LateralMúsica sinfônicaNotíciaRio de JaneiroTecnologia

OSB em mais um concerto da Série Clássica Brasileira

No próximo dia 22 de dezembro, às 19h, a Orquestra Sinfônica Brasileira voltará às plataformas digitais para mais um concerto on-line. Obras de Mozart, Leonardo Gorosito e João Guilherme Ripper estão no programa do nono concerto da Série Clássica Brasileira, que será transmitido, gratuitamente, nas páginas da orquestra no Facebook e no Youtube.

Abrindo o programa, o primeiro movimento do “Quarteto de Cordas nº 18”, de Wolfgang Amadeus Mozart. Composto em 1785, foi o quinto de um conjunto de seis que Mozart dedicou a Haydn, em sinal de admiração. O trecho apresentado – Allegro – caracteriza-se por ter forma de sonata, típica da música de câmara do período Clássico.

A “Sonata from Die Bänkelsängerlieder”, para quinteto para metais, vem na sequência. De compositor desconhecido, a obra teve sua partitura em um leilão sem qualquer indicação sobre o autor, mas acredita-se que tenha sido composta por volta de 1680.  “O cantor num banco”, tradução do título, se refere aos músicos itinerantes da época, que cantavam em locais públicos sobre as atividades do dia a dia.

Uma obra do compositor Leonardo Gorosito abre o espaço para a música brasileira. “Cambaio” foi escrita para dois xilofones e acompanhamento de pandeiro, marimba, caixa, zabumba e prato e inspirada em três ritmos importantes da música brasileira: frevo, baião e barra-vento. Ao invés, porém, de utilizar as tradicionais contagens de 2 ou 4 tempos, a música se desdobra por inteiro sobre 5 tempos. Isso causa um balanço singular para a obra, como se algo estivesse desequilibrado, daí o nome “cambaio”. Leonardo Gorosito é compositor, percussionista e timpanista da Orquestra Sinfônica do Paraná. Tem o mestrado em Percussão e o título de Artista em Percussão pela Yale University.

O compositor carioca João Guilherme Ripper fecha o concerto com sua “Suite para Cordas”, baseada em cantos e danças brasileiras. Formada por cinco movimentos contrastantes, a obra privilegia o jogo polifônico e o diálogo musical entre os instrumentos, concluindo em uma pequena Fuga a quatro vozes. Ripper é compositor, diretor da Sala Cecília Meireles e presidente da Academia Brasileira de Música.

 

PROGRAMA

Wolfgand Amadeus Mozart
Quarteto para cordas K.464
– Allegro

Compositor desconhecido
Sonata from Die Bankelsangerlieder para quinteto de metais

Leonardo Gorosito
Cambaio – Frevo para percussão

João Guilherme Ripper
Suíte para cordas
– Chegança
– Cantiga
– Dança
– Coral
– Fuga

 

SERVIÇO

 

OSB – Série Clássica Brasileira IX (Concerto on-line)

Dia 22 de dezembro, terça-feira, às 19h

Facebook – /orquestrasinfonicabrasileira

Youtube – /sinfonicabrasileira

Acesso gratuito

 


Orquestra Sinfônica Brasileira – OSB

Fundada em 1940, a Orquestra Sinfônica Brasileira é reconhecida como um dos conjuntos sinfônicos mais importantes do país. Em seus 80 anos de trajetória ininterrupta, a OSB já realizou mais de cinco mil concertos e é reconhecida pelo pioneirismo de suas ações, tendo sido a primeira orquestra a realizar turnês pelo Brasil e exterior, apresentações ao ar livre e projetos de formação de plateia.

Responsável por revelar talentos como Nélson Freire, Arnaldo Cohen e Antônio Menezes e pioneira na criação de projetos de democratização da música de concerto, como o Aquarius e os Concertos da Juventude, a OSB chega aos 80 anos com fôlego para levar ao público uma temporada especial e comemorativa, com destaque para a música brasileira e os artistas nacionais, tendo sua própria história como fio condutor da programação.

Para viabilizar suas atividades, a Fundação conta com a Lei Federal de Incentivo à Cultura, tem a NTS – Nova Transportadora do Sudeste – como mantenedora, a Vale como patrocinadora master, a Brookfield como patrocinadora, Sergio Bermudes Advogados e Eletrobras como copatrocinadores e o Itaú como patrocinador da Série Clássica Brasileira, além de um conjunto de apoiadores culturais e institucionais.

Composta atualmente por mais de 70 músicos brasileiros e estrangeiros, a OSB contempla uma programação regular de concertos, apresentações especiais e ações educativas, além de um amplo projeto de responsabilidade social e democratização de acesso à cultura.

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.