CantoProgramaçãoRio de Janeiro

Brasileiro internacional

Recital do tenor Atalla Ayan marca nova direção da Sala Cecília Meireles.

 

No dia 28 de maio, domingo, às 18h, uma atração especial sobe ao palco da Sala Cecília Meireles, no Rio de Janeiro, para marcar a abertura da série Sala Lírica (e o início da gestão do pianista Miguel Proença). Acompanhado pela pianista Priscilla Bonfim, apresenta-se Atalla Ayan, tenor brasileiro de reconhecimento internacional.

Ayan rapidamente se estabeleceu como um dos tenores mais prestigiados de sua geração. Em julho de 2011, Ayan fez seu début surpresa com a Metropolitan Opera, cantando cinco árias na abertura do Summer Concert no Central Park, tendo sido convidado com menos de 24 horas antes do espetáculo. Sobre o artista, Allan Kozinn, do New York Times, disse: “ele é um achado; possui um tom caloroso e coeso, qualidade que faz lembrar o jovem Placido Domingo”.

Nascido em Belém, Ayan desenvolveu seu amor pelo canto ouvindo gravações de Luciano Pavarotti. Na adolescência, foi aceito no Conservatório Carlos Gomes, na capital paraense. Ayan interpretou seu primeiro grande papel aos 21 anos, aparecendo como Rinuccio em Gianni Schicchi, no Theatro da Paz, em Belém. Sua estreia na Europa ocorreu um ano depois, como Rodolfo, em La Bohème, que teve produção de Graham Vick. Nesse mesmo ano, o tenor foi aceito na Scuola della Opera Italiana, em Bolonha, onde permaneceu por uma temporada. Durante seus anos em Bolonha, apareceu no Teatro Comunal como Ruggero em apresentações de La Rondine, sob regência de José Cura. Na temporada 2009/2010, se tornou membro do Programa de Desenvolvimento de Jovens Artistas do Metropolitan Opera.

Ayan tem sido igualmente aclamado em grandes teatros ao redor do mundo, incluindo a Royal Opera House, Covent Garden, Grand Thêatre de Genéve e a Deutsch Oper Berlin. Membro do Stuttgart Opera Ensemble desde a primavera de 2012, interpretou Rodolfo, na nova produção de La Bohème, Alfredo em La Traviata, Don Ottavio em Don Giovanni, Ismaele em Nabuco e Fenton em Falstaff durante a temporada de 2013/2014.

 

Priscila Bomfim

Priscila Bomfim iniciou seus estudos musicais em Portugal, onde venceu seu primeiro concurso de piano aos 9 anos de idade. Graduou-se em piano com a distinção Summa cum Laude na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e é mestre em piano, tendo defendido o tema sobre Estratpegias de Leitura à Primeira Vista. Graduou-se também em Regência Orquestral, na classe do Prof. Ernani Aguiar.

Priscila é pianista do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, onde trabalhou como maestrina assistente do Coro e atualmenteé maestrina preparadora da Academia de Ópera Bidu Sayâo, orientando jovens cantores solistas. Foi a primeira mulher a reger uma ópera da temporada do Theatro – a ópera Serse, de Handel, com elenco da Academia de Ópera e com a Orquestra Sinfônica da UFRJ, em 2016. No mesmo Theatro coordenou e dirigiu o projeto Ópera do Meio-Dia durante o ano 2015.

 

PROGRAMA:

Ludwig van Beethoven (1770-1827)
Adelaide

Vincenzo Bellini (1801-1835)
Do ciclo 15 canções para voz e piano: Dolente Immagine di fille mia | Ma rendi pur contento | Vanne o rosa fortunata
Vaga Luna

Gaetano Donizetti (1797-1848)
Una furtiva lagrima, da ópera L’elisir d’amore

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
Il mio tesoro intanto, da ópera Don Giovanni

Gioachino Rossini(1792-1868)
Soirées musicales: La danza

Paolo Tosti (1846-1916)
Ideale | Non t’amo piA? | Vorrei morire | L’alba depara dalla luce l’ombra (de 4 Canzoni d’Amaranta)

Salvatore Cardillo (1874-1947)
Corre n’grato

Ernesto de Curtis (1875-1937)
Torna a Surriento

Jules Massenet (1842-1912)
Porquoi me réveiller, da ópera Werther

 

SERVIÇO:

 

Atalla Ayan, tenor

Priscilla Bonfim, piano

 

28 de maio, domingo, às 18h

Sala Cecília Meireles (Largo da Lapa, 47, Centro – Rio de Janeiro. Tels.: 21 2332-9223 e 2332-9224)

 

Ingressos: R$ 100 (plateia inferior), com meia-entrada para estudantes e pessoas com mais de 60 anos; R$ 20 (plateia superior), mediante doação de 2 kg de alimentos não perecíveis, que serão doados aos funcionários do Theatro Municipal; e R$ 2, para estudantes de música mediante apresentação da carteirinha

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.