LateralÓperaProgramaçãoSão Paulo

Orquestra do Theatro São Pedro comemora 10 anos

Abertura da temporada comemorativa será nos dias 8 e 9 de fevereiro, com obras de Rossini, Bellini e Donizetti.

 

Em 2020, a Orquestra do Theatro São Pedro, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado sob a gestão da Santa Marcelina Cultura, comemora seus 10 anos com uma programação que irá privilegiar o repertório lírico.

A abertura da temporada comemorativa será nos dias 8 e 9 de fevereiro, sábado e domingo, às 20h e às 17h, respectivamente. No dia 7, sexta-feira, às 10h, acontece o ensaio geral aberto ao público.

Para abrir a temporada, foi escolhido um repertório dedicado a três dos principais compositores de ópera italianos e que são representantes do chamado bel canto:  Gaetano Donizetti, Vincenzo Bellini e Gioachino Rossini. Na ocasião, a Orquestra do Theatro São Pedro recebe o maestro Alessandro Sangiorgi, regente assistente da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo.

Os concertos contam com a participação de uma das principais sopranos brasileiras, Rosana Lamosa, do jovem tenor Anibal Mancini, que se destacou no ano passado no papel de Lindoro na montagem de L’Italiana in Algeri, de Rossini, que subiu ao palco do Theatro São Pedro em agosto, e do barítono Douglas Hahn que também esteve presente na ópera de Rossini e que recebeu elogios da crítica por sua performance como Taddeo.

O repertório contempla trechos das óperas La Gazza Ladra, O Barbeiro de Sevilha, Tancredi e La Cenerentola, de Rossini, I Puritani, La Sonnambula e La Straniera, de Bellini, e O Elixir do Amor, Don Pasquale, Lucia di Lammermoor, La Favorita e La Fille du Régiment, de Donizetti. Os concertos homenageiam a soprano Heidi Alves Lazzarini (1939-2003).

 

Série Sinfônica: 10 anos da Orquestra do Theatro São Pedro

O segundo programa da Orquestra do Theatro São Pedro acontecerá em março, dias 14 e 15, e traz de volta uma parceria que fez sucesso em temporadas recentes do Theatro São Pedro: o maestro Luís Otávio Santos e a soprano Marília Vargas, dois dos maiores especialistas em música antiga do país. No repertório, a cantata barroca Apolo e Dafne, de Händel, e, como parte da comemoração dos 250 anos de Beethoven, a Sinfonia nº 8, do compositor alemão.

No mês de junho, dias 6 e 7, a Orquestra do Theatro São Pedro apresenta um programa especial que terá a cantata O Momento Glorioso, de Beethoven, e as suítes 1 e 2 L’Arlésienne, de Bizet. Sob o comando do maestro Cláudio Cruz, o grupo recebe a soprano Marina Considera, a mezzosoprano Carla Rizzi, o tenor Fernando Portari, o baixo Sávio Sperandio e o Coral Paulistano.

Fechando o ano comemorativo, em dezembro, dias 19 e 20, a Orquestra do Theatro São Pedro apresenta uma Gala Lírica de fim de ano, sob regência de Carlos Moreno, com participação de cantores convidados e da Academia de Ópera do Theatro São Pedro.

 

PROGRAMA

Gioachino Rossini (1792–1868)
La Gazza Ladra –  Abertura

Vincenzo Bellini  (1801–1835)
I Puritani – dueto “A te o cara”

Gioachino Rossini (1792–1868)
O Barbeiro de Sevilha – dueto “All’idea di quel metallo”

Gaetano Donizetti   (1797–1848)
O Elixir do Amor – ária “Una furtiva lagrima”
Don Pasquale – ária “Quel guardo il cavaliere / So anch’io la virtù magica”

Vincenzo Bellini  (1801–1835)
La Sonnambula – ária “Ah non credea mirarti”

Gioachino Rossini (1792–1868)
Tancredi – ária “Ah com’è dolce”

Gaetano Donizetti   (1797–1848)
Lucia di Lammermoor – ária “Cruda funesta smania”
La Favorita – ária “Vien Leonora”
La fille du Régiment – ária “Ah mes amis!

