Balé/DançaLateralProgramaçãoSão Paulo

“O Quebra-Nozes” da Cisne Negro Cia de Dança

Para entrar no clima de Natal, o Teatro Alfa apresenta a 36ª temporada do espetáculo natalino de Tchaikovsky, o clássico O Quebra-Nozes,
interpretado pela Cisne Negro Cia de Dança, entre 12 e 22 de dezembro.

As duplas de solistas convidados são formadas pela estrela do balé Marcelo Gomes e a italiana Alice Mariani (1ª bailarina do Dresden Semperoper Ballet, Alemanha), Cícero Gomes (1º bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro) e Manuela Roçado (Rio) Prêmio Governador do Estado como Melhor Espetáculo de Dança em 2012, o balé faz matinês aos sábados e domingos às 15 e às 17h. Participação do Circo Escola Picadeiro nas acrobacias e efeitos circenses. O clima natalino se completa com apresentação de corais convidados no hall, antes das sessões.

Com 42 anos de carreira, a Cisne Negro Cia de Dança soma mais de 4 mil apresentações, aplaudidas por mais de 2,5 milhões de pessoas, em 17 países, em mais de 400 cidades, da Argentina à Alemanha, do Chile ao Canadá, de Cuba à China, Espanha, Inglaterra, África do Sul, EUA. A magia e o encanto da clássica história da menina Clara e do boneco Quebra-Nozes de madeira, transformado em Príncipe, na noite de Natal,  entre fadas açucaradas e a rainha das Neves, no Reino dos Doces.

 

O evento

Encenado em dois atos, o balé conta a fantasia de Clara, uma menina que na noite de Natal ganha muitos presentes, mas se encanta de uma maneira especial por um deles, um boneco quebra-nozes. Quando todos vão dormir, Clara vai à sala para brincar com seu novo presente, adormece e entra no mundo da fantasia – os brinquedos ganham vida, dançam, lutam, viajam para O Reino das Neves e Reino dos Doces, onde Clara e seu príncipe são homenageados com danças típicas de vários países e com um gracioso grand pas-de-deux da Fada Açucarada. Criada em 1891 pelo compositor russo Pyotr Ilyich Tchaikovsky, a versão da Cisne Negro Cia de Dança tem direção artística de Hulda Bittencourt e Dany Bittencourt.

Tradicional na cidade de São Paulo, o espetáculo que recebeu em 2012 o Prêmio Governador do Estado como Melhor Espetáculo de Dança – preferência popular, conta com a colaboração de ensaiadores de expressão na área da dança, como a bailarina e maitre Daniela Severian e a ensaiadora e assistente de direção da Cisne Negro Cia de Dança Patrícia Alquezar.

A criação de O Quebra-Nozes foi inspirada em uma adaptação francesa de um trecho do conto Nussknacker und Mauserkonig (Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos), de Hoffmann. Tchaikovsky se encantou com as colorações sinistras e fantásticas que envolvem a história e compôs a música para o balé. O resultado é uma obra repleta de fantasia e romantismo.

O balé apresentará efeitos especiais circenses e acrobacia de tecido a cargo do Circo Escola Picadeiro, considerada uma das mais respeitadas escolas circenses do Brasil, criada em 1983, por Wilson Moura Leite, que tem em seu currículo ex-alunos atuando em importantes companhias no Exterior, alguns deles inclusive no Cirque Du Soleil.

Destaca-se também neste ano a participação de bailarinas integrantes da Usina da Dança, projeto social desenvolvido pelo Instituto Oswaldo Ribeiro de Mendonça – IORM, de Orlândia-SP, fundado pela empresária Josimara Ribeiro de Mendonça, que atua pelo desenvolvimento integral de crianças e adolescentes na região Nordeste do Estado de São Paulo e mantém parceria com a Cisne Negro Cia. de Dança.

No saguão do Teatro, haverá a apresentação de corais convidados, interpretando músicas natalinas, uma hora antes do início dos espetáculos, sob a coordenação da pianista Maria Inês Vasconcellos.

O espetáculo conta com maquiagem e visagismo criados pela equipe Jacques Janine, sob a supervisão de Chloé Gaya. “É uma obra que nos faz embarcar no sonho de Clara, transportando-nos a um mundo de imagens fascinantes, repletas de magia e beleza, que ficam gravadas para sempre em nossas mentes e em nossos corações“, diz Hulda Bittencourt, fundadora da companhia e diretora artística do espetáculo O Quebra-Nozes.

