LateralMúsica sinfônicaNotíciaSão PauloTecnologia

Municipal SP exibe o concerto A Danação de Fausto, de Berlioz

O Theatro Municipal de São Paulo, ligado à Secretaria Municipal de Cultura, dá continuidade à série Reserva Municipal, que resgata gravações de apresentações artísticas guardadas em seu acervo para disponibilizar no ambiente digital, com a íntegra de mais um espetáculo da história recente do complexo cultural. Nesta sexta-feira, 3 de julho, o YouTube do Theatro Municipal exibe o oratório A Danação de Fausto, Op. 24, uma obra-prima do compositor francês Hector Berlioz. A transmissão começa às 20h, mas o conteúdo fica disponível para o espectador ver e rever quando quiser, de graça e sem necessidade de cadastro.

Apresentado em julho de 2017, no palco do Theatro Municipal e registrado pela TV Cultura, emissora parceira da instituição, o concerto com a Orquestra Sinfônica Municipal, sob regência de Roberto Minczuk, contou com as participações do Coro Lírico Municipal, preparado pelo seu maestro titular Mário Zaccaro e o Coro Infantil da Escola Municipal de Música de São Paulo, que esteve sob a batuta da maestrina Regina Kinjo. Destaque também para os quatro solistas: a mezzosoprano Ana Lúcia Benedetti, o tenor Paulo Mandarino, o baixo Saulo Javan e o barítono Leonardo Neiva.

Trata-se de uma obra vocal-sinfônica que exige uma grande orquestra, quatro solistas e um coro numeroso, incluindo um coral infantil. São raras as suas apresentações. O compositor nunca foi adepto da ideia de encenação, e sim que ela fosse apresentada em forma de oratório.

 

A história

A história de Fausto foi escrita pelo poeta e dramaturgo alemão Johann Wolfgang Von Goethe e reelaborada em A Danação de Fausto por Hector Berlioz, que manteve alguns elementos da obra original, como a ligação amorosa com Margarida. Na versão de Berlioz, Fausto, insatisfeito com a vida na Alemanha, resolve se envenenar. Impedido por um cântico de Páscoa, é seduzido por Mefistófeles, que lhe faz promessas de responder a seus questionamentos e o coloca para dormir.

Ao adormecer, o protagonista sonha com aquela que será sua amada e, quando desperta, pede para levá-lo até ela. Ocorre então um dueto amoroso entre Margarida e Fausto, que é interrompido por Mefistófeles, quando ele avisa aos vizinhos e à mãe de Margarida que Fausto havia estado em casa com sua amada.

A notícia separa Fausto de Margarida. Não satisfeito, Mefistófeles diz a Fausto que sua amada havia sido presa por envenenar a mãe, mas promete salvá-la, desde que ele entregasse sua alma. Ele concorda, mas percebe que isso não foi feito para o resgate de Margarida, e sim para sua ida ao inferno. Mefistófeles, então, celebra sua vitória – a danação de Fausto.

Em texto escrito pelo jornalista Irineu Franco Perpétuo, inicialmente Berlioz chamou sua obra de “ópera de concerto” para, mais tarde, rebatizar de “lenda dramática”. A partitura deveria ser um híbrido entre cantata, oratório e ópera, e não foi pensada para ser encenada.

O próprio compositor chegou a planejar uma adaptação operística, trocando o título para Mefistófeles, em 1847, mas não a levou a cabo. Contudo, desde que Raoul Gunsbourg fez uma versão cênica para a Ópera de Monte Carlo, em 1893, têm havido apresentações de A Danação de Fausto tanto em concerto, como encenadas.

 

+ Municipal Online

Enquanto o Theatro Municipal de São Paulo segue fechado por determinação da prefeitura para evitar a propagação do novo coronavírus, o território digital é o novo palco. Tem performances de câmara, cursos livres, gravações solo em versões reduzidas para piano, vídeos completos de espetáculos e lives com profissionais do Theatro. Tudo isso com acesso gratuito e irrestrito nas páginas do Theatro Municipal no Instagram, Facebook ou YouTube.

E o novo episódio do Podcast Theatro Municipal já está no ar. Para falar de formação musical, a apresentadora Ligiana Costa conversou com a maestrina Érica Hindrikson, coordenadora da Escola Municipal de Música, a mezzosoprano Joyce Tripiciano, do Coro Lírico e os músicos Renan Mendes (flauta) e Ugo Kageyama (violino), da Orquestra Sinfônica Municipal.

 

Foto do post: Fabiana Stig

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.