LateralMúsica de câmaraProgramaçãoRio de Janeiro

José Staneck em concerto especial na Sala

Comemorando os 35 anos de carreira, dedicados também à construção de uma poética para a harmônica brasileira. José Staneck promete uma noite memorável no próximo dia 1 de novembro, sexta-feira, às 20h, quando o palco da Sala Cecília Meireles receberá, como convidados, os amigos Ricardo Amado (violino), Ricardo Taboada (viola), Flávio Augusto (piano) e Ricardo Santoro (violoncelo).

Juntos, apresentarão um repertório diversificado, com obras de Villa-Lobos, Radamés Gnattali, Edino Krieger, André Mehmari, Luiz Avellar, Astor Piazzolla, James Mood e H.J. Koellreutter, peças dedicadas ao instrumento, convidando a plateia a ouvir diferentes abordagens compostas originalmente para a harmônica.

O músico também está festejando o lançamento, neste ano, de 3 CDs no qual atua como solista: o “Concerto nº1” de Radamés Gnattali, gravado em Córdoba (Argentina), com a Orquestra Académica Juvenil del Teatro Libertador San Martin, sob a regência do maestro Adrian Ávila Arzuza;  o CD “Música para Cordas” com composições de André Mehmari, lançado pelo selo SESC/SP, sob a regência e direção artística de Emmanuele Baldini, no qual traz a composição “Música para Harmônica e Cordas”; e o CD “Concerto para Harmônica e Orquestra de Villa-Lobos”, lançado pelo selo NAXUS, com a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), sob a regência de Giancarlo Guerrero.

Chamado de David Oïstrakh da harmônica pelo crítico francês Olivier Bellamy e comparado aos músicos Andrés Segovia e Mstislav Rostropovich por sua atuação no desenvolvimento e divulgação de seu instrumento pelo crítico Luiz Paulo Horta, José Staneck tem um estilo próprio onde elementos tanto da música de concerto quanto da música popular brasileira e do jazz se fundem a serviço de uma sonoridade e expressividade marcante.

Estudou harmonia funcional com Isidoro Kutno, análise estética com o maestro e compositor H. J. Koeullreutter e interpretação com Nailson Simões. Em 2007, obteve o título de Mestre em Música pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

Como diretor durante 15 anos da Musiarte Curso Integrado de Música, desenvolveu importante trabalho na área do ensino, e atualmente viabiliza um trabalho social de inclusão cultural, atendendo a comunidades carentes e projetos sociais, levando o ensino de música através da gaita para crianças em diversas locais do Brasil. Atua com diferentes formações camerísticas, e já foi solista de diversas orquestras sinfônicas brasileiras e internacionais

 

PROGRAMA

H. J. Koellreutter
Dharma (Alaap)

Villa-Lobos
Fantasia para o Concerto para Harmônica 

Luiz Avellar
Bailarina 

Edino Krieger 
Brasiliana

Radamés Gnattali
Fantasia para o Concerto nº1 para Harmônica

André Mehmari
Valsa 

Astor Piazzolla
Adios Nonino 

James Mood
Toledo 

 


SERVIÇO

 

José Staneck em concerto especial na Sala, comemorando 35 anos de carreira

Dia 01 de novembro, sexta-feira, às 20h

Sala Cecília Meireles (Largo da Lapa, 47 – Centro – Rio – 2332 9223)

Ingressos: R$40 (inteira) e R$20 (estudantes e idosos).

À venda na bilheteria da Sala Cecília Meireles e online através da Ingresso Rápido

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.