Curso / EncontroMúsica antigaProgramaçãoRio de Janeiro

Encontro de Viola da Gamba em Niterói

Centro de Artes UFF recebe gambistas e luthiers para evento gratuito.

 

Com objetivo de promover a difusão do instrumento no território nacional, o Encontro Brasileiro de Viola da Gamba, que ocorre no Teatro da UFF nos dias 7, 8 e 9 de setembro, visa estimular a união dos gambistas e luthiers que se dedicam a manutenção e construção das violas e incentivar a troca de experiências e conhecimentos.

Com entrada gratuita, o evento – que teve sua primeira edição em 2015 – reúne participantes de vários estados brasileiros. Por ser anual e ter um caráter itinerante, sua realização amplia a divulgação do instrumento, fomentando a acessibilidade às diferentes regiões do Brasil.

Surgida na Espanha no século 15, a viola da gamba posteriormente foi levada para Itália, onde recebeu este nome (gamba significa perna, em italiano). Em meados do século 16 o rei Henrique VIII contratou alguns gambistas italianos que introduziram esse instrumento na corte inglesa que conquistou a estima da nobreza e encontrou sua verdadeira pátria musical ganhando um repertório específico para o instrumento. No século 18, reinou nos salões da nobreza francesa e alemã, vindo terminar seus dias novamente na Inglaterra, em torno de 1787.

 

PROGRAMAÇÃO:

7 de setembro | Teatro da UFF | 19h30

Arcos – Quinteto de violas da gambaCecília Aprigliano e Lenora P. Mendes (viola da gamba soprano), Elimar Plínio Machado (viola da gamba tenor), Kristina Augustin e Mario Orlando (viola da gamba baixo)

Com grande desejo de divulgar o repertório para a viola da gamba, o Arcos surgiu como quinteto em 1986, na época formado por Cecilia Aprigliano, Lenora Mendes, Marcio Selles, Mario Orlando e Vania Lucas. Em 1987, como um quarteto e com a soprano Heloisa Madeira, apresentou o programa Voz e Gambas na Renascença Inglesa, com concertos em diferentes lugares do Rio de Janeiro. Em 1988, alguns de seus integrantes foram estudar fora do Brasil e o grupo se desfez. Em 1992, o Arcos retomou suas atividades como um trio – Cecilia Aprigliano, Kristina Augustin e Mario Orlando. Mas com a mudança de Cecilia para Brasília, o trio ficou novamente em compasso de espera. Hoje, com os mesmos desejos de 32 anos atrás, o quinteto de violas foi novamente reativado.

 

Sarah Mead

8 de setembro | Teatro da UFF | 19h30

Sarah Mead, viola da gamba

Sarah Mead é mestre em Música Antiga pela Universidade de Stanford, com graduação em História da Música e Regência Coral pela Universidade de Yale. Desde 1982, é professora da Universidade de Brandeis, na qual leciona História da Música e dirige conjuntos vocais e instrumentais. Seu livro sobre teoria musical do século 16, Aspects of Renaissance Theory, é reconhecido e destaque nos programas de prática de performance em todo os Estados Unidos. É membro fundador e diretora do conjunto de violas da gamba Nota Bene. Em 2007, recebeu, da Sociedade Americana de Música Antiga, o prêmio Thomas Binkley por suas realizações na área de performance. É também professora convidada do Trinity College of Music, em Londres, e da Easter Viol School, na Austrália. Atua nos Conselhos da Viola da Gamba Society (VdGSA) e da Early Music America (EMA). Sarah é diretora musical do Conclave anual para a Sociedade de Viola da Gamba da América desde 2010.

Participação dos músicos Cecília Aprigliano (viola da gamba soprano) e Mario Orlando (viola da gamba baixo).

 

9 de setembro | Cine Arte UFF | 10h30

Concerto de encerramento

O recital reúne cerca de 30 gambistas provenientes de vários estados brasileiros, unindo amadores e profissionais, que se dedicam ao estudo da viola da gamba. Será apresentadas obras que foram trabalhadas durante o encontro, terminando com Tributo a Juan del Encina.

 

SERVIÇO:

 

Encontro Brasileiro de Viola da Gamba

 

7 a 9 de setembro, em diferentes horários

Centro de Arte UFF (R. Miguel de Frias, 9, Icaraí – Niterói)

 

Entrada gratuita

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.