CantoLateralNotíciaTecnologia

Artistas de diversos países gravam “In der Nacht”

No dia 02 de julho foi lançado em todo o mundo o clipe da música In der Nacht (“Na Noite”), que reúne artistas de países diferentes, como a soprano Carla Cottini, que representa o Brasil. Com gravações realizadas em várias partes do mundo, os artistas se uniram com o objetivo em comum de levar uma mensagem humana que transcende o tempo e o espaço neste específico momento em que a crise gerada pelo coronavírus fez com que as cidades parassem. Confira o link para o vídeo no fim desta notícia.

“Foram horas de videoconferência, testes de luz, som e imagem com telefones celulares, móveis, luminárias e grupos de WhatsApp. As condições nos empurram para além de nossos limites como intérpretes, e fiz uma intensa exploração de recursos videográficos muito experimentais para contornar as limitações. De repente, percebemos que tínhamos algo muito poderoso em nossas mãos”, revela Carla Cottini, soprano brasileira que gravou sua participação vocal na casa de sua família, em São Paulo, e a parte visual direto de sua casa em Berlim.

A produção foi toda realizada durante a crise de Covid-19, de forma isolada e com recursos limitados. Os artistas não tiveram uma equipe de profissionais, que normalmente estão presentes em produções como esta. “Percebemos o quanto somos independentes e quão difícil é cumprir todas as funções necessárias para uma produção: maquiagem, cabelo, luzes, técnico de imagem, gravador de som, câmeras, etc., mas ao mesmo tempo aprendemos que temos mais capacidade do que pensamos inicialmente. Embora pareça que estamos sozinhos, não estamos. Nós temos um ao outro e podemos aprender uns com os outros”, conta Carla.

A letra de In der Nacht nasceu na Espanha em 1511, viajou para a Alemanha, onde Schumann, em 1849, transformou a poesia em música. Em 2020, Tim Ribchester gravou a parte do piano em Berlim. Sua interpretação viajou ao Brasil e ao México onde Carla Cottini e Ana Schwedhelm, respectivamente, colocaram suas vozes e mandaram o material de volta para a Espanha, onde Pere Vicalet uniu a interpretação dos três artistas. Ainda na Espanha, a obra foi transformada em poesia virtual por Marc Molinos e Alberto Gobbi (Piedra Muda Lab).

A letra e o clipe trazem mensagens muito contemporâneas e que retratam o momento que estamos vivendo. “Em momentos difíceis, o coração saudoso nos lembra que o amor existe e por isso está saudoso. Durante a solidão, a música nos acaricia, lembrando-nos de que a solidão é uma ilusão. No escuro da noite, a lua reflete a luz do sol e nos lembra de que a luz existe, ainda que não possamos vê-la diretamente. A lua é nosso grande professor que, paciente, contemplativa e reflexiva (por não possuir brilho próprio) nos ensina que do outro lado da noite está o dia”, reflete Carla.

A música de Schumann reforça que a noite mantém a promessa do dia e, por trás da escuridão, existe uma chama que nunca se apaga. A letra também explora frequentemente a dualidade inata do ser humano que carrega sempre dentro de si a esperança e a desolação, a solidão e a união, a fragilidade e a força, a dor e o aconchego, a pequenez e a imensidão, enfim: a vida e a morte.


Ficha Técnica

Música: Robert Schumann – In der Nacht
Vozes: Carla Cottini e Ana Schwedhelm
Piano: Tim Ribchester
Edição: Marc Molinos and Alberto Gobbi (Piedra Muda Lab)
Engenheiro de som: Pere Vicalet

 

Assista In der Nacht clicando aqui.


Na foto do post, Carla Cottini. Foto de Alberto de Gobbi.

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.