Ação socialLateralMinas GeraisNotícia

Orquestra Jovem Minas: união de jovens em torno da arte e da música

A Casulo Cultura abre as inscrições para o projeto a partir o dia 6 de dezembro.

Idealizado pela Casulo Cultura, a proposta da Orquestra Jovem Minas, que faz parte do projeto UMOJA, é ampliar e reconceituar o que possa ser entendido por uma orquestra sinfônica, que vai além de música, mas, também, arte, interação, intercâmbio, experiência.

A partir do dia 6 de dezembro até 6 de janeiro de 2021, a Orquestra Jovem Minas receberá inscrições para o grupo que será formado e ensaiado em 2021. Poderão se inscrever interessados entre 18 e 29 anos – que já toquem um instrumento. Os participantes terão a tutela profissional necessária para aprender a dominar a arte de seus instrumentos e capacitação para reverberar esse projeto por meio de uma rede de transmissão cultural.

Os instrumentistas de orquestra deverão ter formação básica em violino, viola, violoncelo, contrabaixo acústico, flauta, oboé, clarineta, fagote, trompa, trompete, trombone, tuba, tímpano e percussão. O processo, assim como a participação na orquestra, é totalmente gratuito.

O processo de inscrição consiste em duas etapas. O preenchimento do formulário on-line e a audição ao vivo, prevista para janeiro de 2021 em local a definir e seguindo os protocolos de segurança e distanciamento social: umoja.com.br/inscricoes.

O centro das ações da UMOJA, que significa união em swahili, dialeto africano, será o estudante de música desprovido de recursos financeiros, aquele jovem que, aos 18 anos, sai da escola de música e se vê sem perspectiva de continuidade profissional, sem apoio, longe das práticas coletivas fundamentais para a qualificação e expansão da sua arte.

Ao entrar no projeto, um grande acervo musical se abrirá, com repertórios variados, ritmos, gêneros, estilos, manifestações que venham das ruas ou dos grandes teatros. Os participantes serão convidados a refletir a sua própria cultura incorporando rap, funk, beats eletrônicos, baião, forró, clássicos da MPB, e ícones da cultura brasileira. Será um estímulo profissional, um acolhimento para que possam seguir seus sonhos e motivá-los.

O grupo terá 58 músicos, arregimentados de forma mista, entre profissionais qualificados e jovens em formação. Juntos, eles irão aprimorar suas habilidades em uma troca recorrente, além de serem estimulados a multiplicar novas formações e abrir novos conjuntos, quartetos, big bands ou apresentações individuais.

A regência ficará a cargo do maestro Marcelo Ramos, professor de música da UFMG e com uma extensa bagagem profissional, através de passagens pela Orquestra Sinfônica de Minas Gerais e convites para regências dentro e fora do país.

A estreia da Orquestra Jovem Minas da UMOJA em 2020 será realizada on-line devido a pandemia. Um mosaico virtual exibirá um pot-pourri de famosas canções de compositores mineiros. A abertura ficará sob responsabilidade de Maurício Tizumba nos tambores e solo de guitarra de Toninho Horta. Os arranjos são assinados pelo maestro Marcelo Ramos.


Associação Arebeldia Cultural

A Orquestra Jovem Minas, integrante do projeto UMOJA, faz parte de mais uma ação da Associação Arebeldia Cultural, com sede na comunidade do Alto Vera Cruz, na região leste da capital mineira, fundada por Flávio Renegado e Danusa Carvalho o o

As inscrições vão até o dia 6 de janeiro de 2021 de e o regulamento e ficha de inscrição estão disponível no site umoja.com.br/inscrições.

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.