CD/DVDCríticaMúsica antigaProgramaçãoRio de Janeiro

Amantes à moda antiga

Duo The Biedermeiers lança CD de estreia em concerto na 13a Mostra de Violão Fred Schneiter, em 22 de outubro, na Sala Cecília Meireles.

 

Houve um tempo de relativa paz e tranquilidade econômica na Europa Central – após as Guerras Napoleônicas (1803-1815) -, no qual desabrochou um movimento artístico desenvolvido no seio burguês, de características conservadoras, domésticas e graciosas, que fez a ponte entre o Neoclassicismo e o Romantismo: o Período Biedermeier, forte particularmente na literatura, na decoração, nas artes plásticas e na música, em especial na Alemanha e na Áustria. É nesse Romantismo inicial que dois instrumentistas brasileiros foram buscar inspiração, repertório, instrumentos, figurino e até mesmo o nome: The Biedermeiers. O duo lança seu primeiro CD em concerto no dia 22 de outubro, às 18h30, na Sala Cecília Meireles, no Rio de Janeiro, durante a 13a Mostra de Violão Fred Schneiter.

Vestidos com roupas do século 19, o potiguar Max Riccio toca guitarra romântica e o carioca Rubens Küffer revive dois instrumentos antigos: flageolet, espécie de parente da flauta doce, e csakan, outro instrumento de sopro, que caiu em desuso na década de 1850. A inusitada combinação de instrumentos é apontada como inédita na história da música brasileira e se traduz em um CD suave e delicado.

Capa do CD The Biedermeiers
Capa do CD The Biedermeiers

O centro das atenções são os compositores românticos europeus do fim do século 18, alguns dos quais referências para esses instrumentos de época. O ábum começa com Fantasia sobre o Hino Nacional Inglês, Op. 102, escrita pelo prolífico napolitano Ferdinando Carulli (1770-1841) para flageolet francês e guitarra romântica, composição leve de ritmos alternados. Em seguida, a pastoral Introdução e variações sobre um tema original, Op. 32, para csakan e guitarra romântica, do flautista, oboísta, clarinetista e fagotista alemão Ernest Krähmer (1795-1837).

Com a mesma formação, Nas asas da canção, Op. 34/2, de Felix Mendelssohn (1808-1847), tem belos dedilhados da guitarra sob o solo de csakan. O flageolet francês volta a dialogar com a guitarra romântica em Seis variações, Op. 81, do virtuoso guitarrista italiano Mauro Giuliani (1781-1829).

O espanhol Fernando Sor (1778-1839) foi um dos primeiros compositores de renome a se dedicar ao violão (guitarra clássica), e sua obra Introdução e variações sobre um tema de Mozart, Op. 9 tem, no álbum, delicado solo da guitarra romântica de Riccio. Fechando o CD, csakan e guitarra romântica se reúnem novamente na composição Variações sobre a ária ‘Ontem à noite o primo Miguel esteve aqui’, uma das mais conhecidas obras do pouco conhecido Carl Scheindienst (ca. 1800).

Riccio acaricia com suavidade sua guitarra romântica (são duas, ambas réplicas de instrumentos do século 19, recriados pelo tcheco Jan Tulacek e pelo mineiro Lácio Jacob. Por sua vez, Küffer é gentil com o flageolet assinado pelo parisiense Martin Thibouville Ainé e datado de 1860, comprado em um antiquário búlgaro em 2013, bem como com o csakan construído por Guido Hulsens a partir de modelo de 1815.

“Há uma perspectiva musicológica nesse trabalho do duo The Biedermeiers, que grava em instrumentos históricos uma música que foi escrita originalmente para eles, mas que normalmente nos chega em instrumentos modernos. Assim, podemos nos transportar ao século 19 e ouvir a música com a sonoridade que compositores e intérpretes pensaram, tocaram e vivenciaram quando foi criada”, destaca Sergio Roberto de Oliveira, produtor, compositor e diretor da gravadora A Casa Discos, na qual o álbum foi gravado (a distribuição nacional é da Tratore).

A música tem mais de 200 anos, mas o CD, assim como o importante trabalho de resgate, é uma ótima novidade, tanto pelo ineditismo no Brasil de algumas obras, como pela recriação das sonoridades próximas ao que imaginamos ser as originais. Max e Rubens, além de excelentes instrumentistas, tratam a música como a mais gentil das senhoras: dão atenção e mimos, pesquisam, descobrem, reinventam e nunca a abandonam – verdadeiros amantes à moda antiga.

Rubens KA?ffer e Max Riccio
Rubens Küffer e Max Riccio

SERVIÇO:

 

Lançamento do CD de estreia do Duo The Biedermeiers

Max Riccio (guitarra romântica) e Rubens Küffer (csakan e flageolet francês)

 

22 de outubro, sábado, às 18h30

Sala Cecília Meireles – Espaço Guiomar Novaes (Largo da Lapa, 47, Centro – Rio de Janeiro. Tels: 21 2332-9223 e 2332-9224)

 

Ingressos: R$ 10, com meia-entrada para estudantes e pessoas com mais de 60 anos; e R$ 2 para estudantes de música mediante apresentação da carteirinha

 

Preço médio do CD: R$ 30

 

Capacidade: 150 lugares

Sugestão etária: livre

 

Fabiano Gonçalves
Publicitário e roteirista (formado no Maurits Binger Film Institute - Amsterdã). Corroteirista do longa O Amor Está no Ar e de programas de TV (novela Chiquititas - 1998/2000). Redator na revista SuiGeneris, no site Escola24horas e no Departamento Nacional do Senac. Um dos fundadores do movimento.com, escreve também sobre televisão para o site teledossie.com.br. - E-mail: fabiano@movimento.com