ConcursoLateralNotíciaSão Paulo

Percussionista Ana Paola Machicado vence concurso

Ana Paola Machicado Torres, 23 anos, nascida em Cochabamba, na Bolívia, é a grande vencedora da nona edição do Prêmio Ernani de Almeida Machado, concedido anualmente pela Santa Marcelina Cultura e Machado Meyer Advogados. Integrante da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo desde 2017, a percussionista recebeu uma bolsa de R$ 100 mil para aperfeiçoar os estudos no exterior.

O anúncio foi feito neste domingo, dia 6 de dezembro, antes do concerto na Sala São Paulo que encerrou a temporada do grupo ligado à EMESP Tom Jobim – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo gerida pela organização social Santa Marcelina Cultura – e que contou com a regência de Cláudio Cruz.

A edição de 2020 do Prêmio Ernani de Almeida Machado teve uma novidade: a criação da categoria Maria Vischnia, voltada exclusivamente para as jovens instrumentistas da Orquestra Jovem do Estado. A vencedora da categoria foi a flautista Graziella Araújo de Souza, 23 anos, que recebeu um prêmio no valor de R$ 32 mil.

Além das duas musicistas, outros quatro bolsistas integrantes da Orquestra foram contemplados com R$ 22 mil cada, são eles: Guilherme Peres Silva Oliveira, 20 anos (violino), Saulo Roberto da Silva Martins, 20 anos (contrabaixo), Lucas Martins, 26 anos (flauta), e Carlos Vogt, 24 anos (piano).

Ana Paola Machicado Torres estuda no Instituto de Artes UNESP com os professores Carlos Stasi e Eduardo Gianesella e é percussionista do Grupo PIAP da UNESP.  “Quero continuar me aperfeiçoando com a técnica alemã para tímpanos e percussão que sempre foi uma referência para mim”, conta a percussionista.


Homenagem

O nome da nova categoria do Prêmio Ernani de Almeida Machado é em homenagem a Maria Vischnia, que foi a primeira professora de violino do Departamento de Música da USP, primeira coordenadora da Universidade Livre de Música (atual EMESP Tom Jobim) e ainda atuou como primeiro violino do Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo e como spalla da Orquestra Jazz Sinfônica.

O Prêmio Ernani de Almeida Machado é uma iniciativa da Santa Marcelina Cultura e do Machado Meyer Advogados. Desde 2012, quarenta bolsistas da Orquestra Jovem do Estado já foram premiados.  São vários os exemplos de bolsistas que conseguiram ingressar nos melhores centros de formação musical do mundo.

Os vencedores foram aprovados em conservatórios como o Conservatório Nacional Superior de Música e Dança de Paris, Conservatório de Amsterdã, o Mozarteum de Salzburgo, na Áustria, Conservatório de Colônia, na Alemanha, entre outros. O vencedor da primeira edição, por exemplo, foi o primeiro percussionista brasileiro aceito para o mestrado no Conservatório de Paris e já concluiu sua especialização.

O Prêmio Ernani de Almeida Machado se constitui em um importante estímulo para os bolsistas poderem almejar novos horizontes em suas carreiras e, ao mesmo tempo, abre portas para o desenvolvimento musical.

 

Foto do post (foto de Heloísa Bortz): Ana Paola Machicado Torres.

 

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.