LateralMovimentoÓperaProgramaçãoSão Paulo

Ópera “Treemonisha” na Hebraica SP

A apresentação da Ópera Treemonisha é em homenagem aos 50 anos do Coro Luther King e com a participação especial da orquestra de câmera Camerata Sé em comemoração à Consciência Negra. Esta obra é composta apenas por atores e cantores negros. Direção artística e musical do maestro Martinho Lutero Galati de Oliveira

Ópera em três atos composta pelo pianista norte-americano Scott Joplin, Treemonisha será apresentadano Clube A Hebraica no dia 27 de novembro, ainda como celebração do mês da Consciência Negra. 


Treemonisha
é a primeira ópera composta por um negro e tem como um dos temas a escravidão nos EUA. A soprano Edna D’Oliveira participa do concerto, além de solistas da Ocupação Cultural Jeholu, do Coro Luther King e do Fórum Coral Paulistano. David Marcondes interpreta um dos personagens principais, Ned, pai de Treemonisha.


A ópera ganhou sua primeira apresentação pública em 1972 e por causa dela, em 1976, o autor recebeu o prêmio Pulitzer de composição. Treemonisha segue a formatação de uma ópera tradicional, mas com elementos da música popular negra norte americana, com pitadas de jazz, ragtime e outros ritmos e melodias.

Essencialmente compositor de ragtime (gênero musical norte-americano, precursor do jazz), Scott Jopplin compôs a ópera Treemonisha em 1911, para ser interpretada por cantores negros e conta a história de um casal, que vivia em uma comunidade negra de plantadores de algodão no Sul dos Estados Unidos, no contexto histórico após a libertação dos negros. Este casal, encontrou debaixo de uma árvore sagrada e mágica, uma criança. Uma menina, criada de forma muito especial, chamada Treemonisha, por uma senhora branca, onde o casal negro trabalhava. A ópera ganhou o prêmio Pullitzer da música em 1976.

Dono de uma das vozes mais incríveis, o solista negro do Theatro Municipal de São Paulo, David Marcondes, é considerado o melhor barítono da América Latina e um dos melhores do mundo. O barítono foi convidado para interpretar Ned, um dos personagens principais na Ópera Treemonisha, do compositor norte –americano, Scott Joplin.

 

 

SERVIÇO

Ópera Treemonisha, de Scott Joplin

 

Dia 27 de novembro às 21h

Teatro Anne Frank – Clube A Hebraica (Rua Hungria, 1000 – Pinheiros) 

Entrada franca

Dia 29 de novembro às 21h

Auditório do Ibirapuera

Entrada franca

 

David Marcondes

Voz de pura potência sonora, David Marcondes, é um dos mais importantes barítonos do mundo, premiado como o melhor em 2016. É solista do Theatro Municipal de São Paulo e no momento está em cartaz no espetáculo Viúva Alegre, de Miguel Falabella, interpretando Bogdanowitsch, no Theatro Municipal.

Com carreira nacional e internacional, David Marcondes, deu vida ao Barbeiro de Sevilha, protagonista de uma das óperas mais aclamadas do mundo, um avanço na história das óperas interpretadas no Brasil, onde artistas negros reconhecidos são raríssimos. O Barítono coleciona participações nas principais óperas.

Em 2016, foi um dos convidados especiais para cantar na ópera AIDA no Festival Internacional Opera in Piazza a Oderzo, em Treviso, Itália. E também no Japão.

Foi solista em renomados festivais líricos na Espanha, Itália e França. Fez interpretações em diversos espetáculos líricos, cantatas musicais em grandes teatros brasileiros com performances de obras clássicas, eruditas e populares.

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.