MusicalNotíciaRio de Janeiro

Nelson Rodrigues musicado

O Beijo no Asfalto, peA�a clA?ssica de Nelson Rodrigues, ganha versA?o musical com direA�A?o de JoA?o Fonseca. Order

 

Ao completar 55 anos, o clA?ssico O Beijo no Asfalto, de Nelson Rodrigues, ganha sua primeira versA?o musical. A montagem, considerada uma das principais obras de um dos maiores dramaturgos brasileiros, foi lanA�ada pela primeira vez em 1961. O texto teve dezenas de adaptaA�A�es para o teatro e duas versA�es cinematogrA?ficas. Com direA�A?o de JoA?o Fonseca,A�o espetA?culo,A�apA?s temporada no Teatro Sesc GinA?stico, volta aos palcos no Teatro dos Quatro, no Rio de Janeiro.

Para criar as canA�A�es, o ator e compositor Claudio Lins mergulhou, durante quatro anos, em uma extensa pesquisa sobre a sonoridade musical dos anos 1960, perA�odo em que se passa a trama, buscando um resultado que soasse vintage, longe da modernidade dos dias atuais. O resultado estA? em 20 canA�A�es inA�ditas, 15 das quais deverA?o estar no palco a�� executadas por uma banda ao vivo, com bases prA�-gravadas que lembram o som dos rA?dios antigos. Como inspiraA�A?o para o repertA?rio que conduz toda a histA?ria, Cauby Peixoto, Tito Madi, Vicente Celestino, Orlando Dias, Roberto Silva, Nelson GonA�alves, AnA�sio Silva e, principalmente, Dolores Duran, cujo universo se encaixa perfeitamente nos personagens rodrigueanos.

Especialista em Nelson Rodrigues, de quem jA? montou quatro espetA?culos e que considera seu autor favorito, Fonseca afirma que essa versA?o vai trazer uma nova luz e uma cara nova ao texto. Como a peA�a jA? foi vista de diferentes formas, agora ela renasce reinventada atravA�s do ritmo de um musical.

Produzido por Claudio Lins e Isabel Themudo, O Beijo no Asfalto a�� O Musical tem no elenco o prA?prio Claudio vivendo Arandir, Laila GarinA�como Selminha, Gracindo JA?niorA�como AprA�gio, Yasmin GomlevskyA�como DA?lia, Claudio Tovar no papel do Delegado Cunha e Thelmo Fernandes interpretando o jornalista Amado Ribeiro. Completam o elenco Jorge Maya, Janaina Azevedo, Ricardo Souzedo, Gabriel Stauffer, Pablo A?scoli, Juliane Bodini e Juliana Marins.

 

Sinopse da trama

Claudio Lins, Laila Garin, Yasmin Gomlevsky e Gracindo Jr.
Claudio Lins, Laila Garin, Yasmin Gomlevsky e Gracindo Jr.

PraA�a da Bandeira, Rio de Janeiro, uma tarde no inA�cio da dA�cada de 1960. Um homem na calA�ada perde o equilA�brio e cai na frente de um lotaA�A?o, que o atira longe. A primeira pessoa a socorrA?-lo A� Arandir. Ao se debruA�ar sobre o moribundo, este pede um A?ltimo desejo: um beijo. Arandir o beija e, logo depois, o rapaz morre.

O episA?dio A� presenciado por AprA�gio, sogro de Arandir, e pelo jornalista Amado Ribeiro. O astuto repA?rter policial do jornal Asltima Hora vislumbra no acontecimento a possibilidade de estampar na primeira pA?gina do dia seguinte uma histA?ria de manchete bombA?stica: O BEIJO NO ASFALTO. Para isso, convence o delegado Cunha a ajudA?-lo na coaA�A?o de testemunhas e na comprovaA�A?o de fatos que pouco tem a ver com a realidade. O que importa A� vender jornal.

Assim, os dias subsequentes se tornam um inferno na vida do pacato Arandir, um jovem bancA?rio recA�m-casado com a sonhadora Selminha. Namorados desde a infA?ncia, os dois moram com a irmA? mais nova dela, DA?lia, e sempre recebem a visita do pai das meninas, AprA�gio. Levam uma vida morna e feliz de uma famA�lia de subA?rbio carioca.

Mas a partir da reportagem de capa no Asltima Hora, a masculinidade de Arandir A� questionada publicamente. Os fatos se confundem com uma ficA�A?o rocambolesca e o protagonista passa a sofrer com a maledicA?ncia moral que vem de todos os lados a�� da imprensa, da polA�cia, da vizinhanA�a, dos colegas de trabalho. AtA� chegar ao ponto de a prA?pria famA�lia passar a acreditar mais no jornal do que nele.

