LateralMinas GeraisMúsica de câmaraNotíciaTecnologia

“Filarmônica em câmara digital”

Neste domingo, 13 de setembro, a Filarmônica de Minas Gerais lança nova série denominada Filarmônica em Câmara–Digital, com concertos gravados diretamente da Sala Minas Gerais e sem a presença do público. Serão seis concertos, transmitidos em setembro e outubro de 2020, aos domingos, às 11h. As transmissões gratuitas acontecem no canal da Filarmônica no YouTube (fil.mg/youtube). 

Para o maestro Fábio Mechetti, diretor artístico e regente titular da Filarmônica de Minas Gerais, “a nova série é uma oportunidade de mostrar o talento e competência de nossos músicos numa programação camerística de alta qualidade, que estará facilmente disponível a todos, para que descubram essa ampla diversidade de repertório e para que se familiarizem ainda mais com a nossa magnífica Sala Minas Gerais”.

O programa deste domingo apresenta as obras Choros nº 4 e Duo de violino e viola, de Villa-Lobos, e a peça Trio para flautas nº1 em mi menor, op. 86, de Friederick Kuhlau.

 

Filarmônica em Câmara–Digital – Programação


Dia
13 de setembro, domingo, às 11h

Villa-Lobos
Choros nº 4
José Francisco dos Santos, trompa / Lucas Filho, trompa / Gustavo Trindade, trompa / Diego Ribeiro, trombone

Kuhlau  
Trio para flautas nº 1 em mi menor, op. 86
Cássia Lima, flauta / Renata Xavier, flauta / Alexandre Braga, flauta

Villa-Lobos
Duo para violino e viola
Rommel Fernandes, violino / Nathan Medina, viola

 

Dia 20 de setembro, domingo, às 11h

Prokofiev
Sonata para dois violinos em Dó maior, op. 56
Ana Zivkovic, violino / Roberta Arruda, violino

Mozart
Quarteto de cordas nº 19 em Dó maior, K. 465, “Dissonância”
Frank Haemmer, violino / Valentina Gostilovich, violino / Mikhail Bugaev, viola / Camila Pacífico, violoncelo

 

Dia 27 de setembro, domingo, às 11h

Martinu
Três Madrigais
Rommel Fernandes, violino / Nathan Medina, viola

Pasculli
Homenagem a Bellini
Clémence Boinot, harpa / Israel Muniz, corne inglês

Dauprat
Sonata para trompa e harpa em Fá maior, op. 3
Alma Maria Liebrecht, trompa / Clémence Boinot, harpa

Schubert
Trio para cordas em Si bemol maior, D. 471
Ana Paula Schmidt, violino / Luciano Gatelli, viola / Camila Pacífico, violoncelo

 

 Orquestra Filarmônica de Minas Gerais

A Orquestra Filarmônica de Minas Gerais foi criada em 2008 e tornou-se uma das instituições culturais de maior sucesso no Brasil. Conduzida pelo seu diretor artístico e regente titular, Fábio Mechetti, a orquestra inclui 90 músicos de todas partes do Brasil, Europa, Ásia e das Américas.

O grupo recebeu numerosos menções e prêmios, entre eles o Grande Prêmio da Revista CONCERTO em 2015, o Prêmio Carlos Gomes de Melhor Orquestra Brasileira em 2012, e foi indicada como Melhor Grupo de Música Clássica do Ano pela Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) em 2010.

A Filarmônica apresenta diversas séries de concertos, entre eles concertos didáticos, apresentações ao ar livre, programas para desenvolvimento de novos talentos nas áreas de composição e de regência, bem como faz turnês nacionais e internacionais. A Orquestra possui 9 álbuns gravados, entre eles dois que integram o projeto Brasil em Concerto, do selo internacional Naxos junto ao Itamaraty, com obras dos compositores brasileiros Alberto Nepomuceno e Almeida Prado. A Sala Minas Gerais, sede da Orquestra, foi inaugurada em 2015, em Belo Horizonte, tornando-se uma das principais salas de concertos da América Latina.

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.