Gioachino Rossini (1792–1868)
La Cenerentola – ária “Sì ritrovarla io giuro”

Vincenzo Bellini  (1801–1835)
I Puritani – ária “Ah per sempre”
La Straniera – terceto “No, non ti son rivale”

 


SERVIÇO

 

Orquestra do Theatro São Pedro 

Dias 08 de fevereiro, sábado, às 20h e 09 de fevereiro, domingo, às 17h

Theatro São Pedro (Rua Barra Funda, 161 – Barra Funda – São Paulo – (11) 3661-6600)

Ingressos: R$30 (inteira) e R$15 (meia) para todos os setores (Plateia Central, 1º e 2º Balcão)

Classificação indicativa: Livre

Acessibilidade: Sim

*No dia 07, sexta-feira, às 10h, acontece o ensaio geral, aberto e gratuito para o público

 

 

Orquestra do Theatro São Pedro

A Orquestra do Theatro São Pedro foi criada em 2010, por iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, e mesmo com pouco tempo de atuação já é considerada como uma das principais orquestras de ópera do país. Em 2011, teve seu desenvolvimento artístico reconhecido pelo Prêmio Carlos Gomes, e no ano passado recebeu, junto com o Theatro São Pedro, o prêmio de melhor ópera do ano da Revista Concerto, por Sonho de uma Noite de Verão, de Benjamin Britten.

Nesses quase 10 anos, o grupo já interpretou importantes títulos do repertório, como Don Giovanni, As Bodas de Fígaro e La Clemenza di Tito, de Mozart, O Matrimônio Secreto, de Cimarosa, e Falstaff, de Giuseppe Verdi, e tem se destacado especialmente ao explorar os novos caminhos da ópera.

Foi responsável pela estreia nacional de obras como A Volta do Parafuso, de Britten, O Barbeiro de Sevilha, de Paisello, Arlecchino, de Busoni, e, mais recentemente, Kátia Kabanová e O Caso Makropulos, do compositor tcheco Leoš Janáček. Entre outros títulos pouco executados que foram revisitados pelo grupo estão Adriana Lecouvreur, de Cilea, Édipo Rei, de Stravinsky, As Bodas no Monastério, de Prokofiev, O Amor dos Três Reis, de Montemezzi, Ifigênia em Táuris, de Gluck, e Ártemis, de Alberto Nepomuceno, Dom Quixote, de Massenet, La Belle Hélène, de Offenbach, e Alcina, de Händel.

Entre seus feitos recentes está a estreia mundial de Ritos de Perpassagem, de Flô Menezes – símbolo projeto de desenvolvimento artístico empreendido pela Orquestra e pelo Theatro São Pedro nos últimos anos.

Entre os artistas que já dividiram o palco com a Orquestra estão maestros de renome como Lígia Amadio, Luiz Fernando Malheiro, Ira Levin, Neil Thomson, Ricardo Bologna, Valentina Peleggi e Cláudio Cruz; instrumentistas do naipe de Gilberto Tinetti, Nicolau de Figueiredo, Tiago Naguel e Antônio Meneses; e cantores de destaque como Eliane Coelho, Denise de Freitas, Rosana Lamosa, Gabriella Pace, Gregory Reinhart, Luísa Francesconi, Paulo Szot, Luciana Bueno, Rodolfo Giugliani, Giovanni Tristacci, e o ensemble alemão especializado em música contemporânea Neue Vocalsolisten, entre outros.

Em sua fase atual, a Orquestra do Theatro São Pedro segue um novo modelo de trabalho, com regentes convidados e maior variação de repertório, abordando tanto a ópera quanto a música sinfônica e de câmara, numa rotina que visa aprofundar a investigação de diferentes formas do fazer musical, elevando ainda mais a excelência de suas apresentações.

 

Santa Marcelina Cultura

Eleita a melhor ONG de Cultura de 2019, além de ter entrado na lista das 100 Melhores ONGs do ano, a Santa Marcelina Cultura é uma associação sem fins lucrativos, qualificada como Organização Social de Cultura pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Criada em 2008, é responsável pela gestão do Guri na Capital e região Metropolitana de São Paulo e da Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim (EMESP Tom Jobim). O objetivo da Santa Marcelina Cultura é desenvolver um ciclo completo de formação musical integrado a um projeto de inclusão sociocultural, promovendo a formação de pessoas para a vida e para a sociedade.

Desde maio de 2017, a Santa Marcelina Cultura também gere o Theatro São Pedro, desenvolvendo um trabalho voltado a montagens operísticas profissionais de qualidade aliado à formação de jovens cantores e instrumentistas para a prática e o repertório operístico, além de se debruçar sobre a difusão da música sinfônica e de câmara com apresentações regulares no Theatro.

Para acompanhar a programação artístico-pedagógica do Guri Capital e Grande São Paulo, da EMESP Tom Jobim e do Theatro São Pedro, baixe o aplicativo da Santa Marcelina Cultura. A plataforma está disponível para download gratuito nos sistemas operacionais Android, na Play Store, e iOS, na App Store. Para baixar o app, basta acessar a loja e digitar na busca “Santa Marcelina Cultura”.

 

Foto do post: Heloisa Bortz

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.