Ação socialLateralNotícia

ABM quer restaurar óperas de Nepomuceno e Mignone

A Academia Brasileira de Música (ABM) apresentou um projeto de reconstituição das partituras das óperas Abul, de Alberto Nepomuceno, e O Contratador de Diamantes, de Francisco Mignone, ao Edital de Emendas Parlamentares do Deputado Marcelo Calero.

O projeto foi escolhido por uma comissão para figurar entre os finalistas, que estão sendo submetidos à consulta pública. A votação já está aberta e segue até o dia 27 de setembro.

A ABM busca trazer de volta ao repertório dos nossos teatros essas duas óperas brasileiras.

Abul é uma ópera em três atos de Alberto Nepomuceno sobre libreto do próprio compositor, com base na obra de Herbert Ward. A ópera estreou em 30 de junho de 1913, no Teatro Coliseo, em Buenos Aires. No Brasil estreou em 10 de setembro de 1913, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

O Contratado de Diamantes, também em três atos, foi composta por Francisco Mignone sobre libreto de Gerolamo Bottoni, e baseia-se em texto de Afonso Arinos. A ópera estreou no Theatro Municipal do Rio de Janeiro em 20 de setembro de 1924, sendo levada apenas seis dias depois no Theatro Municipal de São Paulo.

Para votar, clique aqui, e em seguida clique na área temática “Cultura” (é necessário se cadastrar antes de votar).

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.