LateralMúsica coralProgramaçãoRio de Janeiro

Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca encerra temporada

Com direção musical e regência de Anderson Alves, a Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca, encerra a temporada de 2020, com um programa com obras de Beethoven, Schubert, Shostakovich e Gershwin.


PROGRAMA

I Parte

G.F.Händel
Música para Reais Fogos de Artifício
Orquestração para metais de M.Rondeau
Adaptação de Anderson Alves

Beethoven
Sinfonia No.5 em dó menor
– 1o. movimento

 

II Parte

Participação especial do Coro Laboratório
Regente do Coro: André Amaral

Solistas:

Juliana Sampaio (soprano)
Noeli Mello (mezz-soprano)
Douglas França (tenor)
Santiago Villalba (Baritono)
Brenda Lima (voz infantil)

Waldemar Henrique
Tamba Tajá

Cesar Frank
Panis Angelicus

 Antonio Vivaldi 
Laudamus Te (do “Glória”, RV 189)

Franz Schubert
Kyrie da “Missa em Sol”  

Colin Mawby
Jubilate Deo
Adaptação e Orquestração de Anderson Alves

Lloyd Webber
Pie Jesus

 

III PARTE

Solista: José Staneck (gaita)

Ippolitov
Fragmentos Turcos
I – Caravana
II – Em Repouso

Gershwin
Summertime
Arranjo para gaita e orquestra de Anderson Alves

Gershwin
I Got Plenty O N’uttin (da ópera “Porgy and Bess”)
Arranjo para gaita e orquestra de Anderson Alves

Shostakovich
Suíte Jazz (trechos)
I – Valsa
II – Finale

Leroy Anderson
Sleigh Ride

 

 

SERVIÇO

Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca encerra temporada

Dia 19 de dezembro, sábado, às 19h

Teatro Multiplan (shopping Village Mall – Barra da Tijuca – RJ)

Presencial (300 lugares) e online pelo canal no YouTube: orquestranasescolas

 

 

Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca

Desenvolvido em 2017 pela Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, o Programa Orquestra nas Escolas tem como objetivo ser um importante aporte às ações de educação e ensino nas Escolas da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro, através de um intenso programa de educação musical e, assim, contribuir para a promoção da qualidade de vida dos alunos. Além disso, o Programa criou formações musicais como a Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca e seus braços, que no total, são formados por mais de 200 alunos da Rede Municipal do Rio.

A Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca é uma ação de integração e fortalecimento do ensino da música que tem o orgulho de pertencer a Cidade do Rio de Janeiro. O grupo tem apenas 3 anos e já se apresentou em importantes espaços como: Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Sala Cecília Meireles, Grande Sala da Cidade das Artes (onde se apresenta regularmente).

Vários solistas têm se apresentado com a OSJC, dentre eles destacam-se: Sérgio de Jesus, trombonista; Vinícius Lugon, trompetista; Beatriz Baptista, mezzo-soprano; Bartolomeu Wiese e David Brum, violonistas. Também já se apresentaram com a OSJC grandes nomes da MPB como Elba Remalho, Toquinho, Moraes Moreira e João Bosco.

Em 2019 a OSJC realizou sua primeira turnê internacional, 11 dias na Espanha realizando vários concertos com um programa inteiro de música brasileira, com obras de Villa-Lobos, Guarnieri, Nepomuceno e Maestro Duda.

 

Anderson Alvesmaestro

O maestro carioca Anderson Alves estudou regência orquestral com Isaac Karabtchevsky; Kirk Trevor (Inglaterra); Ricardo Rocha e Fábio Mechetti. Fez especialização em regência com Eduardo Lopes (prof. Conservatoire de Bordeaux, au Pôle Supérieur Musique et Danse en Aquitaine na França). Em regência coral, aperfeiçoou-se com Carlos Alberto Figueiredo e Mário Assef.

Estudou regência no Conservatório Brasileiro de Música e atuou como professor de regência e pianista acompanhador da classe de ópera do barítono Lício Bruno.

Tem regido importantes conjuntos sinfônicos, dentre eles a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, Orquestra Sinfônica Heliópolis – Instituto Baccarelli, Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, Orquestra Sinfônica de Barra Mansa e Orquestra Sinfônica Nacional UFF, nas duas últimas tem atuado como regente convidado regularmente desde 2014. Também já conduziu a Orquestra do Festival CIVEBRA em Brasília, e a Orquestra MUNASP em São Paulo.

Como compositor, tem obras para diversas formações, dentre elas destacam-se: Divertimento para Trio (parte do CD “Novos Ventos” do Trio Capitu); Fantasia para Orquestra Sinfônica, Suíte Pixinguinha, Canções Lunares para oboé e piano (obra composta por encomenda do oboísta americano William Wielgus da National Symphony Orchestra – EUA).

Tem dividido o palco com grandes artistas nacionais e internacionais como Sônia Maria Vieira, Tomaz Soares, Maria Helena Andrade, Elba Ramalho, Toquinho, Guilherme Arantes e João Bosco, dentre outros.

Na área de educação musical, coordenou o projeto “Educanção”, desenvolvido pela prefeitura de Paraty – RJ. O projeto contava com cerca de 800 alunos de música, também atuou como regente do Coral Municipal de Paraty. Foi regente do Coral Sest Senat – RJ e do Coral de funcionários Light.

Em 2019, realizou uma Turnê pela Europa com a OSJC, apresentando um programa inteiro de música Brasileira de Concerto nas cidades de Valência, Madri e Toledo.

Atualmente é aluno do maestro Felipe Cattapan (Prof.da Musikprojektes an der Universität Bern e da Hochschule der Künste Bern, Suiça). É aluno da especialização em regência da Academia de Direção de Orquestra da Costa Atlantica, Esposende – Portugal.

Anderson Alves é maestro e diretor musical do Coro de Câmara Carioca, diretor musical do Projeto Som+Eu, regente da Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca e diretor musical do Programa Orquestra nas Escolas, desenvolvido pelo Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro.

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.