LateralNotícia

Anibal Mancini e Luisa Francesconi cantam no exterior

Tenor cantará ópera de Rossini em Bolonha, em março; antes, ainda em janeiro, a mezzosoprano cantará Beethoven em Davos.

 

O tenor lírico-ligeiro Anibal Mancini, que acaba de ser indicado pelo Movimento.com como o melhor cantor da temporada lírica nacional de 2019, foi recentemente anunciado pelo Teatro Comunale, de Bolonha, como um dos protagonistas da montagem da ópera La Cenerentola (A Cinderela), de Rossini, que a casa italiana levará ao palco em março deste ano. O cantor carioca se alternará com o italiano Antonino Siragusa na principal parte masculina da obra (o príncipe Don Ramiro).

A produção que será apresentada em Bolonha entre os dias 18 e 24 de março é original do Teatro da Ópera de Roma, onde estreou em junho de 2019, com encenação de Emma Dante. Na remontagem na capital da Emilia-Romagna, a regência será da chinesa Yi-Chen Lin, e o elenco conta ainda com nomes como o grande baixo-bufo italiano Alessandro Corbelli e o barítono Nicola Alaimo, dentre outros.

Essa será a segunda vez que Mancini atuará na Itália: em julho de 2017, ele cantou em Cagliari  L’Ape Musicale, um pastiche de Lorenzo da Ponte. O tenor conta como recebeu o convite para participar dessa montagem em Bolonha: “Recebi o convite para a ‘Cenerentola’ após ter feito uma audição para o diretor do Teatro Comunale,  Fulvio Macciardi, aqui no Brasil, por ocasião do concurso de canto Maria Callas de 2019, a convite do diretor do concurso e querido amigo, Paulo Abrão Esper, a quem sou muito grato”.

Questionado sobre a expectativa de participar de uma produção ao lado do craque Alessando Corbelli, Anibal Mancini conclui: “Para ser sincero, ainda não estou pensando muito nisso. Por hora, estou preparando bem o papel do príncipe Don Ramiro, com um único objetivo em mente: fazer bem o meu trabalho. É claro que a presença de um intérprete especialista no repertório de Rossini, tal como Alessandro Corbelli, pode ser de grande inspiração e tenho certeza que será!”.

 

Luisa Francesconi canta a 9ª de Beethoven em Davos

Luisa Francesconi

Já a mezzosoprano Luisa Francesconi, também indicada pelo Movimento.com como melhor cantora de 2019 ao lado de duas colegas, será solista na apresentação da Sinfonia n. 9, de Beethoven, na abertura do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, no dia 20 de janeiro.

Os demais solistas que acompanharão Francesconi serão Eri Nakamura (soprano), Zwakele Tshabalala (tenor) e Ao Li (baixo). O Coro da OSESP também participa da apresentação, que terá ainda a European Union Youth Orchestra, sob a regência de Marin Alsop. O trecho final da obra será cantado em português, e é a mezzosoprano quem está orientando seus colegas estrangeiros quanto à pronúncia em nosso idioma.

 

Foto do post (de Heloisa Bortz): Anibal Mancini em cena de “L’Italiana in Algeri”.

 

Leonardo Marques
Formado em Letras com pós-graduação em Língua Italiana. Frequentador assíduo de concertos e óperas. Participou de cursos particulares sobre ópera. E-mail: leonardo@movimento.com