Crítica

CríticaLateralÓpera

Vinte e seis minutos de ópera

A 23ª edição do Festival Amazonas de Ópera (FAO) estava prevista para ocorrer em maio do ano passado, mas, em virtude da pandemia de Covid-19, foi adiada mais de uma vez até ser efetivamente marcada para este junho, com programação totalmente alterada em relação à original. Diante das dificuldades para...
CríticaLateralMusicalRio de Janeiro

Um sonho de liberdade

No fim dos anos 1960, um grupo de cabeludos se reuniu em torno da música. Não se trata de Woodstock, festival antológico que reuniu, durante três dias em uma fazenda na cidade de Bethel, no estado de Nova York, uma multidão de jovens paz-e-amor. Esta história começa em Salvador da...
CríticaLateralÓpera

Quando a música supera o libreto

Não é raro na história da ópera: grandes obras foram escritas sobre libretos pouco inspirados ou pra lá de rocambolescos. Um dos exemplos mais perfeitos nesse sentido é a popularíssima Il Trovatore, de Giuseppe Verdi, cujo libreto tem tantas reviravoltas que se assemelha a alguns folhetins mexicanos e até mesmo...
CríticaLateralÓpera

Um Hoffmann visualmente deslumbrante

Aproveitando uma viagem particular a Buenos Aires, finalmente conheci a principal casa de ópera dos hermanos, o celebrado e belíssimo Teatro Colón. Apesar de já ter conhecido alguns importantes teatros europeus, eu nunca havia viajado à Argentina, e me faltava conferir in loco aquele que é apontado por muitos como...
CríticaLateralÓperaSão Paulo

E o mundo não se acabou

Causou polêmica o convite do diretor do Theatro Municipal de São Paulo, o comediante Hugo Possolo, ao ator e diretor Miguel Falabella para dirigir um título no TMSP, no intuito de romper a imagem ainda elitista do gênero. “Como era uma coisa de popularizar, de fazer as pessoas perderem o...
CríticaMovimentoÓpera

Jessica Pratt faz bom concerto no Rio

Substituindo praticamente na última hora a soprano Hibla Gerzmava, que não pôde vir ao Rio de Janeiro em virtude de um problema de saúde, a soprano inglesa Jessica Pratt apresentou-se no feriado de 15 de novembro no Theatro Municipal, encerrando a temporada 2019 da série “Grandes Vozes no Rio de...
CríticaLateralMúsica antigaRio de Janeiro

Toda honra e toda glória

Ainda existe pouco consenso sobre a chamada “interpretação historicamente orientada” da música do passado. Resumidamente, isso se refere à falta de unanimidade quanto ao valor de uma interpretação da música antiga – do Renascimento ao Classicismo – que pretenda ser mais autêntica, particularmente nos aspectos culturais, estéticos e estilísticos, acerca...
CríticaLateralÓperaRio de Janeiro

O encantador Orfeu

A despeito de gestões pobres, narcísicas ou egoístas, o recalcitrante Theatro Municipal do Rio de Janeiro abre suas portas para uma atração notável: a estreia latino-americana da ópera Orphée, de Philip Glass, baseada no filme homônimo de Jean Cocteau, que, por sua vez, tem como base o ancestral mito grego...
CríticaLateralÓperaRio de Janeiro

Do filme à ópera

“Orphée”, de Philip Glass, estreia na América Latina para um público pequeno.   O poeta, romancista, ator, dramaturgo, encenador, cineasta e desenhista Jean Cocteau foi um dos intelectuais franceses mais influentes de sua geração, dono de uma produção vasta em diversas formas de arte. Algumas de suas obras foram adaptadas...
CríticaLateralMovimento

Joyce DiDonato e a opção pela paz

“Criadores de grandes obras de arte retratam a atrocidade e o pandemônio lado a lado com a tranquilidade e a equanimidade há séculos, mostrando corajosamente nossa natureza brutal e nossa humanidade elevada. A arte unifica, transcende fronteiras, conecta os desconectados, elimina diferenças, acalma as turbulências, ameaça o poder e o...
CríticaLateralÓpera

Uma semana de outono no Met

Fabiana Crepaldi esteve em Nova York e conferiu quatro óperas no Metropolitan: “Macbeth”, “Turandot”, “Porgy and Bess” e “Madama Butterfly”.   Terça-feira, 08 de outubro. Apesar do dia chuvoso de outono novaiorquino, a famosa fonte que fica no centro da praça do Lincoln Center, bem em frente ao Metropolitan Opera,...
CríticaLateralMúsica de câmaraRio de Janeiro

A fada gris dos teclados

Ela veio sem muita conversa, sem muito explicar. Chegou silenciosa ao enorme palco, quase ressabiada, de sorriso discreto. É notório seu pouco afeto a concertos. Vestia um belo costume gris, anguloso, de algodão (como aprecia), que pareava com seus curtos cabelos cinzentos. Na quietude que dominava o Theatro Municipal do...
1 2 3 32
Página 1 de 32