Música de câmaraNotícia

Clarineta brasileira em Israel

Maurício Silva toca com a Moshavot Chamber Orchestra, sob regência da maestrina israelense Roit Fendelkreis.

 

No dia 30 de abril, o clarinetista carioca Maurício Silva faz sua primeira apresentação em Israel, à frente da Moshavot Chamber Orchestra, sob regência da maestrina israelense Roit Fendelkreis. O concerto ocorre às 20h (horário local), na Elma Arts Hotel Hall, em Zihron Ya’akov (localidade 35 km ao sul de Haifa).

O repertório do recital inclui a Sinfonia n. 5 em dó menor, Op. 67, de Beethoven, e o Concerto n. 1 para clarineta e orquestra, de Weber, além de duas composições brasileiras: Luz, para clarineta e orquestra de cordas, de Villani-Côrtes, e a estreia mundial de Chorando um klezmer, de Everton Machado, compositor nascido em 1984, em São Gonçalo/RJ.

A obra inédita celebra as tradições culturais do Brasil e de Israel por meio de dois estilos musicais característicos das duas culturas: o choro e o klezmer, que têm o mesmo significado – chorar –, devido à maneira que seus intérpretes tocam, com lirismo e virtuose.

Antes do concerto, no dia 27 de abril, às 10h, Maurício ministra um masterclass no Music Center em Zichron Ya’akov.

 

Biografia

Nascido no Rio de Janeiro em 1987, Maurício Silva estudou Clarinete na UniRio e integrou a Banda Filarmônica do Rio de Janeiro. Já lecionou nos Conservatórios de Música de Niterói e de Sergipe. O músico atualmente é professor assistente na Universidade de Iowa, nos EUA, onde mora.

O músico é detentor de prêmios como o 1º lugar na edição comemorativa de 50 anos do Festival Villa-Lobos, e participou de eventos como Competição de Música de Câmara Eduardo Tagliatti e Festival Mimo Instrumental, entre outros.

O clarinetista já se apresentou com diversos conjuntos, como Orquestras Sinfônica e de Câmara da Universidade de Iowa, Sinfônica Brasileira, Sinfônica Nacional, Sinfônica de Sergipe, Camerata Paulo Bosísio, GNU (Grupo de Música Nova), Cia. Bachiana Brasileira e Center for New Music, entre outros. Como camerista, Trio Franziska, do Quarteto de Clarinetas Omega, do Quinteto de Sopros da Universidade de Iowa e do Choro Social Club, grupo dedicado a tocar música brasileira. Compositores como Liduino Pitombeira e Tiago Vidal Correia (Brasil), Vasco Pereira (Portugal) e Armando Ghidoni (França/Itália) já dedicaram obras ao artista.

Maurício desenvolve um projeto pessoal chamado Songs of Tomorrow, que une, simultaneamente, suas atuações como músico solo e de câmara. A principal ideia é usar elementos da tradição clássica e mixá-los com estilos de música eletrônica, conectando a tradição a uma das mais poderosas características deste século: a tecnologia.

Fabiano Gonçalves
Publicitário e roteirista (formado no Maurits Binger Film Institute - Amsterdã). Corroteirista do longa O Amor Está no Ar e de programas de TV (novela Chiquititas - 1998/2000). Redator na revista SuiGeneris, no site Escola24horas e no Departamento Nacional do Senac. Um dos fundadores do movimento.com, escreve também sobre televisão para o site teledossie.com.br. - E-mail: fabiano@movimento.com