 

Solistas convidados

Dia 12.12 – 5ª feira – às 20h30 – Marcelo Gomes e Alice Mariani
Dia 13.12 – 6ª feira – às 20h30 – Marcelo Gomes e Alice Mariani
Dia 14.12 – sábado – às 17h – Marcelo Gomes e Alice Mariani
Dia 14.12 – sábado – às 20h – Marcelo Gomes e Alice Mariani
Dia 15.12 – domingo – às 15h – Marcelo Gomes e Alice Mariani
Dia 15.12 – domingo – às 18h – Marcelo Gomes e Alice Mariani
Dia 18.12 – 4ª feira – às 20h30 – Cícero Gomes e Manuela Roçado
Dia 19.12 – 5ª feira – às 20h30 – Cícero Gomes e Manuela Roçado
Dia 20.12 – 6ª feira – às 20h30 – Cícero Gomes e Manuela Roçado
Dia 21.12 – sábado – às 17h – Cícero Gomes e Manuela Roçado
Dia 21.12 – sábado – às 20h – Cícero Gomes e Manuela Roçado
Dia 22.12 – domingo – às 15h – Cícero Gomes e Manuela Roçado
Dia 22.12 – domingo – às 18h – Cícero Gomes e Manuela Roçado


Corais convidados

Dia 12.12 – 5ª feira – às 19h30 – Coral Cantabile – regente Eli de Souza Gonçalves
Dia 13.12 – 6ª feira – às 19h30 – Coral Avenues Choir – regente Neide Mussete
Dia 14.12 – sábado – às 10h – Coral do Instituto Accordes – regente Amarylis Coev
Dia 14.12 –  sábado – às 16h – Coral Presbitério do Piratininga – regente Marcelo Maciel
Dia 14.12 – sábado – às 19h – Coral Aramacan e Orquestra de Viola de S.B.Campo – regente Leandro de Abreu Rosana Massuela
Dia 15.12 – domingo – às  14h – Coral Sol Maior – regente Telma Clementino
Dia 15.12 – domingo – às 17h – Coral Sol Maior – regente Telma Clementino
Dia 18.12 –  quarta-feira – às 19h30 – Madrigal Música Nova – regente Amarylis Coev
Dia 19.12 –  quinta-feira – às 19h30 – Coral Canto das Águas AAPS – regente Janoel Alves
Dia 20.12 – sexta-feira – às 19h30 – Coral Compasso 22 e Orquestra de Viola de S.B.Campo – regente Leandro de Abreu Rosana Massuela
Dia 21.12 – sábado – às 16h – Coral Fascinação – regente Simone Strublic
Dia 21.12 – sábado – às 19h – Coral Fascinação – regente Simone Strublic
Dia 22.12 – domingo – às 14h – Coral Mix – regente Emily
Dia 22.12 – domingo – às 17h – Coral Mix – regente Emily

 

SERVIÇO

 

Cisne Negro Cia de Dança – O Quebra-Nozes

De 12 a 22 de dezembro.
De quarta a sexta-feira, às 20h30 
Aos sábado, às 17h e às 20h
Aos domingo, às 15h e às 18h 
Matinês – dias 14 e 21 (sábados às 17h) e 15 e 22 de dezembro (domingos às 17h)
Não haverá sessão dias 16 e 17.12

Sessão Popular no dia 18 de dezembro, quarta-feira, às 16h – a R$ 20 e R$ 40.

 

Teatro Alfa (Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 – São Paulo – (11) 5693-4000)

Ingressos: Plateia superior – R$ 75 (inteira) e R$ 37,50 (meia). Plateia – R$ 160,00 (inteira) e R$ 80,00 (meia)

Site: www.teatroalfa.com.br. Ingresso rápido ou pelos telefones: 11 5693-4000 | 0300 789-3377

Acessibilidade – motora e visual.

Estacionamento: Sala A. Vallet R$ 45,00 Self Park R$ 31,00.

