LateralMúsica sinfônicaProgramaçãoSão Paulo

Camerata Sé – nova orquestra em São Paulo

Orquestra de câmara idealizada pelo maestro Martinho Lutero Galati de Oliveira

Em 2020, a Rede Cultural Coro Luther King celebra 50 anos de atividades ininterruptas e, para começar as celebrações, lança mais um projeto ousado e inédito: a criação da Camerata Sé, uma orquestra de câmara especializada em acompanhamento de música coral e voltada à execução de obras importantes da literatura musical brasileira e estrangeira.

Para marcar o lançamento da programação da nova orquestra, a Camerata e o Coro Luther King apresentam dois concertos com entrada gratuita: sexta, 28, às 19h30, no Centro Cultural São Paulo, e domingo, 30, às 14h, na Catedral Metropolitana de São Paulo (Praça da Sé). Fazem participações nas duas apresentações: Indhyra Gonfio (soprano), Cecília Massa (mezzosoprano), Jean William (tenor) e Jonas Mendes (barítono).

 

Sobre as obras

Em comum as duas obras são raramente executadas em terras brasileiras além de terem sido compostas no começo dos anos 1800. A Missa em Dó Maior Op. 86 estreou em em 1807 e segue a tradição de obras sob encomenda da nobreza. Já a Sinfonia nº 1 em Dó Maior Op. 210 foi apresentada pela primeira vez em abril de 1800 em Viena e traz um aspecto inovador no que diz respeito à tonalidade.


PROGRAMA

Ludwig van Beethoven
Missa em Dó Maior – opus 86

Ludwig van Beethoven
Sinfonia nº 1 em Dó Maior – opus 210

 

 

SERVIÇO

 

Camerata Sé e Coro Luther King

Dia 28 de junho, sexta-feira, às 19h30

Centro Cultural São Paulo (Sala Adoniran Barbosa)

Distribuição de ingressos 1 hora antes, na bilheteria


Dia 30 de junho, domingo, às 14h

Catedral Metropolitana de São Paulo (Praça da Sé)

Entrada franca

 

Classificação: Livre

 

Camerata Sé

Foi idealizada pelo Maestro Martinho Lutero Galati de Oliveira, diretor artístico da Rede Cultural Luther King. Formada por dezenas de músicos experientes, a orquestra é especialista na execução de obras da literatura musical, principalmente da música Coral, caso das obras de Beethoven que integram o programa das apresentações.

 

Coro Luther King

O Coro Luther King nasceu na cidade de São Paulo em novembro de 1970, fundado por Martinho Lutero Galati De Oliveira, reunindo um grupo de pessoas de diferentes classes sociais, cores e credos, em um dos períodos mais duros do país.

O grupo é detentor da Salva de Prata da Câmara Municipal de São Paulo desde 2010, do Prêmio APCA, em 2012, e da Medalha São Paulo Apóstolo – títulos de reconhecimento por seu valor social e dos serviços prestados à cultura. O coro destaca-se por seus projetos ligados ao canto coral e pela vasta e profícua atuação nas áreas de performance de concertos; formação musical; pesquisa de repertório; execução de primeiras audições nacionais, latino-americanas e mundiais de obras da literatura coral nacional e internacional; intercâmbio com associações culturais de países como Itália, Portugal, França, Alemanha, México, Cuba, Argentina, Chile, Venezuela, Moçambique, Angola, Quênia, Burquina Faso, Tunísia, Croácia e Paraguai.

Sempre conectado ao seu tempo, tem colaborado para a construção do canto coral, formando e preparando milhares de paulistanos para a vida musical, artística e cidadã, realizando música do passado e do presente, promovendo externamente o desenvolvimento, a difusão da literatura coral brasileira e internacional e, internamente, a reflexão e o crescimento de seus integrantes.

 

O projeto é financiado pela Lei de Incentivo à Cultura e oferece programação com entrada franca nas principais salas de concerto da Cidade de São Paulo durante o ano de 2019, se estendendo até 2020.

Patrocínio: SABESP

Apoio: Catedral da Sé

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.