclético, com a obra de alguns dos maiores nomes da música de concerto de todos os tempos. No próximo sábado (7), às 17h, o projeto online da Orquestra compreende um repertório de câmara com a presença de músicos da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA) e convidados.

A apresentação fica por conta do Duo Winter&Wolff – composto por Leonardo Winter (flauta) e Daniel Wolff (violão) –, que interpreta Gymnopedies nº 1, de Erik Satie (1866-1925), Rondó da Sonata Pathétique, op. 13, de Ludwig van Beethoven (1770-1827), Música sem Incidentes, de Bruno Kiefer (1923-1987), e Canção Ainda sem Palavras, de Daniel Wolff (1967-).

O evento também conta com a sonoridade do Quinteto Mozart – formado por Márcio Cecconello (violino), Robert Cruz (violino), Leonardo Bock (viola), Rodrigo Alquati (violoncelo) e Samuel Oliveira (clarinete) –, que executa Quinteto em Lá Maior, K. 581, de Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791).

O espetáculo é transmitido ao vivo, pelo canal do YouTube da Orquestra e pela plataforma #CulturaEmCasa, diretamente da Casa da OSPA. A Direção Artística é do maestro Evandro Matté.

 

O repertório

O recital inicia com o excêntrico francês Erik Satie. Aliado dos movimentos de vanguarda do século XX, sua composição se dispõe como precursora da música ambiente, moldada no minimalismo. Seu estilo, voltado a dissonâncias e harmonias amenas, pode ser observado no primeiro movimento de Gymnopédies.

Conhecida como Grande Sonata Patética, Rondó da Sonata Pathétique, op. 13,  ganhou este apelido pelo editor da obra de Beethoven. A tonalidade da peça se reflete em outros trabalhos do compositor, como a Quinta Sinfonia e a Abertura Coriolano. A apresentação contempla o movimento Rondó, que abrange o sombrio grave da abertura.

Elaborada no ano em que completava 60 anos, Música Sem Incidentes, de Bruno Kiefer, é disposta em formação singular, para violão e flauta. O compositor nascido na Alemanha migrou para o Brasil, onde compôs cerca de 150 obras para o repertório sinfônico e camerístico, especialmente em Porto Alegre.

Inserida no disco Cameratas & Consorts, de Daniel Wolff, indicado ao Prêmio Açorianos de Melhor Compositor e Melhor Instrumentista, Canção Ainda sem Palavras lança mão, originalmente, do uso de três violões. A peça estreada em 2013 compreende o caráter inovador, presente na trajetória do músico.

Quinteto em Lá Maior, K. 581, de Mozart, foi escrita em 1789 para o clarinetista Anton Stadler. A composição foi desenvolvida especialmente para um concerto em benefício de viúvas e órfãos da Associação de Músicos de Viena. Trata-se de uma das mais admiradas peças para clarinete do compositor austríaco, que utilizou o instrumento em algumas das principais obras de seu repertório.

 

PROGRAMA

Erik Satie (1866-1925)
Gymnopedies nº 1

Ludwig van Beethoven (1770-1827)
Rondó da Sonata Pathétique, op. 13
Arranjo: Daniel Wolff

Bruno Kiefer (1923-1987)
Música sem Incidentes
I -Tranquilo
II- Vivo

Daniel Wolff (1967)
Canção Ainda sem Palavras

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
Quinteto em Lá Maior, K. 581

 

SERVIÇO

 

OSPA LIVE

Dia 7 de novembro, sábado, às 17h

Onde: Ao vivo, pelo canal do YouTube da OSPA, e pela plataforma #CulturaEmCasa

Acesso em bit.ly/ospalive28

 


OSPA Live 

Projeto online da Orquestra, O OSPA Live busca conciliar isolamento social com cultura durante a pandemia do novo coronavírus. Aos sábados, às 17h, músicos da orquestra e/ou convidados realizam apresentações, em grupos reduzidos, diretamente da Sala Sinfônica, na Casa da OSPA. As exibições são transmitidas ao vivo, através do canal do YouTube da Orquestra e pela plataforma #CulturaEmCasa, sem a presença física do público. Com direção artística de Evandro Matté, os eventos seguem criteriosamente todas as medidas de prevenção contra a Covid-19 adotadas pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

 

OSPA

A OSPA é uma das fundações vinculadas à Secretaria de Estado da Cultura (Sedac). Os concertos da Temporada 2020 são patrocinados, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, por Banrisul, Alibem e Fraport Brasil. Os apoiadores da Temporada Artística são Sulgás e Sheraton Porto Alegre Hotel. A realização é da Fundação OSPA e Fundação Cultural Pablo Komlós.

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.