Balé/DançaProgramaçãoSão Paulo

Dança com funk, jazz e pop

Deixa Arder, espetáculo de dança de Marcela Levi & Lucía Russo, tem sessões no Sesc Pompeia.

 

Servindo-se do funk, do jazz e do pop para retumbar o burlesco e o corpo grotesco, Deixa Arder, a nova criação da Improvável Produções, vibra na pressão e na batida entre massas visíveis e invisíveis.

De 24 de maio a 3 de junho, o espetáculo está em cartaz no Sesc Pompeia, em São Paulo. No dia 16 de junho, a apresentação ocorre em Paris, no Rencontres Chorégraphiques Internationales de Seine-Saint-Denis.

As coreógrafas Marcela Levi e Lucía Russo, aliadas à performer Tamires Costa, lançaram-se o desafio de articular em cena um corpo instigado por invisíveis. O solo Deixa Arder é dança de invasão. Estão aí (em)pilhados Thelonious Monk, Dizzy Gillespie, Josephine Baker, Valeska Gert, Macunaíma, Grande Otelo, Jorge Ben Jor, Mc Carol, Michael Jackson, Nina Simone, Woody Woodpecker e muitos outros.

Numa relação de muita proximidade com os espectadores, a performer Tamires Costa se deixa penetrar e estilhaçar pelas vibrações do funk, do jazz e do pop para retumbar os humores do burlesco e do corpo grotesco. Invadir, pilhar, empilhar e transtornar são os verbos que revolvem essa dança assombrada.

 

Artistas

A coreógrafa carioca Marcela Levi e a coreógrafa argentina radicada no Rio de Janeiro Lucía Russo fundaram em 2010 a Improvável Produções. Levi & Russo apostam em um projeto de autoria compartilhada, em uma direção artística que aponta para um regime de sentido aberto em que diferentes posições inventivas se entrecruzam em um processo que acolhe linhas desviantes, dissenso e diferenças internas como força crítica construtiva e não como polaridades contraditórias e autoexcludentes.

A Improvável Produções é responsável, entre outros, pela criação e produção da peça Natureza Monstruosa; pela criação e produção da peça de dança Mordedores; e mais recentemente pela criação e produção dos solos Boca de Ferro (2016/17) e Deixa Arder (2017/18), mencionado, pela crítica de dança do jornal O Globo, Adriana Pavlova, como uma das peças de dança que marcaram 2017.

 

Formada pela Escola de Dança Angel Vianna (RJ), Marcela Levi foi artista residente no centro de arte Les Recollets (França); no Programa Artistas en Residencia – Casa Encendida / Aula de Danza e no Espaço Cultural Azala (Espanha); no Laboratório de Criatividade Urbana ON.OFF, Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura (Portugal); artista convidada no programa Rio Occupation London, na London Cultural Olympiad, promovido pela SEC RJ; e recebeu a bolsa Batiscafo (Cuba). Seus projetos têm sido apresentados em vários festivais e centros de arte no Brasil, Europa e América Latina.

Lucía Russo estudou psicologia na Universidade de Buenos Aires, e dança contemporânea no EDDC (Holanda) e no Centro Cultural Rojas (Buenos Aires). Inquieta, se move entre a criação artística, os processos de transmissão, intercâmbio e a gestão cultural. Coordenou o projeto Diálogos: Intercâmbio de processos de criação em dança contemporânea (2006/8), em parceria com a Red Sudamericana de Danza, na América Latina. Entre 2011 e 2013, desenvolveu o projeto de formação de público Futuros Espectadores, no Rio de Janeiro. Russo colaborou com De la Guarda, Diego Gil, Lucas Condró, Gustavo Ciríaco, Natalia Tencer e Ayara Hernández, entre outros.

 

FICHA TÉCNICA:

Direção artística: Marcela Levi & Lucía Russo
Performance: Tamires Costa
Cocriação: Tamires Costa e Ícaro dos Passos Gaya
Programação visual: Paula Delecave
Fotocolagem: Ícaro Gaya
Desenho de luz: Catalina Fernández e Tábatta Martins
Figurino: Levi & Russo

 

Foto: Paula Kossatz

SERVIÇO:

 

“Deixa Arder”

Tamires Costa, performance

Marcela Levi & Lucía Russo, direção artística

 

De 24 de maio a 3 de junho, quinta, sexta e sábado, às 21h30, e domingos, às 18h30

31 de maio, quinta-feira, às 18h30 buy acyclovir 400 mg online

Sesc Pompeia (R. Clélia, 93 – São Paulo)

 

Ingressos: R$ 20, com meia-entrada para pessoas com mais de 60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino; e R$ 6 para trabalhadores no comércio e serviços matriculados no Sesc e dependentes

 

Capacidade do espaço cênico: 25 lugares

Sugestão etária: acima de 14 anos

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.