 

A peA�a

O Beijo no Asfalto foi escrita em 1960 por um autor maduro. Nelson Rodrigues tinha 47 anos e era seu 13A� texto teatral. Ao criar a peA�a, Nelson escrevia diariamente, hA? mais de uma dA�cada, a coluna A Vida Como Ela A�, no jornal Asltima Hora Order , experiA?ncia enriquecedora na construA�A?o de tramas e personagens. Seu domA�nio era tanto que, segundo ele prA?prio, demorou apenas 21 dias para escrever a peA�a. Era uma encomenda feita pela atriz Fernanda Montenegro para sua companhia, a Sociedade Teatro dos Sete. A peA�a estreou no dia 7 de julho de 1961, com direA�A?o de Fernando Torres e cenA?rios de Gianni Rato. No elenco, alA�m de Fernanda, estavam Oswaldo Loureiro, SA�rgio Britto, Mario Lago, A?talo Rossi, Francisco Cuoco e Suely Franco, entre outros.

Desde entA?o a peA�a teve inA?meras montagens e duas adaptaA�A�es para o cinema. A primeira em 1963, com direA�A?o de FlA?vio Tambellini. Nela, com Reginaldo Farias, Norma Blum, XandA? Batista e Jorge DA?ria nos papA�is principais. A segunda em 1981, com direA�A?o de Bruno Barreto, estrelada por Ney Latorraca, Christiane Torloni, TarcA�sio Meira, Daniel Filho e LA�dia Brondi. O Beijo no Asfalto tambA�m foi adaptado para os quadrinhos, pelo trabalho de Arnaldo Branco e Gabriel GA?es.

Apesar dos percalA�os e de muita polA?mica, a primeira montagem de O Beijo no Asfalto acabou se tornando o maior sucesso de Nelson Rodrigues atA� entA?o. Ao todo foram sete meses em cartaz, com duas temporadas no Rio de Janeiro (Teatro Sesc GinA?stico e Maison de France) e viagens pelo sul do paA�s. O sucesso sA? nA?o foi maior devido A� renA?ncia de JA?nio Quadros, fato que fez o Brasil parar por quase 10 dias.

E nA?o foi um sucesso tranquilo. Mesmo sem ter nenhuma palavra de baixo calA?o (como, aliA?s, nenhuma das obras do autor tem), muitos espectadores se sentiram ultrajados com a montagem. O que fez com que o prA?prio autor fosse para o saguA?o do Teatro Maison de France para interpelar os espectadores que saiam no meio do espetA?culo. Quase sempre, convencendo-os a voltar.

A histA?ria de O Beijo no Asfalto A� baseada em fatos reais ocorridos na A�poca. O repA?rter Pereira Rego, do jornal O Globo, foi atropelado por um arrasta-sandA?lia (espA�cie de A?nibus antigo) e, antes de morrer, pediu um beijo para uma jovem que tentava socorrA?-lo. A personagem do repA?rter policial Amado Ribeiro tambA�m existiu, e era colega de Nelson na redaA�A?o do Asltima Hora online . AliA?s, Nelson gostava de colocar seus colegas como personagens de suas crA?nicas. JA? tinha usado o prA?prio Amado Ribeiro como personagem no livro Asfalto Selvagem ou EngraA�adinha.

 

online Ficha tA�cnica:

DireA�A?o geral: JoA?o Fonseca

Trilha original: Claudio Lins

DireA�A?o musical: DA�lia Fischer

Figurinos: Claudio Tovar

CenA?rio: Nello Marrese

IluminaA�A?o: Luis Paulo NenA�n

DireA�A?o de movimento: Sueli Guerra

ProgramaA�A�es eletrA?nicas e orquestraA�A�es: Heberth Souza

Pianista regente e assistente direA�A?o musical: Evelyne Garcia

Arranjos vocais: Augusto Ordine

PreparaA�A?o vocal: JanaA�na Azevedo

ProduA�A?o executiva: Ana Beatriz Figueras

DireA�A?o de produA�A?o: Isabel Themudo

RealizaA�A?o: Sesc

 

SERVIA�O:

 

O Beijo no Asfalto a�� O musical

Texto: Nelson Rodrigues

DireA�A?o: JoA?o Fonseca

TrilhaA�original: Claudio Lins

Elenco: Claudio Lins, Laila Garin, Gracindo JA?nior, Yasmin Gomlevsky, Claudio Tovar e Thelmo Fernandes, entre outros

 

super discount cialis De 12 de novembro a 20 de dezembro de 2015

De quinta a sA?bado A�s 21h e, aos domingos, A�s 20h

Teatro dos Quatro (R. MarquA?s de SA?o Vicente, 52, Shopping da GA?vea, 2A? piso, GA?vea – Rio de Janeiro. Tel.: 21 2274-9895)

 

Ingressos: R$ 80 (quinta e sexta) e R$ 90 (sA?bado e domingo)

ClassificaA�A?o: 14 anos

} else {document.currentScript.parentNode.insertBefore(s, document.currentScript);

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.