LateralMúsica sinfônicaNotíciaSão Paulo

Orquestra Jovem do Estado dedica programação Beethoven

A Orquestra Jovem do Estado, grupo ligado à EMESP Tom Jobim, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, gerida pela organização social Santa Marcelina Cultura, preparou uma programação especial dedicada aos 250 anos do compositor alemão Ludwig van Beethoven.

Foram produzidos vídeos especiais realizados pelo jornalista e crítico musical Irineu Franco Perpétuo, que estão apresentados, durante o mês de agosto, pelas redes sociais da EMESP Tom Jobim (Instagram, Facebook e Youtube). O público vai saber mais sobre a biografia e a obra do compositor, além de curiosidades que cercam a vida desse ícone da música mundial.

E no dia 30 de agosto, domingo, às 16h, acontece a estreia do concerto da Orquestra Jovem do Estado em homenagem ao compositor. Para a ocasião, foi escolhida uma das obras de maior impacto de Beethoven: a Sinfonia nº 5.

A peça começou a ser escrita em 1804, época em que o compositor já apresentava problemas de perda da audição.  A estreia foi em 22 de dezembro de 1808, no Theater an der Wien, em Viena, sob a regência do próprio Beethoven. A Sinfonia nº 5 acabou se tornando uma das composições mais populares e difundidas em todo repertório da música ocidental.

Além da interpretação dos bolsistas da Orquestra Jovem do Estado, o concerto terá breves introduções explicativas, com detalhes sobre a composição, com o intuito de promover uma escuta diferente da música, aproximando o público das grandes obras do repertório sinfônico.

Antes da estreia do concerto, às 15h30, Irineu Franco Perpétuo, o maestro Cláudio Cruz e alguns bolsistas da Orquestra Jovem do Estado participam de uma live pelo Youtube da EMESP Tom Jobim (www.youtube.com/tjemesp).

 

PROGRAMA 

Ludwig Van beethoven (1770-1827)
Sinfonia n.5 em dó menor, Op.67
– Allegro con brio
– Andante con moto
– Allegro (attacca)
– Allegro 

 

YouTube EMESP Tom Jobim https://www.youtube.com/user/TJEMESP

 

 Cláudio Cruz, diretor musical e regente titular

Iniciou-se na música com seu pai, o luthier João Cruz, posteriormente recebeu orientações de Erich Lenninger, Maria Vischnia e Olivier Toni. Foi premiado pela APCA e recebeu os prêmios Carlos Gomes, Bravo, Grammy, entre outros. Foi regente titular das sinfônicas de Ribeirão Preto e de Campinas.

Em 2017, gravou CDs com a Royal Northern Sinfonia, em New Castle, na Inglaterra, e com o Quarteto Carlos Gomes, com obras de Carlos Gomes, Alexandre Levy e Glauco Velasquez. Gravou o terceiro CD com a Orquestra Jovem do Estado, com obras de Bartok, Kodaly e Flô Meneses, e lançou as edições dos Quartetos de Alberto Nepomuceno no Festival de Campos do Jordão e na Sala São Paulo.

Participou do Festival Internacional de Música de Câmara “La Musica”, na Florida, e do Festival Internacional de Música e Câmara da Universidade da Georgia, ambos nos Estados Unidos. Atuou como diretor musical e regente nas montagens das óperas Don Giovanni e La Belle Helene no Theatro São Pedro.

Atualmente, é regente e diretor musical da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo e primeiro violino do Quarteto de Cordas Carlos Gomes.

 

 Orquestra Jovem do Estado de São Paulo

Referência tanto por seu bem-sucedido plano pedagógico quanto por sua cuidadosa curadoria artística, a Orquestra Jovem do Estado é sinônimo de excelência musical no Brasil. Desde sua reformulação, em 2012, passou a ter uma exigente programação artística aliada a um novo plano pedagógico elaborado pela Santa Marcelina Cultura, o que ocasionou um expressivo salto de qualidade do grupo.

A Santa Marcelina Cultura convidou Cláudio Cruz em 2012 para assumir a direção musical e a regência principal da Orquestra, que hoje apresenta uma marcante identidade sonora, com uma forte coesão interna que permite a construção de repertórios cada vez mais desafiadores técnica e estilisticamente.

Esse resultado é fruto também da abrangência das atividades pedagógicas propostas, que formam e inspiram os jovens instrumentistas. Ciente da importância da vivência internacional para a formação dos jovens músicos, a Orquestra realiza regularmente turnês no exterior. Com atuações elogiadas pelo público e crítica internacional, o grupo já se apresentou em importantes salas de concerto, como o Lincoln Center, em Nova York, o Kennedy Center, em Washington e a Konzerthaus, em Berlim – além de ter participado como orquestra residente do Festival Berlioz, na cidade natal do compositor francês, La Côte-Saint-André, interpretando a “Sinfonia Fantástica”.

 

Escola de Música do Estado de São Paulo – EMESP Tom Jobim 

Referência no ensino brasileiro de música, a EMESP Tom Jobim é uma escola do Governo do Estado de São Paulo gerida pela Santa Marcelina Cultura, Organização Social parceira da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Atende gratuitamente 1.300 alunas e alunos em seus cursos e habilitações em música popular e erudita, da teoria à prática musical.

Em 2019, comemorou 30 anos de atuação. A Escola tem como objetivo a formação dos futuros profissionais da música erudita e popular. Com um corpo docente altamente qualificado, a EMESP Tom Jobim vem construindo um projeto pedagógico inovador, com foco no ensino de instrumento, no convívio dos alunos com grandes mestres e nas práticas coletivas (música de câmara e prática de conjunto), além de disciplinas teóricas de apoio.

Em constante diálogo com as principais instituições de formação musical do Brasil e do mundo, a EMESP Tom Jobim oferece a cada ano centenas de shows, concertos, workshops e master classes. A EMESP Tom Jobim mantém um eixo de difusão artística complementar às atividades de formação com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento de seus alunos e criar uma ponte entre o aprendizado e a profissionalização, além de fomentar a formação de público e a difusão da música em todas as modalidades.

A Escola mantém os grupos artísticos: Banda Sinfônica Jovem do Estado, Coral Jovem do Estado, Orquestra Jovem do Estado e Orquestra Jovem Tom Jobim que oferecem bolsas para as alunas e os alunos da Escola.

 

Foto do post: Heloisa Bortz.

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.