CantoLateralProgramaçãoRio Grande do Sul

Coro Sinfônico da OSPA

Rege Manfredo Schmiedt na inauguração da Temporada 2019.

No dia 28 de julho, domingo, às 17h, o Coro Sinfônico da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA) apresenta um concerto especial na Casa da OSPA, sem a presença da orquestra. Manfredo Schmiedt, regente do grupo, conduz os coralistas na interpretação de um diversificado repertório, com solos de Elisa Machado (professora de canto da OSPA), de Larissa Ramos (integrante do naipe das sopranos) e do pianista do coro, Eduardo Knob, além da participação especial do Coro Jovem da OSPA e cantores convidados.  A entrada é franca mediante doação de 1kg de alimento não perecível.

A apresentação presta uma singela homenagem a Luís Alberto Leal Marques, ex-integrante do Coro que faleceu no ano passado nesta mesma data.  ‘’Brother’’, como era carinhosamente chamado, fez parte de inúmeros coros na Capital, conquistando uma legião de amigos com seu carisma.


Sobre o repertório

O Coro Sinfônico da OSPA, em parceria com o Coro Jovem da OSPA, apresenta um repertório eclético, que vai desde obras, como Sicut Cervus, de Giovanni Pierluigi (1525-1594), até obras contemporâneas, como Luminous Night of the Soul, de Ola Gjeilo (1978-), compositor norueguês radicado nos Estados Unidos.

O concerto inicia com três obras, que são contempladas pelo Coro Jovem sob a regência de Cosmas Grieneisen. Em seguida, o Coro Sinfônico se une aos estudantes para interpretar duas peças emblemáticas do repertório coral: Salmo 150, de Ernani Aguiar (1950-), e For the beauty of the Earth, de John Rutter (1945-).

Na sequência, o Coro Sinfônico apresenta peças de Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791), Johannes Brahms (1833-1897), Heitor Villa-Lobos (1887-1959), Ēriks Ešenvalds (1977-), Mack Wilberg (1955-) e Ola Gjeilo (1978-). O concerto é acompanhado pelo pianista do coro, Eduardo Knob. No encerramento, diversos músicos e ex-cantores sobem ao palco para se juntar aos dois coros da OSPA. A união das vozes interpreta Ave Verum Corpus, Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791), e Verleih uns Frieden, de Felix Mendelssoh-Bartholdy (1809-1847).

 

PROGRAMA

Giovanni Pierluigi da Palestrina:
Sicut Cervus 

William Byrd
Deo Gratias

Anônimo peruviano
Hanac Pachap

Ernani Aguiar
Salmo 150

John Rutter
For The Beauty of The Earth

Wolfgang Amadeus Mozart:
Laudate Dominum
Vesperae Solennes de Confessore, K. 339
– Solo: Elisa Machado – Soprano

Johannes Brahms
Schicksalslied, Op. 54

Heitor Villa-Lobos
Bendita Sabedoria 

Ēriks Ešenvalds
O Salutaris Hostia
– Solos: Larissa Ramos e Elisa Machado – Sopranos

Frédéric Chopin
Noturno em mi Menor, Op. post. 72, No. 1
Solo: Eduardo Knob – piano

Mack Wilberg
My Shepherd Will Supply My Need

Ola Gjeilo
Luminous Night of the Soul

Wolfgang Amadeus Mozart
Ave Verum Corpus, K. 618

Felix Mendelssoh-Bartholdy
Verleih uns Frieden gnädiglich, WoO 5

 

SERVIÇO

 


Concerto do Coro Sinfônico da OSPA


Dia 28 de julho, domingo, às 17h

Casa da OSPA (Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF) – Av. Borges de Medeiros, 1501 – Cidade Baixa)

Ingresso: um kg de alimento não perecível

 

 

Manfredo Schmiedt

É diretor artístico da Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul (OSUCS) e maestro do Coro Sinfônico da OSPA. Mestre em Regência pela Universidade da Geórgia (EUA) e graduado na mesma área pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), participou de cursos na Alemanha, Holanda, Argentina, Estados Unidos e Brasil. Em virtude do destacado currículo, recebeu as condecorações Pi Kappa Lambda Music Honor Society e Director’s Excellence Award.

Atuou, durante quatro anos, como regente assistente do maestro Isaac Karabtchevsky na OSPA. Como convidado, esteve à frente de sinfônicas no mundo todo, entre elas, a Filarmônica de Belgrado e a Sinfônica da Radio e Televisão Sérvia; no Canadá, na Orquestra Sinfônica da University of British Columbia – Vancouver; nos Estados Unidos, na Albany Symphony Orchestra, Weber State Univeristy Orchestra e Northern Iowa Symphony Orchestra; e, no Brasil, na Petrobrás Sinfônica e Orquestra da USP.


Elisa Machado

Bacharel em música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), iniciou os estudos de Canto com o professor Decápolis de Andrade, no Coro Sinfônico da OSPA. Consolidou-se na área com os cursos de trompete e de canto no Conservatório Pablo Komlós, atuando na preparação de coros paralelamente à carreira de cantora.

Em 2014, foi premiada no 12º Concurso Brasileiro de Canto Maria Callas, sendo, no mesmo ano, aprovada para trabalhar junto ao Coro Sinfônico da OSPA. Atualmente, tem se apresentado com as principais orquestras do Estado em concertos e montagens de ópera, além de coordenador um grupo vocal.

Larissa Ramos

Soprano lírico, professora de Musicalização Infantil e de Técnica Vocal, aos 12 anos gravou o primeiro disco, o qual abriu portas para participações a nível nacional. Em 2011, ingressou no Coro Sinfônico da OSPA, atuando em festivais internacionais de música, como o Gramado In Concert e o Saarburg Festival.

Como solista, participou do lançamento do projeto social  Orquestra Filarmônica Jovem Emmanuel de Mato Grosso do Sul. Há cinco anos faz parte da classe de alunos do barítono Carlos Rodriguez, estando ao lado de renomadas sopranos com bagagem internacional. Participu, ainda, do masterclass realizada pelo Jette Parker Young Artists, na América Latina, organizado pelo Royal Opera House de Londres.

 

Eduardo Knob (Piano)

Pianista do Coro Sinfônica da OSPA, tem um currículo camerístico com passagens internacionais. É mestre em Música pela University of Houston, ministrando aulas de piano para alunos de graduação. Atualmente, é convidado recorrente de atividades artísticas e festivais no Brasil, tendo integrado o Festival Internacional SESC de música em Pelotas em duas ocasiões.

Premiado em dezenas concursos nacionais e internacionais de piano, destacou-se aos dez anos, com o primeiro lugar no VIII Concurso Nacional de Piano Magda Tagliaferro, evento em que foi condecorado como Melhor Intérprete de Bach. Destacou-se, ainda, no Concurso Claudio Arrau, no Chile, onde recebeu o prêmio de melhor intérprete de obra latino-americana.

Orquestra Sinfônica de Porto Alegre- OSPA 

É uma das fundações vinculadas à Secretaria da Cultura do Governo do Rio Grande do Sul (Sedac/RS). Os concertos da temporada 2019 são patrocinados, via Lei Federal de Incentivo à Cultura (LIC), por Panvel, CMPC, Corsan, Banrisul e Grupo Zaffari. Apoio: Ipiranga, Dufrio, Ventos do Sul, Audio Porto, Grupo Renner e Thyssenkrup. A realização é de OSPA, Fundação Cultural Pablo Komlós e Sedac.

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.