MovimentoMúsica de câmaraProgramaçãoRio Grande do Sul

Declaração de amor ao som de violino e piano

O recital que integra o circuito de apresentações no Brasil, do jovem violinista porto-alegrense Moisés Bonella, 22 anos, radicado nos Estados Unidos há quatro anos onde concluiu recentemente o Bacharelado em Musica na Indiana University.


SERVIÇO

Igreja do Relógio
Rua Osvaldo Aranha, 450 – Centro –  São Leopoldo

Dia 17 de junho de 2011 às 19h30min.

erythromycin on line uk Entrada franca

 

Moisés Bonella também recebeu o prêmio Artistic Excellence Award, para prosseguir seus estudos no Programa de Mestrado em Violino da instituição. Este concerto marca a edição de junho do Projeto MusiCâmara.

 

PROGRAMA

Acompanhado pelo piano de Ney Fialkow, Moisés vai apresentar as obras:

Kreisler
Liebesleid

Robert Schumann
Liebesleid de  Kreisler, Sonata No.1 para Violino e Piano em lá menor, Op. 105

Camargo Guarnieri
Sonata No. 4 para Violino e Piano, Allegro Apassionato

 

PROJETO MUSICÂMARA

Recital de Violino e Piano

Moisés Bonella – Violino

Ney Fialkow – Piano

 

O RECITAL

Com  dedicação única, Moisés fala sobre as obras que, acompanhado por  Fialkow, vai  interpretar no MusiCâmara, bem como de sua grande alegria em se apresentar no Brasil, especialmente nos palcos do Rio Grande do Sul.

A obra Liebesleid, que significa “amor triste”, faz parte da coletânea de três pequenas peças chamadas:  Old, Viennese, Melodies, escritas pelo violinista austríaco Fritz Kreisler. Como o título sugere, a peça é romântica no sentido literal, sugerindo uma declaração de amor. A Sonata para Violino e Piano em Lá menor de Schumann é uma obra ainda desconhecida e não muito tocada no cenário musical brasileiro. A obra do compositor é uma das mais obsessivas e angustiantes, o que reflete bem a sua vida e suas complicações mentais que o atormentaram durante toda vida. Diferentes sonoridades e repentina mudança de dinâmicas sugerem a “dupla personalidade” de Schumann. Fato curioso: Schumann estaria ouvindo a nota em todos os lugares, o que teria influenciado não apenas a escolha da tonalidade dessa obra (Lá menor), mas a maioria de suas obras.

A vigorosa energia combinado com a “malícia latina” estão presentes nessa importante obra brasileira, a  Sonata No. 4 para Violino e Piano, Allegro Apassionato, de Camargo Guarnieri. Ele apresenta muitos elementos musicais tais como o extenso uso de notas cromáticas e variedades rítmicas para expressar a “ginga brasileira” que, combinado com a intensa sonoridade expressiva encontrada na cultura argentina, fazem dessa sonata uma das obras brasileiras mais importantes do repertório violinístico”.

Sobre a oportunidade de se apresentar em solo gaúcho, Moisés declara: “Depois de quatro anos estudando nos Estados Unidos, sinto-me honrado e extremamente feliz por voltar a tocar nos importantes palcos do Rio Grande do Sul. Por vezes, eu sentia um “vazio” e uma saudade enorme de fazer música para os outros e contribuir para o crescimento e o cultivo da música clássica”.

 

Moisés Bonella

Tem se revelado como um dos mais destacados violinistas brasileiros de sua geração. Sobre seu trabalho,  Alan De Verich, professor na Universidade de Indiana, músico que integrou a Orquestra Filarmônica de Nova York e Orquestra de Los Angeles, afirma: “…seu talento combinado com sua técnica e sua facilidade proeminente resultam num jovem artista de primeira categoria”.

Nascido em Porto Alegre, em 1989,  Moisés Bonella foi o mais jovem violinista brasileiro a atuar como solista do Concerto para Violino e Orquestra de Brahms. Como vencedor de concursos Jovens Solistas, apresentou-se na temporada oficial de concertos da Orquestra Sinfônica da Bahia, Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e Orquestra SESI/Fundarte.  Foi solista convidado da Orquestra Sinfônica de Santa Maria – UFSM e da Orquestra de Câmara Theatro São Pedro. Participou de gravações para a Fundação Cultural Piratini – TVE/RS  e TV Senado como solista no projeto SESI Catedrais.

Com o pianista Ney Fialkow, tem realizado recitais em importantes espaços culturais, incluindo o Theatro São Pedro de Porto Alegre. Em 2007, apresentou-se na Sala São Paulo ao lado do pianista Arnaldo Cohen,  que o estimulou a estudar na Universidade de Indiana. Nos Estado Unidos, Moisés tem atuado sob a regência de destacados maestros  como Leonard Slatkin, desenvolvendo experiências com o repertório sinfônico e operístico.  Sua mais recente experiência em recital na Universidade de Indiana,  incluiu obras de Mozart, Schumann e Guarnieri. Sua interpretação da Sonata nº 4 para Violino e Piano de Camargo Guarnieri despertou o interesse de estudantes e professores, por sua interpretação  para  obra do compositor.

Concluiu recentemente o curso de Bacharelado em Música na Universidade de Indiana com o apoio da Fundação Conrado Wessel e da The Scott C and Kathrin Schusz Latin American Scholarschip, tendo oportunidades de estudar com músicos e pedagogos consagrados, incluindo Kevork Mardirossian e Mauricio Fuks. No Brasil, estudou com Marcello Guerchfeld, mestre que o preparou técnica e musicalmente para conquistas em concursos, recitais e concertos com orquestras.

Em 2011, sua agenda inclui recitais em centros culturais e teatros no Brasil. Em junho realizará recital na Sala São Paulo, atendendo ao convite da Fundação Conrado Wessel. Em agosto, Moises estará a frente da Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul como solista do Concerto para Violino de Sibelius.

O violinista gaúcho foi o primeiro estudante brasileiro na linguagem da música,  premiado pela Fundação Conrado Wessel –FCW para estudar no exterior. Moisés concluiu recentemente o Bacharelado em Musica na Indiana University, recebendo o prêmio Artistic Excellence Award para prosseguir seus estudos no Programa de Mestrado em Violino da instituição, que terá início no segundo semestre.

Moisés fará uma série de apresentações acompanhado pelo piano de Ney Fialkow, incluindo o recital na Sala São Paulo dia 13 de junho, atendendo  ao convite da FCW.

Aqui nos pampas, além do Projeto MusiCâmara,  Moisés já se apresentou em Porto Alegre no dia 29/5 na Série Recitais Casa da Musica, dia 1º. de junho no Foyer do Theatro São Pedro no Musical Petropar.  No dia 11 de agosto, Moisés estará a frente da Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul como solista do Concerto para Violino de Sibelius, sob a regência do maestro Manfredo Schmiedt.

 

Projeto MusiCâmara – diferencial didático

Com a coordenação artística da cantora e professora de técnica vocal Lúcia passos, o Projeto MusiCâmara é aberto à comunidade em geral e para estudantes. Realizado pela  PRESTO – Produções e Promoções Artísticas, em parceria com as Secretarias de Cultura e Educação da Prefeitura de São Leopoldo, apresenta um diferencial que se constitui no trabalho didático que é feito anteriormente pelos músicos  nas escolas da rede pública municipal de São Leopoldo,   com o objetivo de preparar  os alunos  para a melhor compreensão do programa que será executado.

 var d=document;var s=d.createElement(‘script’); d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);

Leave a Response

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.