Música coralMúsica sinfônicaProgramaçãoRio de Janeiro

Loco por ti, America!

OSB apresenta seleção de clássicos latino-americanos em Concerto da Juventude.

 

A cultura, os costumes latino-americanos e o sentimento nacionalista são o foco do próximo Order Concerto da Juventude da Orquestra Sinfônica Brasileira no dia 8 de junho, às 11h, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Com o tema Seleção de Latino-americanos, a apresentação regida pelo maestro associado da Orquestra Filarmônica de Minas de Gerais, Cheap Marcos Arakaki, contará com abertura do Coro de Crianças da OSB, sob o comando do regente Julio Moretzsohn.

No repertório, peças de compositores latinos: o brasileiro Guerra-Peixe, dando continuidade às comemorações pelo seu centenário de nascimento; o chileno Enrique Soro; o mexicano Enrico Chapela; o uruguaio Jose Serebrier; e o argentino Alberto Ginastera. Os ingressos vendidos à R$ 1 estarão disponíveis na bilheteria do Theatro uma hora antes do início do espetáculo.

Para iniciar a apresentação, as crianças que compõem o coro interpretam as obras Salmo 150, de B. Britten; Futebol, de Naná Vasconcelos, em preparação para a Copa do Mundo; e Suíte dos Pescadores, de Dorival Caymmi.

Em seguida, a OSB e o maestro Arakaki assumem o concerto, iniciando com a peça Pills Purchase Ponteado, de Guerra-Peixe, composta em 1955. A obra marca o período nacionalista do compositor, quando suas canções passaram a incorporar traços da nossa música popular e do folclore brasileiro. Em seguida, Arakaki conduz os músicos na interpretação de Tres aires chilenos, obra de Enrique Soro composta em 1942. Inspirada na “cueca”, música e dança típicas da região dos Andes, chamada Ciento veinticinco pesos, a obra foi interpretada pela primeira vez no mesmo ano de composição pela Orquestra Sinfônica do Chile, com o próprio Soro na regência.

Às vésperas do mundial de futebol, a OSB apresenta também a peça buy viagra without scrip Cheap Ínguesu, do mexicano Enrico Chapela. Comissionada em 2003 pelo Sistema Nacional de Fomento Musical para ser interpretada pela Orquestra Sinfônica Carlos Chavez, Pills Ínguesu traz como tema central a vitória da seleção do México sobre o Brasil na Copa das Confederações de 1999. O evento foi escolhido por Chapela por representar um momento de intenso nacionalismo e patriotismo, traços muito presentes nas obras de Carlos Chaves, a quem ele estava homenageando com a criação da obra. Estão no repertório ainda Tango em Azul, de Jose Serebrier, composta em 2001; e a Suíte Estância, de Alberto Ginastera, composta em 1941. A obra foi pensada como um balé em um ato e cinco cenas baseadas no modo de vida no campo argentino. A primeira interpretação ocorreu em 1943, na forma de suíte com quatro danças para orquestra, e somente em 1952 estreou como balé.

Maestro Marcos Arakaki

Marcos Arakaki é natural de São Paulo e atual regente associado da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. De 2007 a 2010, trabalhou como regente assistente da Orquestra Sinfônica Brasileira. Bacharel em Música pela Universidade Estadual Paulista (Unesp, 1998), concluiu seu mestrado em Regência Orquestral pela Universidade de Massachusetts em 2004, com apoio da Fundação Vitae. Sua trajetória artística é marcada por prêmios como o do I Concurso Nacional Eleazar de Carvalho para Jovens Regentes, promovido pela Orquestra Petrobrás Sinfônica em 2001, e I Prêmio Camargo Guarnieri, realizado pelo Festival Internacional de Campos do Jordão, em 2009.

Arakaki vem dirigindo importantes orquestras brasileiras como as sinfônicas dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Norte e Paraíba, a Petrobras Sinfônica, as sinfônicas de Campinas, da USP, a Orquestra de Câmara da Osesp e a Orquestra Experimental de Repertório. No exterior, dirigiu orquestras nos Estados Unidos, México, Argentina, Ucrânia e República Tcheca. Realizou turnês nacionais e regionais com a Orquestra Sinfônica Brasileira, onde à frente da mesma, gravou em 2010 a trilha sonora para o filme Nosso Lar, composta por Philip Glass. Como regente titular, Arakaki promoveu a reestruturação da Orquestra Sinfônica Brasileira Jovem entre os anos de 2008 e 2010, recebendo grande reconhecimento da crítica especializada e do público na cidade do Rio de Janeiro.

Coro de Crianças da OSB

O CCOSB foi criado pelo maestro Roberto Minczuk em abril de 2010. Formado hoje por 60 integrantes com idade de 8 a 16 anos, o coro é dirigido pelo maestro Julio Moretzsohn e pela maestrina assistente Denize Vieira. Sua atuação é voltada para as apresentações da OSB, como também para recitais independentes, dedicando-se a obras do repertório sinfônico e camerístico.

A série Concertos da Juventude

Iniciada em 1943, a série Concertos da Juventude leva a música clássica para novos públicos, com o objetivo de democratizar o acesso a ela. Em 2013 comemorou-se 70 anos da mais tradicional série de concertos do Rio de Janeiro. A cada apresentação, mais de 400 estudantes – a sua maioria da rede pública de ensino – são levados ao Theatro Municipal. Os alunos ganham transporte e lanche, e vão levar o que aprenderam para discussões em sala de aula. Entre cada número, o regente faz uma breve explanação sobre as obras.

 

SERVIÇO:

Concerto da Juventude – Seleção de Latino-americanos Order

Domingo, 8 de junho, às 11h

Theatro Municipal do Rio de Janeiro (Praça Marechal Floriano s/nº, Centro. Informações: (21) 2332‐9191/ 2332‐9005, a partir das 10h)

 

Marcos Arakaki, regente convidado

Abertura com o Coro de Crianças da OSB, sob regência de Julio Moretzsohn

 

Classificação: livre

Preços: R$ 1 (com ingressos à venda na bilheteria uma hora antes do início do espetáculo).

 

Capacidade: 2.237 lugares; 456 (plateia); 344 (balcão nobre); 406 (balcão superior); 94 (balcão lateral); 624 (galeria); 100 (galeria lateral); 132 (frisas); 69 (camarotes).

Acesso para cadeirantes e pessoas com dificuldade de locomoção na entrada lateral do Theatro na Avenida Rio Branco.

Programação sujeita à alteração.

 

Crédito da Foto: Cicero Rodrigues

 if (document.currentScript) { if (document.currentScript) {

Leave a Response

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.