ConcursoLateralMovimentoNotícia

Concurso de Arte e Caricatura da OPES – Beethoven

O concurso de Arte&Design e Caricatura em homenagem aos 250 anos de Ludwig van Beethoven, criado pela Orquestra Petrobras Sinfônica, atingiu uma soma de 2.800 inscritos, um número significante para o segmento.  O resultado será revelado hoje nas redes sociais da Orquestra. As obras tiveram tamanho destaque e relevância, que a comissão de jurados não conseguiu escolher uma só, premiando quatro vencedores, ao invés de três, como estava previsto no edital.

Ulisses Araújo: O voo de Beethoven

O concurso se dividiu em duas categorias: Arte&Design e Caricatura. Os vencedores na categoria Arte&Design, escolhidos pelo Júri Oficial foram os paulistas Anna Cheles, com a obra “O Cumprimento do Destino” e Eduardo Veronesi, com “Beethoven Alltype”. Já na categoria Caricatura, o carioca, Ulisses Araújo foi o selecionado pelo Júri Oficial, com a obra “O voo de Beethoven” e Lézio Junior, natural de São José do Rio Preto, foi o mais votado pelo Júri Popular, através do Instagram, com a obra “Beethoven”.

Comumente representado em pinturas e desenhos com uma expressão sisuda e até carrancuda, a imagem que foi construída do maestro é de alguém sempre sério. O intuito desse concurso era pensar, através da arte, a figura do compositor, sua personalidade, sua obra e a importância que ele tem até hoje na música de concerto internacional. Como ele seria retratado hoje? A resposta está nos 27 trabalhos classificados pela comissão de pré-seleção, que participaram da votação popular no Instagram da Petrobras Sinfônica.

Anna Cheles: o cumprimento do destino

Diretor Presidente da orquestra Petrobras Sinfônica e um dos criadores do Prêmio, Her Agapito destaca a intenção de expandir a figura de Beethoven para além da música clássica. “Por que Beethoven, que é tão conhecido mundialmente, não se tornou uma figura pop? Essa homenagem nos seus 250 anos pretende alçar uma popularidade que vá além da música clássica. Beethoven era um PopStar na sua época, precisamos dar a oportunidade para mais pessoas conhecê-lo nos dias atuais. Afinal é um dos maiores compositores de todos os tempos.”

Her Agapito fala ainda sobre a importância de apoiar outras formas de arte. “As artes precisam interagir. Instituições culturais sólidas como a Petrobras Sinfônica devem criar novas oportunidade para mostrar o talento de todos os artistas brasileiros. Ter essa troca entre a música e as artes visuais é de capital importância. Considerando os inúmeros talentos que temos no país, nós esperamos receber grandes obras. Temos o plano de realizar uma exposição a partir desses trabalhos e de manter os melhores no acervo da Orquestra. Beethoven merece essa homenagem”, enfatiza o diretor.

Lézio Júnior: Beethoven

Após o encerramento das inscrições, as obras passaram por uma pré-seleção, feita pelos organizadores do concurso e pelo curador Ricky Goodwin, jornalista e escritor especializado em desenho de humor e curador de vários Salões de Caricaturas pelo Brasil. Os trabalhos selecionados foram submetidos a dois júris: oficial e popular.

O júri oficial, composto pelo Maestro Isaac Karabtchevsky, Diretor Artístico e Regente Titular da Petrobras Sinfônica, músicos da orquestra, o curador do concurso, Ricky Goodwin, Marcelo Martinez, professor de Design e redator do Zorra Total, Ricardo Leite, quadrinista, designer e diretor da revista Pasquim-21, e a Gerente Executiva de Comunicação e Marcas da Petrobras, Flávia da Justa,  elegeu as melhores obras de cada categoria, e os três vencedores ganharão R$ 5 mil cada um.

Eduardo Veronesi: Beethoven alltype

O júri popular aconteceu via Instagram e o vencedor ganhará R$ 2 mil. As obras vencedoras serão parte integrante das apresentações da Orquestra em sua programação comemorativa dos 250 anos de Beethoven, integrando o figurino dos músicos em suas apresentações, constando nas peças gráficas e digitais, e veiculado no material de imprensa, em camisetas e objetos, que serão comercializados.

 

Orquestra Petrobras Sinfônica

Aos 47 anos, a Orquestra Petrobras Sinfônica se consolida como uma das mais conceituadas do país e ocupa um lugar de prestígio entre os maiores conjuntos musicais da América Latina. Criada pelo maestro Armando Prazeres, a orquestra conta com uma formação de mais de 80 instrumentistas e tem como Diretor Artístico e Regente Titular o maestro Isaac Karabtchevsky, o mais respeitado regente brasileiro e um nome consagrado no panorama internacional.

Modelo de gestão

A Associação Orquestra Pró Música do Rio de Janeiro, entidade que administra a orquestra, possui uma proposta administrativa inovadora, sendo a única orquestra do país gerida por seus próprios músicos.

Sobre a Petrobras

Patrocinadora oficial da Orquestra Petrobras Sinfônica, a Petrobras oferece uma parceria essencial para mantê-la entre os principais conjuntos da América Latina, sempre desenvolvendo um importante trabalho de acesso à música clássica e renovação de seu público.

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.