 

 

Teatro Alfa

O Teatro Alfa completa 20 anos de operação em abril de 2018. Nesse período, fez 7.190 apresentações para um público de 3.146.458 pessoas, conquistando espaço relevante na cena cultural da cidade de São Paulo. Administrado pelo Instituto Alfa de Cultura, o Teatro Alfa é um teatro privado que mantém temporadas regulares nas áreas de dança e teatro infantil, apresentando também espetáculos musicais de grande porte, música erudita e popular e teatro adulto.

O Teatro foi idealizado para múltiplo uso e equipado com excelente mecânica cênica, iluminação e sonorização. A sua manutenção exemplar o mantém em perfeito estado de conservação e investimentos são feitos para constante atualização técnica. Com duas salas, os espaços são versáteis e acomodam todo tipo de espetáculo.

Acolhe com total adequação espetáculos de dança, óperas, orquestras, música popular, teatro e musicais, além de dispor de ótima infraestrutura para realização de congressos e seminários. Segundo a avaliação de artistas produtores, companhias e do público, o Teatro Alfa supera as expectativas por ser conduzido por uma equipe altamente qualificada, apta a receber produções sofisticadas e de grande exigência técnica.

Na Sala A, com capacidade para 1110 lugares, a plateia foi projetada para envolver o palco, permitindo sua melhor exploração. De qualquer uma de suas poltronas, o público tem total conforto e uma visão privilegiada dos espetáculos. A Sala B, com capacidade para 200 lugares, abriga teatro adulto, infantil e música. Inaugurada por Raul Cortez, por lá já passaram nomes como Marco Nanini, Yamandú Costa, Helena Meirelles (último espetáculo de sua carreira), Nuno Mindelis, Ricardo Herz, Walderez de Barros, Selton Melo e Ângela Dip, entre outros.

 

Marcelo Gomes – Estrela Internacional do balé e coreógrafo – (de 12 a 15.12)

Marcelo Gomes

Marcelo Gomes nasceu em Manaus e iniciou seus estudos de dança aos 5 anos de idade nas Escolas de Ballet Helena Lobato e Dalal Achcar, no Rio de Janeiro. Ao ganhar o Prêmio Revelação no Festival de Dança de Joinville em 1993, viajou para os Estados Unidos para aprimorar sua técnica no Conservatório HARID em Boca Raton, Flórida, bem como nas escolas do Boston Ballet, Houston Ballet e Cuballet, onde estudou com Alicia Alonso.

Recebeu o segundo lugar na Sociedade Nacional de Artes e Letras em 1994 e o Prêmio Hope em Lausanne em 1996, após o qual passou um ano na Escola de Ballet da Ópera de Paris. Recebeu ainda o prestigioso prêmio Benois de la Danse em Moscou. Ingressou no American Ballet Theatre em 1997 como membro do Corpo de Baile sendo promovido a Solista em 2000 e Bailarino Principal de 2002 a 2017, onde protagonizou praticamente todos os ballets clássicos da Companhia.

Apresentou-se por todo o mundo, em festivais internacionais e como Bailarino Convidado performances de Gomes foram vistas em todo o mundo. Ele já apareceu em muitos festivais internacionais de dança e foi artista convidado do Mariinsky Ballet, Bolshoi Ballet, Royal Ballet, Dutch National Ballet, National Ballet do Canadá, Houston Ballet, Teatro Colon, Teatro Municipal do Rio de Janeiro, Universal Ballet , State Ballet of Georgia, Hong Kong Ballet, São Paulo Companhia de Dança, Cisne Negro Cia. de Dança, Mikhailovsky Ballet, Sarasota Ballet, Tokyo Ballet, Matthew Bourne’s New Adventures, The State Ballet of Georgia, Perm Ballet and Opera e New York City Ballet.

Como coreógrafo, criou balés para o American Ballet Theatre, Complexions Contemporary Ballet, The Kings of the Dance, ABT’s Studio Company, Teatro Municipal do Rio de Janeiro, Sarasota Ballet e Washington Ballet. Tem se apresentado como Bailarino Principal Convidado no Sarasota Ballet e no Semperoper Ballet Dresden. Seu documentário “Anatomia de um dançarino de balé masculino” está disponível no iTunes.

