Balé/DançaLateralNotíciaSão PauloTecnologia

Balé da Cidade de SP e Pedro Bial em vídeo “Respirem”

Uma reflexão sobre o atual momento em que a sociedade se encontra, o de isolamento social por conta da crise causada pelo novo coronavírus, por meio da dança e a poesia. O propósito une o Balé da Cidade de São Paulo, corpo artístico ligado ao Theatro Municipal de São Paulo, e o apresentador Pedro Bial em vídeo disponível nas redes sociais do Theatro Municipal desde a última terça-feira, 9 de junho. Para conferir, acesse youtu.be/UREtX-jAqGI.


Respirem

É o mais novo projeto da companhia de dança do Theatro Municipal de São Paulo, que tem mais de 50 anos de trajetória e segue com sua temporada de espetáculos suspensa por conta da pandemia. Respirem parte de uma reflexão com associações de pensamentos. Enfatiza a nossa capacidade, como espécie humana, de respirar. Descreve a esperança de uma sociedade em ter de volta o direito a um respiro além de nossas casas.

Enquanto bailarinos da companhia interpretam a coreografia que segue uma mesma estrutura dorsal, Pedro Bial declama a livre tradução do poema And People Stayed Home, escrito em 1869 pela escritora irlandesa-francesa Kathleen O’meara. A obra foi encontrada pelo apresentador que, imediatamente, compartilhou com Ismael Ivo destacando a atualidade dos versos em período de restrições de convívio social. Instigado pelo texto, Ismael concebeu o projeto Respirem, a coreografia e convidou Bial para a leitura (confira mais abaixo transcrição da livre tradução do poema).

No vídeo, bailarinos interpretam, de suas casas, uma dança contemporânea que se inicia no solo, em posição fetal, e devagar, aos poucos, com o passar do respiro, eles vão se levantando e na posição vertical, abrem os braços para um gesto de abraço. Respirem tem conceito e direção artística assinados por Ismael Ivo, diretor artístico do Balé da Cidade.

De acordo com Ismael Ivo, Respirem fecha uma trilogia que passa pelo recém projeto “Corpus: Alma e Esperança”, concebido por ele em parceria com Inês Bogea em inédita parceria digital do Balé da Cidade de São Paulo com a São Paulo Companhia de Dança. Valendo-se do presente momento de isolamento social, neste, os bailarinos de ambas as companhias criaram, de suas casas, coreografias curtas e registraram em vídeo. O resultado foram 14 pílulas, em formatos de 30 e 60 segundos, exibidas em abril ao longo da programação da TV Cultura e disponibilizadas nas redes sociais dos dois corpos artísticos. “Um minuto de dança, um gesto de esperança”, completa Ismael.

Livre tradução do poema And People Stayed Home, de Kathleen O’meara (1869):

E a gente ficou em casa
E leu livros
E escutou
E descansou
E se exercitou
E fez arte e brincou
E aprendeu novos modos de ser
E parou
E escutou mais fundo
Alguém meditou
Alguém rezou,
Alguém dançou
Alguém encontrou sua sombra
E a gente começou a pensar diferente
E a gente sarou
E na ausência de gente,
Que vivia de modo ignorante
Perigoso, sem sentido e sem coração
Até a Terra, começou a sarar
E quando o perigo passou,
E a gente encontrou, uns aos outros
Chorou os mortos
E fez novas escolhas,
E sonhou novas visões,
E criou novos modos de vida
E curou a Terra completamente
Assim, como curamos a nós mesmos.

 

Ficha técnica do vídeo

Conceito e Direção Artística: Ismael Ivo
Narração: Pedro Bial
Texto: Livre tradução do poema And People Stayed Home, de Kathleen O’meara (1869)
Direção e Edição de Vídeo: Gui Dalzoto
Trilha Original: Rozzen Produções

Bailarinos
Ana Beatriz Nunes
Ariany Dâmaso
Camila Ribeiro
Carolina Martinelli
Cléber Fantinatti
Fábio Pinheiro
Fernanda Bueno
Grécia Catarina
Isabela Maylart
Leonardo da Conceição Silveira
Manuel Gomes
Uátila Coutinho
Yasser Díaz

 

Foto do post: frame do vídeo (divulgação)

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.