LateralMúsica sinfônicaNotíciaSão Paulo

Gru Sinfônica retoma Temporada 2020 com concerto digital

As Orquestras de Guarulhos retomam a Temporada 2020 com concerto digital na próxima sexta-feira (14), às 19h. O concerto, apresentado pela Orquestra Gru Sinfônica, será transmitido ao vivo do Teatro Adamastor, respeitando todos os protocolos de segurança relacionados à prevenção do novo Coronavírus e permitindo que o público possa assistir ao espetáculo em casa neste período de distanciamento social. Sob regência do maestro Emiliano Patarra, a apresentação será exibida pelas redes sociais das orquestras no YouTube, no Facebook e no Instagram.

É necessário enfatizar que a Temporada 2020 das orquestras foi completamente reformulada para atender aos protocolos de segurança para prevenção e combate à pandemia, com repertório elaborado para formações menores, com poucos instrumentistas.

Além do anúncio das novas atividades das orquestras Jovem e Gru Sinfônica até o final do ano, o espetáculo dessa sexta-feira marca a reinauguração do Teatro Adamastor, que durante o período de pandemia passou por uma grande reforma para atender aos frequentadores e profissionais que utilizam o espaço com mais conforto, acessibilidade e segurança. Contudo, nesse momento, o complexo continua fechado ao público.

PROGRAMA

Fernando Gomes
Passarinho

Felix Mendelssohn
Sinfonia 10 para cordas em Si menor

Richard Strauss
Metamorfoses

 

 

Repertório

Do ponto de vista do conteúdo musical, o espetáculo de retomada da Temporada 2020 das Orquestras de Guarulhos estrutura-se a partir de três pilares. O primeiro, a abertura de espaço para que a nova geração de compositores possa mostrar seu trabalho, destaca a apresentação de obras de compositores brasileiros, tal como Passarinho, do estagiário de composição e regência da Gru Sinfônica, Fernando Gomes.

Na sequência, o espetáculo oferece um mergulho em um repertório mais tradicional, com a apresentação da Sinfonia nº 10 para cordas em Si menor, de Felix Mendelssohn, um dos mestres do Romantismo alemão, obra que reflete total domínio da tradição musical europeia, alternando tensão, dramaticidade e leveza.

Ambas as obras servem de preâmbulo para a apresentação da peça principal do Programa, Metamorfoses, um estudo para 23 cordas solistas, Op.142, de Richard Strauss, uma peça bastante experimental e única, que produz resultado a partir da soma das linhas individuais de cada artista. Impactado pela massiva destruição de todos os teatros na capital alemã, Strauss compõe a peça em 1945, logo após o término da segunda guerra, um momento dramático da história da humanidade.

De acordo com o maestro Emiliano Patarra, a perda de pessoas ligadas à música de concerto, como a maestrina Naomi Munakata e o maestro Martinho Lutero, por conta do contágio pela Covid-19, motivaram a escolha da obra de Strauss: “A pandemia é um momento de perda e dor, estamos convivendo com o falecimento de pessoas muito importantes para a cultura do nosso país, maestros, artistas, diretores, atores. Apesar de toda a dor retratada pela peça de Strauss, ela é uma obra que aponta para um futuro melhor, e é nisso que acreditamos, que a música é uma ferramenta que pode nos ajudar a passar por esse momento de dor em que juntos, coletivamente e engajados na produção de arte, vamos continuar a entregar música para nosso público, a razão de todo o nosso trabalho”.

Patarra enfatiza ainda que, a execução dos concertos em formato digital também aponta para o futuro ao ampliar as possibilidades para que outros públicos, de lugares distantes, possam conhecer o trabalho realizado em Guarulhos.

 

SERVIÇO

Concerto digital com a Orquestra Gru Sinfônica

Dia 14 de agosto, sexta-feira, às  19h

Transmitido ao vivo pelas redes sociais das orquestras de Guarulhos: YouTube, Facebook e Instagram.

 

Foto do post: Camila Rhodes.

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.