LateralProgramaçãoSão PauloShow

Cinquentenário da “Cantata de Santa Maria de Iquique”

Pela primeira vez no Brasil, Grupo Palimpsesto apresenta uma das principais obras da história da música popular chilena. Em 2008 a Revista Rolling Stone considerou a gravação da Cantata de Santa Maria de Iquique como o quarto melhor disco chileno de todos os tempos.

Palimpsesto e convidados apresentam em arranjo original obra inédita no Brasil. Foto Jéssica Lobos

O Grupo Palimpsesto e convidados apresentam, pela primeira vez no Brasil, a “Cantata de Santa María de Iquique“, uma importante peça da Nova Canção Chilena. O concerto acontece no dia 29 de novembro, sexta-feira, às 21h, no Teatro da UMC, na Vila Leopoldina.

A obra é uma belíssima composição que mistura elementos do folclore chileno, a música erudita e a poesia moderna. A Cantata Popular é estruturada em 18 partes, incluindo cinco relatos declamados sem música, um prelúdio, três interlúdios sem letra, dois pregões e sete canções, com diversos ritmos e níveis de instrumentalização.
Cinquentenário:

A Cantata de Santa María de Iquique composta por Luís Advis Vitaglich (1935-2004) em 1969 comemora seu cinquentenário. A obra estreou oficialmente no Segundo Festival de La Nueva Canción Chilena, em agosto de 1970, em Santiago, no Chile, com interpretação do grupo Quilapayún, que a gravaria no mesmo ano em seu sétimo disco.

O épico narra o massacre na Escuela Domingo Santa María de Iquique em 1907. Situada no litoral Norte do Chile, Iquique é uma cidade onde, em 1907, o exército abriu fogo sobre uma manifestação de cerca de 8.500 mineiros que realizavam um protesto por jornadas mais flexíveis e por condições de trabalho dignas. Cerca de 3.600 trabalhadores foram mortos quando se concentravam na Escuela Domingo Santa María – de onde surgiu o nome da obra.

A apresentação contará também com recursos multimídia, exibindo vídeos com ilustrações inspiradas na história da Cantata de Santa Maria de Iquique. As ilustrações inéditas foram criadas pela artista plástica Fernanda Rodante.

 

PROGRAMA

Luís Advis Vitaglich (1935-2004)
Cantata de Santa Maria de Iquique
1. Pregón: Señoras y señores
2. Preludio instrumental
3. Relato: Si contemplan la pampa y sus rincones
4. Canción: El sol en desierto grande
5. Interludio instrumental
6. Relato: Se había acumulado mucho daño
7. Canción: Vamos mujer
8. Interludio instrumental
9. Relato: Del quince al veintiuno
10. Interludio cantado: Se han unido con nosotros
11. Relato: El sitio al que los llevaban
12. Canción: Soy obrero pampino y soy
13. Interludio instrumental
14. Relato: Nadie diga palabra que llegará
15. Canción de letanía: Murieron tres mil seiscientos
16. Canción: A los hombres de la pampa
17. Pregón: Señoras y señores
18. Canción final: Ustedes que ya escucharon

Luís Advis Vitaglich (1935-2004)
Hombre de America (da obra Tres tiempos de America)

Luís Advis Vitaglich (1935-2004)
La Infancia (da obra Canto para uma semilla)

Luís Advis Vitaglich (1935-2004)
Interlúdio (da obra Vivir como él)

 

SERVIÇO

 

Grupo Palimpsesto apresenta Cantata de Santa Maria de Iquique

Dia 07 de dezembro, sábado, às 21:30h

Teatro da UMC (Av. Imperatriz Leopoldina, nº 550 (entrada pelo boulevard lateral do Teatro) – Vila Leopoldina – São Paulo

Ingresso: R$40,00 (Inteira) e R$20,00 (meia)

Cartões de crédito Amex, Visa, Credicard e Marter Card) Cartões de débito( Visa Electron, RedeShop) , dinheiro.

Tem acessibilidade

Estacionamento: Conveniado Faculdade UMC : Dez reais
https://teatroumc.com.br/

 

Veja o site do teatro :  https://teatroumc.com.br/2019/11/03/grupo-palimpsesto-apresenta-cantata-de-santa-maria-de-iquique/

 


Grupo Palimpsesto

Formado em 2007, o grupo Palimpsesto trabalha repertório abrangente, sempre interpretado com os típicos instrumentos andinos como quena, zampoña, charango, cuatro, tiple , entre outros.

O grupo é formado por: Cid Battiato (Voz, quena e direção musical), Miguel Lobos (Voz, Charango e violão), Salvador de la Fuente (Voz e Quena), Nano Ordenes (Voz e Violão) e André Sanches (Voz e Contrabaixo acústico)

Participam deste espetáculo os convidados Agustin Arias (Voz e violão), Mauro Andres (Bombo Leguero), Fabio Pellegatti (Voz e Cello) e Daniel Giffoni (Voz e relato).

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.