Alice Mariani – 1ª Bailarina do Semperoper Ballet, Dresden, Alemanha – (de 12 a 15.12)

Alice Mariani

Nascida na Itália, teve sua formação na Accademia Teatro alla Scala, em Milão. Ingressou no Semperoper Ballet, em Dresden em 2011 onde foi promovida em 2016 a segunda solista, a solista em 2017 e a primeira bailarina em 2019.

Seu repertório inclui papeis como protagonista em ballets como O Lago dos Cisnes, O Quebra-Nozes, Don Quixote, La Bayadére, A Bela Adormecida, Giselle, entre outros.

Participou também de inúmeras criações onde dançou onde interpretou papéis principais em obras de Alexei Ratmansky, Jiri Kylian, Alexander Ekman, Ohad Naharin e Stinj Celis.

Participou de inúmeras galas internacionais de ballet, incluindo a 35ª Gala da Cruz Vermelha, onde apresentou a estreia mundial de Sonata de Craig Davidson.

Recebeu em 2015 o prêmio Danza & Danza e em 2017 como melhor bailarina no exterior em Gala no Teatro Carignano de Turim.

Cícero Gomes – 1º Bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro – (de 18 a 22.12)

Cícero Gomes

Primeiro Bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Embaixador do Rio de Janeiro, Bailarino Só Danca. Formado na Escola Estadual de Dança Maria Olenewa, Rio de Janeiro, e com passagens pela Escola de Dança da Ópera de Vienna (Áustria) e ElmhurstSchool for Dance by Birminghan Royal Ballet (Inglaterra).

Seu nome está na calçada da fama de Joinville, onde conquistou prêmio de melhor bailarino em 2005. Retornou ao mesmo Festival em 2007 em Gala como convidado junto a grandes bailarinos nacionais e internacionais. Teve em sua vida profissional passagem pela Cia Jovem de Ballet do RJ, e é bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro desde 2007, estreando como solista em O Lago dos Cisnes, no papel de Bobo da Corte, obtendo sucesso de público e crítica e fazendo os papéis de Primeiro solista e Primeiro bailarino em todas as temporadas desde então, incluindo papéis principais de Coppélia, O Quebra-Nozes, Don Quixote, Romeu e Julieta, Eugene Oneguin, entre outros, além de obras como L’Arlesienne de Roland Petit e Spectre de la Rose de Fokine, entre outros. Apresenta-se com frequência nas cidades brasileiras e na América do Sul, sempre como bailarino convidado.

Tem trabalhado com nomes importantes nomes da dança como Luis Ortigoza, Desmond Kelly, Peter Wright, Marco Pierin, LuiggiBonino, Jean Philippe Halnaut, Cyril Atanassof, Márcia Haydeè, Gisele Santoro, David Parsons, Mauricio Wainrot, Tatiana Leskova,Sérgio Lobato, Noêmia Edelman,Dennis Gray, André Valadão, DalalAchcar, Mariza Estrela, Maria Luisa Noronha, Renato Vieira, Tindaro Silvano, IvoniceSatie, Luiz Arrieta, Boris Storjokov, Eric Frederic, VasiliSulich,RichardCragun, ÈricFrederic. No ano de 2018 foi homenageado no 25º FIDA (Festival Internacional de Dança da Amazônia) em Belém, no Theatro da Paz, como personalidade da dança brasileira. É o 6º ano consecutivo que se apresenta como Solista convidado da produção O Quebra-Nozes.Os figurinos de Cícero Gomes para esta temporada são de Andréa Delgado.

Manuela Roçado

Manuela Roçado

Tem formação clássica pelo Balletarrj Escola de Dança e Palco 42 Escola de Dança. Aprimorou seus conhecimentos em trabalhos de coach com Cecília Kerche, Beatriz Almeida, João Wlamir, Cícero Gomes, Ronaldo Martins, Carlos Dos Santos, Cesar Lima e Ivan Franco.

Em Festivais foi finalista: Youth America Grand Prix 2012, Prêmio Destaque do Top 12 no Festival internacional Tanzolymp na cidade de Berlim Alemanha no ano de 2016.

Dançou como bailarina convidada no Fendafor 2016 e 2017 em Fortaleza e no Festival FIDA em Belém em 2017. Vencedora do Prêmio de Melhor Bailarina do Festival Internacional de Dança de Goiás no ano de 2018.

Neste mesmo ano foi contratada para a temporada de Coppélia de Enrique Martinez no Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.